Qual a relação entre Geociências, Arte e Ambiente? Workshop Internacional organizado por professor do IPOG propõe esse debate!
3 minutos de leitura
07 de maio de 2018

Qual a relação entre Geociências, Arte e Ambiente? Workshop Internacional organizado por professor do IPOG propõe esse debate!

Geociências, Arte e Ambiente: é possível pensar uma interação entre estas áreas? Para o II Workshop Internacional Arte & Ciência – História e Resiliência da Paisagem, sim. Este é justamente o seu objetivo, promover um fórum de discussão que tenha como foco a relação entres esses três campos de conhecimento.

A proposta deste ano, segundo informações enviadas pelo organizador do evento e professor do IPOG, Antônio José Teixeira Guerra, é provocar uma reflexão “que, a partir do Campo de Estudos das Geociências e da Arte, em sua vertente ambiental e artística, discuta a resiliência e conservação da paisagem quanto aos riscos naturais, a ação antrópica e outras questões”.

O tema para esta segunda edição do workshop é importante pois traz à discussão a mutabilidade da paisagem, realizada por ações naturais, mas também pela ação do ser humano, que se apropria de recursos minerais para desenvolver atividades econômicas, sociais e culturais.

Nesse sentido, esse conjunto de variáveis influenciam diretamente a sustentabilidade da paisagem, a qual se transforma ao longo do tempo e assume novos significados e usos. Tendo este tema em foco, surgem ramificações que apontam para os seguintes eixos temáticos:

  • Arqueologia,
  • Geoturismo,
  • Educação Ambiental,
  • Conservação da Paisagem,
  • Ecologia,
  • História da Arte,
  • Paisagismo, dentre outras.

Conheça melhor o Workshop!

O evento será realizado de 20 a 22 de agosto, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e conta com o apoio da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). Ao lado de Guerra, geógrafo do Departamento de Geografia da UFRJ, o professor Raphael David dos Santos Filho, arquiteto e docente da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da mesma universidade, também atua na organização do evento.

A expectativa é de que 400 pessoas, de todos os estados brasileiros, compareçam ao II Workshop Internacional Arte e Ciência. “Além disso, já temos pesquisadores da Inglaterra, Alemanha, Portugal, Argentina, Panamá, dentre outros países, já confirmados”, afirma Guerra.

Questionado sobre a importância do workshop, Guerra destaca sua importância no meio acadêmico: “É um evento importante, pois existe muita interface entre Ciência e Arte, e isso já ficou comprovado na primeira edição desse evento no ano passado, no qual contamos com apenas 150 inscritos”, explica.

O workshop é totalmente aberto ao público. Ele contará com diversas exposições artísticas, científicas, bem como lançamentos de livros. E estes também serão entregues de presente àqueles que apresentarem os melhores trabalhos.

Os participantes ainda contarão com saídas de campo, a fim de serem realizadas visitas em museus e outras áreas relativas à arte e ciência. A expectativa é de que haverá uma terceira edição no ano que vem, com data e local a confirmar.

Se liga na programação!

As inscrições para o workshop já estão abertas e iniciaram no dia 20 de março! Além disso os trabalhos podem ser enviados até o dia 20 de maio (o limite de arquivo é de até 2MB). A comunicação dos resultados da avaliação dos trabalhos recebidos será realizada no dia 20 de junho.

Os trabalhos aprovados pelo Comitê Científico poderão ser apresentados em comunicações orais ou pôsteres. A programação ainda conta com conferências, mesas redondas, trabalhos de campo e coffee break!

Acesse o link, confira o site e fique por dentro de toda a programação! Nele você encontrará mais informações sobre normas de submissão de trabalhos, datas, temas de conferências e mesas redondas, palestrantes, valores de inscrição, fichas de cadastro e muito mais!

(Foto: divulgação)


Artigos relacionados

Como se preparar para abrir seu escritório de Arquitetura? Em uma época em que o empreendedorismo está em alta, na arquitetura a realidade não tem sido diferente. Vários profissionais têm o desejo de construir uma carreira e serem reconhecidos pelo trabalho desenvolvido no seu próprio escritório de Arquitetura. Uma...
Alunas IPOG projetam ambiente na Morar Mais em Goiânia Quem for à Mostra Morar Mais por Menos deste ano em Goiânia, vai encontrar 27 ambientes distribuídos por 1300 m². Os espaços foram desenvolvidos por 47 profissionais (arquitetos, designers de interiores e paisagistas). Entre esses ambientes está o Lounge Ca...
Domoterapia: a arte de curar ambientes ao longo da História O termo DOMOTERAPIA, deriva do Latim “DOMUS”, que significa Casa, Imóvel e da palavra Grega “THERAPEI”, que significa cura. ”DOMUS”’ era o nome dado às as casas particulares, onde moravam os cidadãos mais ricos no tempo do Império Romano. É uma das artes ma...

Sobre Antônio José Teixeira Guerra

Professor Titular do Departamento de Geografia da UFRJ, Pesquisador 1A do CNPq, Coordenador do LAGESOLOS (Laboratório de Geomorfologia Ambiental e Degradação dos Solos), autor de mais de 100 artigos em periódicos nacionais e internacionais e autor, organizador e co-autor de livros na área da Geomorfologia, Perícia Ambiental, Erosão dos Solos, Geodiversidade, geoconservação e geoturismo. Professor do IPOG no curso de Perícia Ambiental.

Comentários