Professora do IPOG fala sobre participação no Congresso Mundial de Psicologia Positiva
6 minutos de leitura
27 de julho de 2017

Professora do IPOG fala sobre participação no Congresso Mundial de Psicologia Positiva

Congresso Mundial de Psicologia Positiva, Psicologia Positiva, IPOG

De 13 a 16 de julho foi realizado o 5º Congresso Mundial de Psicologia Positiva em Montreal, no Canadá. Este é o maior evento no mundo sobre o tema onde várias referências internacionais como Martin Seligman, Mihaly Csikszentmihalyi, Kim Cameron e vários outros marcam presença e falam sobre os avanços, pesquisas e práticas sobre a Psicologia Positiva.

A professora do IPOG, Renata Livramento, que também é fundadora e presidente do Instituto Brasileiro de Psicologia Positiva participou do congresso. Além de assistir a várias palestras, a professora também apresentou três trabalhos em parceria com a Drª Ana Beatriz Rocha Lima. Veja os títulos:

  • A Psicologia Positiva e o Florescimento: Uma investigação sobre as contribuições das atividades de lazer para um desenvolvimento saudável
  • Psicologia Positiva: Um estudo brasileiro sobre a relação entre perdão, esperança e bem-estar psicológico
  • Desenvolvimento de Comunidades Positivas: Um estudo sobre a implementação da terapia grupal comunitária para a promoção da saúde mental entre idosos

Convidamos a professora Renata Livramento para um bate-papo sobre como foi essa experiência de estar no maior congresso do mundo sobre Psicologia Positiva. Você vai se impressionar com o que ela vivenciou nesses dias.

Afinal, estar em um evento como esse, é estar frente a frente com o que há de mais moderno sobre o tema e poder saber em primeira mão, quais são as tendências para a área.

Descubra inclusive, o que Martin Seligman falou sobre o passado, presente e futuro da Psicologia Positiva.

Confira a entrevista com a professora que esteve no Congresso Mundial de Psicologia Positiva:

BLOG IPOG – Por que é tão importante estar em um evento como este sobre Psicologia Positiva?

Renata Livramento – É muito importante, porque são em eventos assim que nos atualizamos e vemos o que está sendo pesquisado e produzido no mundo. Neste evento, também é possível ter contato com profissionais que são referências na área, inclusive mundiais em Psicologia Positiva.

E mais. Não é só ver quem você tanto admira, mas ter a oportunidade de conversar, tirar dúvidas e mais do que isso, de saber as novidades: o que essas pessoas estão estudando? O que tem sido feito em outras partes do mundo? Então, você amplia sua rede de contatos e também os seus conhecimentos. Você aprende coisas novas e vê possibilidades diferentes de atuação.

BLOG IPOG – Como foi apresentar 3 trabalhos em um congresso tão importante?

Renata Livramento – Foi uma oportunidade maravilhosa. Eu vi outras pessoas que estão desenvolvendo trabalhos semelhantes. Pude trocar ideias com essas pessoas, o que é bom para o próprio aperfeiçoamento do meu trabalho, mas também é uma oportunidade de que outros fiquem sabendo o que tem sido feito no nosso país. É uma forma da gente divulgar a produção que está sendo realizada no Brasil. Divulgar para o mundo. E isso também é muito interessante como uma consequência da participação no congresso.

BLOG IPOG – Cite 3 grandes contribuições dessa participação.

Renata Livramento – Novos aprendizados, atualizações e conexão com pessoas do mundo inteiro e projetos que ampliam a minha visão sobre a minha profissão e trabalho.

Por exemplo, especificamente em relação ao meu trabalho com forças de caráter, eu fiz um curso pré-congresso com o Ryan Niemec que é diretor do VIA Institute, ou seja, o Instituto mais importante de estudos sobre força de caráter no mundo. Eu tive a possibilidade de fazer um curso com ele e trazer então, de forma mais embasada ainda, conhecimento e aplicações para o meu trabalho. Possibilidades de novas intervenções, de novas formas de atuação. São possibilidades para aprofundar e melhorar o meu trabalho com forças de caráter que realizo, inclusive no IPOG. Isso foi muito relevante. Eu trouxe o livro dele mais recente, que acabou de ser lançado.

BLOG IPOG – O que mais chamou sua atenção?

Renata Livramento – Bem, várias coisas me chamaram a atenção. Não daria pra falar sobre todas elas aqui. Mas o que mais me marcou foi a apresentação de Martin Seligman sobre o passado, o presente e o futuro da Psicologia Positiva.

Ele disse que no passado, aquilo que já foi muito estudado foi a questão do bem-estar. Então todos nós já temos bastante conhecimento sobre o que é o bem-estar subjetivo, o que faz as pessoas terem bem-estar, como desenvolver o bem-estar nelas, quais as consequências desse bem-estar e a importância dele na vida de todos. A partir daí, Seligman coloca que o presente da Psicologia Positiva é a Educação Positiva.

Eu achei muito interessante porque esse é um movimento que ainda está começando no Brasil. Existe pouca coisa se a gente comparar, por exemplo, com Escolas Australianas que têm um programa fortíssimo de Educação Positiva, ou mesmo na Inglaterra e Estados Unidos, onde também já existem programas consolidados sobre este tema. Já existem escolas em que a Educação Positiva faz parte da matriz curricular. E aqui no Brasil, estamos começando. É possível ver uma ou outra iniciativa e mesmo assim, ainda muito pontual.

