Sustentabilidade na arquitetura: conheça projetos que deram certo!
4 minutos de leitura
12 de junho de 2018

Sustentabilidade na arquitetura: conheça projetos que deram certo!

sustentabilidade na arquitetura

Há algum tempo, o Blog IPOG já vem abordando a importância da sustentabilidade na arquitetura. Sabe-se que ainda é impossível realizar uma edificação sem impactos na natureza, mas é possível reduzir os danos.

De qualquer forma, a sustentabilidade na arquitetura tem sido um requisito cada vez mais exigido dos arquitetos. Tanto que canais como GNT têm desenvolvido programas com essa abordagem. Um aluno do IPOG inclusive participou e venceu no programa que estimula o consumo consciente e mais sustentabilidade na arquitetura.

Sustentabilidade na arquitetura: por onde começar?

Para entender melhor como pensar em projeto que seja sustentável, vamos contar com a ajuda da professora do IPOG na Pós-Graduação Master em Arquitetura e Lighting, Catharina Macedo. Segundo ela, o projeto sustentável possui atualmente 4 principais abordagens.

Ela explica que é preciso se aprofundar quando o tema é sustentabilidade na arquitetura já que muita gente vem trabalhando apenas o marketing sustentável, para lucrar com isso.

4 passos para um projeto sustentável

1) Projeto de Arquitetura

A arquitetura influencia muito no conforto dos usuários, clientes e colaboradores, e inclusive na sua conta de energia! Iniciativas como pintar as paredes e tetos com cores claras, instalar sistemas de sombreamento para regular a incidência solar nos ambientes e priorizar a ventilação natural permitem que você precise de menos luz elétrica e ar condicionado para manter o ambiente agradável!

2) Equipamentos Eficientes

O Selo PROCEL nível A é uma garantia de que os equipamentos são mais eficientes, chegando a ser até 30% mais econômicos. Trocar lâmpadas por LED reduz o consumo em até 80%, além de aumentar a média de uso para dez mil horas.

3) Iluminação

Aproveite o máximo da iluminação natural em um projeto que traga a sustentabilidade na arquitetura. Com um clima tropical e ensolarado durante todo o ano, instale janelas amplas e utilize a luz elétrica somente para corrigir locais onde não exista iluminação natural suficiente para o desenvolvimento das atividades. Você ainda pode instalar lâmpadas solares, que não demandam energia elétrica. Em formato de bulbo, elas captam a luz solar do exterior e geram, a partir de espelhos em sua superfície interna, um fluxo luminoso concentrado, dirigido e gratuito.

4) Aproveite a energia solar para aquecimento de água

Outra alternativa para quem busca mais sustentabilidade na arquitetura é utilizar energia solar no aquecimento de água. A média de redução de gastos com eletricidade é de 30%. Alguns equipamentos mais modernos são capazes de esquentar a água até 90 ºC. Nestes casos, o Boiler deve ser instalado o mais próximo possível das placas coletoras para que não haja perda de calor durante o processo de deslocamento da água. Já que a água quente é menos densa, ela consegue ser empurrada naturalmente para o reservatório se ele estiver em uma posição elevada em relação à placa. Os equipamentos têm vida útil de cerca de 20 anos, o que garante a vantagem desse sistema.

Exemplos de sustentabilidade na arquitetura

Catharina Macedo ainda compartilhou com o Blog IPOG, 2 projetos arquitetônicos dos quais ela fez parte da execução. Em ambos, é possível observar que dá pra unir beleza, conforto, e sustentabilidade na arquitetura. Vamos conferir?

Fachada Sustentável da Casa Cor

Trata-se da união da WWF (World Wide Found for Nature – Fundo Mundial para a Natureza – Brasil) com o grupo de arquitetos , Catharina Macedo, Juliana Garrocho, Roberto Lecomte e Sheila Beatriz, que assinam a fachada da sede do evento. (Projeto e Execução: Spirale Arquitetura e Soluções Sustentáveis e Casacerta Construções Especiais).

O projeto também permitiu uma melhor climatização do ambiente ao filtrar os raios solares e permitir maior sombreamento no espaço segundo os arquitetos. Eles explicaram que a intenção era unir a ideia de sustentabilidade com a nova tecnologia existente.

A madeira, por exemplo, é um material renovável, que retém carbono, gera menos resíduo e contribui com a conservação do meio ambiente. Para a obra, foi utilizado um volume de oito metros cúbicos de madeira laminada e cerca de 500 peças de madeira maciça. Isso representa o armazenamento de cerca de oito toneladas de carbono.

Após o término da mostra, a obra foi transformada em um estande que serve para a divulgação de projetos sustentáveis em madeira no Shopping Casa Park em Brasília.

Créditos: Pedro Ventura/Agência Brasília

Centro de Excelência do Cerrado

O Centro de Excelência do Cerrado está localizado no Jardim Botânico de Brasília. É um edifício integrado à paisagem do cerrado e projetado com soluções sustentáveis. O espaço propicia à integração dos usuários, com a paisagem construída e natural, além da flexibilidade dos espaços dinâmicos e modulados para abrigar diferentes temas e atividades variadas, com demandas de espaços, pé-direito e luminosidade diferentes. A estrutura com estratégias sustentáveis foi priorizada desde o início do projeto.

  • Ventilação cruzada ocasionada pelas grandes aberturas.
  • Controle da radiação solar proporcionando iluminação natural difusa em todos os espaços e sombreamento.
  • Isolamento térmico da cobertura por meio de telha tipo “sanduíche”.
  • Resfriamento evaporativo proveniente do espelho d’água, que incrementa a umidade relativa do ar e ameniza a temperatura do espaço interno.
  • Captação de água pluvial.
  • Tratamento de efluentes.
  • Estrutura em madeira de reflorestamento, que além de consumir menos energia, produz menos resíduos e consequentemente polui menos, é um estoque de carbono de longa duração.

CURIOSIDADE: O Centro de Excelência do Cerrado recebeu o Premio GREEN WORLD AWARD na categoria ambiente Construído, concedido pela The Green Organization, entidade ambientalista britânica que premia iniciativas e obras sustentáveis de todo o mundo.

Créditos: Pedro Ventura/Agência Brasília

 

E aí, gostou? Os dois projetos mostram como a modernidade a sustentabilidade na arquitetura podem caminhar juntas. Que tal colocar esses conhecimentos em prática e desenvolver um projeto sustentável?


Artigos relacionados

Descubra as vantagens da Sustentabilidade na Arquitetura A cada dia mais se fala sobre a sustentabilidade na arquitetura. Sabe-se que ainda é impossível realizar uma edificação sem impactos na natureza, mas é possível reduzir os danos. No entanto, segundo a professora do IPOG na Pós-Graduação Master em Arquitetur...

Sobre Catharina Macedo

Professora IPOG, possui graduação em arquitetura e urbanismo pela Universidade Federal de Alagoas, Mestrado em Construção Civil, com ênfase em Conforto Ambiental pela Universidade Federal em Santa Catarina e Curso de Aperfeiçoamento para Formação de Consultores em Produção Mais Limpa pelo CNTL - RS. Atua como professora de Arquitetura e Sustentabilidade em diversas instituições e é Consultora de Sustentabilidade do Sebrae. Possui empresa especializada em projetos de arquitetura e soluções sustentáveis, vencedora do Prêmio GREEN WORLD AWARD 2015 na categoria ambiente construído, com o projeto e a construção do Centro de Referência do Cerrado, localizado no Jardim Botânico de Brasília, concedido pela The Green Organization, entidade ambientalista britânica que premia iniciativas e obras sustentáveis de todo o mundo.

Comentários