Como descobrir sentido positivo no trabalho? Entenda
3 minutos de leitura
11 de abril de 2018

Como descobrir sentido positivo no trabalho?

Durante o I Simpósio Luso-Brasileiro de Psicologia Positiva, realizado entre os dias 1 e 3 de março em Lisboa – Portugal, a coordenadora do MBA Executivo em Desenvolvimento Humano e Psicologia Positiva do IPOG, Poliana Landin, falou sobre Liderança Positiva: construindo o sentido positivo no trabalho.

Durante a sua palestra, Poliana destacou que o questionamento sobre o significado do trabalho também é uma reflexão sobre o sentido da vida. As organizações precisam dar aos colaboradores, segundo a coordenadora do MBA IPOG, a oportunidade de pensar e refletir sobre porque elas estão naquela empresa, porque executam determinada função e o quanto aquele trabalho está alinhado com sua existência.

Ao fazer isso, estão dando condições para que esse ser humano (colaborador) entre em contato com o seu bem-estar de alguma forma. Ou seja, desse modo quem trabalha na empresa entenderá na prática o sentido positivo no trabalho. (Confira também o ebook “7 Aprendizados para descobrir o Sentido da Vida”)

E para que exista um ambiente organizacional como esse, é necessária a implantação de uma Liderança Positiva, a qual é baseada em 4 pilares, seguindo a abordagem da psicologia positiva, Kim Cameron, PhD em Administração. São eles:

4 pilares para ter sentido positivo no trabalho

1) Cultivar um clima positivo:

Antes de tudo, criar um sentido positivo no trabalho também é responsabilidade de gestores. O líder, pra favorecer um aprendizado no trabalho e uma produtividade baseada no bem-estar, precisa criar maneiras de que as emoções positivas estejam no ambiente de trabalho. Sobretudo, as “3 emoções principais”: gratidão, compaixão e o perdão. Portanto, quem deseja exercer uma liderança positiva, deve pensar em como vai realizar atividades que vão estimular nas pessoas, principalmente, estas 3 emoções.

2) Construir uma rede de relacionamentos positivos:

E o que são relacionamentos positivos? São aqueles que funcionam como fonte de energia e aprendizado nas empresas. Isso significa que em meio a uma rede de relacionamentos positivos, as pessoas aprendem no ambiente de trabalho a partir do que é compartilhado entre os que estão ali. Seligman diz que “os relacionamentos positivos são o melhor antídoto para os momentos ruins da vida”.

3) Promover uma Comunicação Positiva

Isso diz respeito ao líder promover o encorajamento nas organizações. As pessoas precisam se sentir encorajadas pela forma do líder falar e pela forma que ele conduz o ambiente de trabalho, de maneira que a equipe sinta-se empoderada e acredite no seu potencial.

As pessoas descobrem sua melhor versão a partir do que lhes é comunicado pelo líder e também pela maneira como ele estimula a comunicação entre as pessoas.  sentido positivo no trabalho.

4) Criar sentido positivo no trabalho

O líder precisa favorecer reflexões sobre sentido e significado do trabalho. De maneira que o colaborador consiga perceber “qual é o significado que eu tenho para vir trabalhar todos os dias?”.

“Os seres humanos, indiscutivelmente, querem ter sentido e propósito na vida. A vida com sentido consiste em pertencer e servir a algo que você acredite ser maior do que o eu. e a humanidade cria todas as instituições positivas que permitem isso”

Martin Seligman (2011)

Portanto, o que Poliana Landin destacou durante a sua palestra foi a necessidade das organizações promoverem o tema propósito, de forma a levar as pessoas a refletirem sobre o sentido e significado do seu trabalho. Um olhar que afeta diretamente a famosa “crise de pré segunda-feira”, pois o colaborador descobre o porquê dele estar engajado naquilo.

Para alcançar esse objetivo dentro de uma empresa, todas as hierarquias precisam estar envolvidas. É preciso trabalhar com as equipes o propósito de cada colaborador para saber de que maneira ele se alinha com o propósito da empresa e assim entender a importância dessa relação.

E o que é propósito?

Joey Reiman diz que propósito é “uma declaração de como queremos contribuir com a humanidade”. E muitos se assustam com essa afirmação porque logo pensam que contribuir com a humanidade está relacionado a algo muito grande, como a paz mundial por exemplo. No entanto, a coordenadora do MBA no IPOG lembra que é preciso pensar em humanidade como a parcela da sociedade que eu atendo no meu trabalho.

Portanto, quem busca cumprir seu propósito, deve sempre se perguntar: “como eu posso contribuir significativamente com essa parcela da humanidade que chega até mim?”

No caso das organizações, essa reflexão começa com os líderes e depois é repassada às outras camadas da organização. E pra descobrir o seu propósito não se trata de inventar, mas de detectar aquilo que move cada ser humano, o que é a sua essência, quais são suas forças de caráter e como elas poderiam ser úteis para ajudar o próximo. Como posso colocar meu talentos a serviço da humanidade? Essa deve ser a questão.

Uma equipe que sabe o seu propósito é mais engajada e produtiva. Trabalha com mais disposição e tem um nível de entrega maior.

E você, vê sentido no seu trabalho? Qual o propósito de estar lá? Aventure-se a descobrir a partir do autoconhecimento e responda às perguntas que foram colocadas neste texto. Sucesso na sua jornada!

 


Artigos relacionados

RH: É possível ser estratégico sem perder o aspecto humano da gestão? Para muitos profissionais de Recursos Humanos (RH), um dos maiores desafios ainda é conquistar espaço dentro das organizações provando a força estratégica que essa área possui. Por lidar com pessoas, sempre existe um dilema entre atingir os resultados que a em...
Como obter um bom relacionamento interpessoal? Desde o nosso nascimento já somos desafiados a lidar com uma tarefa difícil: a convivência.  E logo nos primeiros anos aprendemos que precisamos dos outros para sobreviver e que isso é inevitável, acontece desde o meio humano até o meio animal. Com o passar...
Um olhar elucidativo sobre o coaching A psicóloga e docente Cyndia Bressan é pesquisadora sobre as complexidades e particularidades humanas. Tendo conduzido sua atuação para o âmbito empresarial, Cyndia acumula em seu currículo consultoria a renomadas empresas do território nacional. Em 2017, ela ...

Sobre Poliana Landin

Mestre em Psicologia com ênfase em Avaliação Psicológica, sócia-fundadora do Instituto Goiano de Psicologia Positiva (IGPP) e coordenadora dos cursos de Desenvolvimento Humano e Psicologia Positiva; Avaliação Psicológica; e Neuropsicologia do IPOG.

Comentários