E nesse sentido, o IPOG é uma referência. Porque com o Programa Plenitude, voltado para Desenvolvimento Integral do Potencial Humano, o IPOG está trazendo essa visão para todos os cursos de pós-graduação da instituição no Brasil. É um programa inovador, que está alinhado com o que Seligman disse sobre o presente da Psicologia Positiva e isso me deixa muito orgulhosa, inclusive porque sou professora no programa Plenitude.

“Participar desse projeto [Plenitude] é algo que realmente me encanta, é ver que nós no IPOG estamos no caminho certo”.

Mas além do IPOG, percebemos que a Educação Positiva está crescendo no Brasil, ainda que de forma muito pontual, como eu disse. E percebendo que esse presente está acontecendo, podemos ver de duas formas. De um lado, negativo que seria “ah, como estamos atrasados”, mas eu, como Psicóloga Positiva que sou, prefiro ver por outro ângulo, como: “Olha, que bom que já estamos começando a acordar”.

Eu torço para que em pouco tempo já existam políticas públicas de educação dentro da visão da Educação Positiva. Para que mais escolas possam adotar esses princípios e queiram conhecer a Psicologia Positiva, conhecer a Educação Positiva e levar esse conhecimento para outras escolas. Porque isso realmente é o que o mundo precisa.

A Educação Positiva é, além de um paradigma educacional, um instrumento de transformação do mundo.

Seligman ainda disse que o futuro da Psicologia Positiva é a Política e a Religião Positiva. O que ele considera com isso? Ele deseja e espera que no futuro, esse olhar da Psicologia Positiva para o desenvolvimento humano seja o olhar presente na Política, em todas as formas. Que todas as pessoas envolvidas com políticas públicas, e não apenas os políticos propriamente ditos, sejam comprometidas com o bem-estar e o florescimento humano. Imagina a transformação que a gente faria no mundo!

Se tirássemos a ênfase do sofrimento e a colocássemos no desenvolvimento, no que vai gerar bem-estar, florescimento e desenvolvimento humano, poderíamos realmente trabalhar para o florescimento de todas as pessoas.

Nas religiões, é no mesmo sentido. Martin Seligman espera que elas mudem um pouco o foco da necessidade de tanta valorização do sofrimento, por uma valorização do desenvolvimento. Toda religião, por exemplo, já trabalha de alguma forma com a questão do caráter.

O que Seligman traz é como seria maravilhoso se as religiões trabalhassem com o foco não no que está errado, na importância do sofrimento, mas buscassem a religião voltada para o desenvolvimento do ser humano. O que no fundo, já é o propósito dela. O que o autor coloca como necessário é mudar esse olhar, torná-lo menos punitivo e mais positivo. Então ele colocou todas essas questões falando do passado, presente e futuro e foi algo que me chamou a atenção.

BLOG IPOG – Cite alguns nomes que são referências mundiais em estudos sobre Psicologia Positiva e que você pôde ver durante o Congresso Mundial.

Renata Livramento – Ryan Niemec, Martin Seligman, Kim Cameron, Shelly Gable, Meike Bartels, Laura King, Michael Steger, Mihaly Csikszentmihalyi, entre tantos outros nomes importantes.

BLOG IPOG – Professora, como você volta para casa depois de um evento como este?

Renata Livramento – Além de muito energizado, você sai de um evento como esse cheio de vontade de colocar em prática, de colocar as ideias em ação. Você sai nutrido porque recebeu informações muito importantes. Tem possibilidades de continuar seus estudos.

É claro que você não vai ter condições de aprender tudo apenas em um congresso, mas ele contribui para abrir caminhos possíveis para que você se dedique, estude mais, se renove e se atualize. Então, é muito importante a participação em um evento como esse principalmente porque é o evento mais importante de Psicologia Positiva do mundo.

“Para mim, os resultados foram maravilhosos”. 

E se você gostou do que a professora Renata Livramento compartilhou sobre o 5º Congresso Mundial de Psicologia Positiva, continue de olho aqui no Blog IPOG. Muitas experiências como essa ainda serão compartilhadas por aqui!

 


Artigos relacionados

Como a Psicologia Positiva pode impactar a sua vida pessoal e profissional?    Antes de entendermos sobre a importância da psicologia positiva é primordial lembrarmos que vivemos em uma sociedade que está cada vez mais em busca do sucesso profissional e temos que conviver com males que espreitam o nosso dia a dia, como o stress...
Liderança Positiva é uma nova forma de liderar. Entenda A definição de Liderança Positiva está baseada nos conceitos da Psicologia Positiva, a qual procura entender, através de estudos científicos, como uma visão mais apreciativa dos potenciais, das motivações e das capacidades humanas contribuem para tornar as pes...
RH: É possível ser estratégico sem perder o aspecto humano da gestão? Para muitos profissionais de Recursos Humanos (RH), um dos maiores desafios ainda é conquistar espaço dentro das organizações provando a força estratégica que essa área possui. Por lidar com pessoas, sempre existe um dilema entre atingir os resultados que a em...

Sobre Renata Livramento

Renata Livramento é professora IPOG no MBA Executivo em Desenvolvimento Humano & Psicologia Positiva, Psicóloga, Doutora em Administração, fundadora e presidente do Instituto Brasileiro de Psicologia Positiva.

Comentários