Aluno do IPOG vence programa no Canal GNT
4 minutos de leitura
06 de junho de 2018

Aluno do IPOG vence programa no Canal GNT

Programa Canal GNT

O arquiteto e urbanista Rafael Soares participou do programa Missão Design e foi o vencedor do episódio. Ele é aluno da Pós-Graduação em Design de Interiores – Ambientação e Produção do Espaço no IPOG em Montes Claros (MG).

Programa Canal GNT: Missão Design

O reality show é uma nova produção do canal e valoriza a sustentabilidade no design de interiores e estimula o consumo consciente. A cada episódio, 3 profissionais são convidados para participar. Eles precisam criar um cômodo inspirador dentro de um contêiner de 3m x 4m. Detalhe: todo o processo de criação deve acontecer em 12 horas.

Vence quem, com criatividade e consciência, conseguir administrar bem o tempo e o dinheiro. A verba, limitada, pode ser usada com objetos garimpados novos ou usados. Quem decide o melhor projeto é um trio de jurados especialistas.

A ideia é mostrar que quando o assunto é decoração, menos pode ser mais, como comenta a apresentadora do programa Fernanda Paes Leme.

A carreira de Rafael Soares, aluno IPOG

Rafael Soares, aluno da Pós-Graduação em Design de Interiores – Ambientação e Produção do Espaço no IPOG, participa do programa Missão Design e vence episódio.

Rafael conta que enviou um vídeo para a produção falando um pouco sobre o seu trabalho e um material com o seu portfólio. Mesmo assim quando o convite chegou, foi uma surpresa.

O arquiteto já realizou projetos na região norte e sul de Minas Gerais e também em Belo Horizonte. Segundo ele, suas principais referências vêm da moda, da própria arquitetura e da música. “Na verdade, minha influência vem da arte, em geral. Desde pequeno, tenho um apreciação muito grande pela arte, sempre tive uma veia artística. Sempre gostei de desenhar e pintar, tanto que queria um curso voltado para a arte e por isso escolhi arquitetura”, conta.

Como foi participar do Programa Canal GNT?

A gravação do programa foi em São Paulo. Rafael explica que só lá, na hora, é que os concorrentes descobrem que cômodo eles deverão criar. No episódio em que o aluno do IPOG participou, o desafio era criar um coworking.

Ele explica que a primeira prova do programa é cada participante apresentar um objeto que tenha sido pensado e confeccionado por cada participante. Algo que traga o conceito de sustentabilidade e funcionalidade e que mostre um pouco do trabalho de cada profissional que está ali.

“Eu desenvolvi uma luminária sustentável com madeiras de pinos e azulejos. Esses azulejos eram da reforma da casa da minha avó”, relembra. E foi com essa luminária que Rafael ganhou a primeira loja, tendo o direito de ser o primeiro a fazer compras na lojinha.

Coworking: Ambiente criado pelo aluno do IPOG, arquiteto Rafael Soares

Coworking: Ambiente criado pelo aluno do IPOG, arquiteto Rafael Soares

Consumo Consciente

Isso mesmo! Os participantes têm um orçamento limitado (R$8 mil) para comprar todos os materiais que serão utilizados no ambiente. Quem gasta mais, mesmo dentro desse orçamento, acaba sendo penalizado.

Para Rafael, o foco do programa na sustentabilidade e no consumo consciente é um alerta para os profissionais da área. “A gente vive um momento em que [esse tema] é muito importante para nós arquitetos.

Conseguir através do nosso conhecimento passar isso para o cliente, deixá-lo consciente sobre o material que ele está usando e do reuso. Às vezes usar peças antigas, que ele nem dava valor e reaproveitar isso no projeto. Tornando aquele não só um objeto de decoração, mas um objeto de memória”, explica o arquiteto.

Desafio: Corrida contra o Tempo

Durante a competição, o projeto deve ser executado em 12 horas. Este também é um desafio segundo Rafael: “É completamente diferente do que a gente tá acostumado a fazer. O cliente normalmente vem até a gente, a gente estabelece um prazo para desenvolver o projeto, nesse tempo são feitas pesquisas, estudos, entrevistas com o cliente. Só que na competição não tem tempo para parar e fazer projeto”.

Ele conta que mesmo assim parou por alguns minutos e ficou rabiscando em um papel. “É a minha forma de projetar, gosto de passar para o papel e desenhar”, conta. Ele também explica que já ia executando à medida que ia pensando, afinal, era uma competição.

O gosto da vitória

O aluno do IPOG foi o grande vencedor do episódio. Rafael conta que no dia da exibição, assistiu com os amigos e comemorou bastante. Ele ainda gravou o episódio porque quer assistir de novo com toda a família reunida.

“A sensação de ganhar é muito boa, é muito gratificante. Tanto que a minha ficha demorou a cair”.

Ele conta que os projetos dos concorrentes também ficaram muito bons e por isso, ele não imaginou que seria o ganhador. “Eu fui pra lá querendo mostrar meu trabalho. Então eu realmente fiz o meu melhor”, destaca Rafael. O arquiteto diz que dedicou o prêmio à família e aos amigos.

Próximos passos

Segundo o arquiteto, o próximo passo é usar desse meio para alavancar sua carreira. “Foi uma experiência muito importante porque foi algo novo, uma competição em rede nacional. Participar desse processo e mostrar que é possível fazer um ambiente sustentável com um consumo consciente.”, comemora.

Rafael quer continuar trabalhando com o design sustentável, estimulando o uso e o consumo consciente, como já é hábito nos seus projetos.

“Acredito que estou no caminho certo sim e esse prêmio é o reconhecimento disso”.

O IPOG parabeniza Rafael por essa conquista!


Sobre Rafael Soares

Aluno da Pós-Graduação em Design de Interiores - Ambientação e Produção do Espaço no IPOG, Arquiteto e urbanista especialista em Design de Interiores.

Comentários