Como a falta de gestão pode acabar com o seu sonho empreendedor
2 minutos de leitura
11 de maio de 2017

Como a falta de gestão pode acabar com o seu sonho empreendedor

Ter o próprio negócio e se auto gerir é o sonho de grande parte dos brasileiros.  Mas ser empreendedor não é uma tarefa fácil. Existem diversos casos de empresas que entram no mercado e fazem grande sucesso, mas, por outro lado, também existem aquelas que não conseguem alavancar sua ideia de negócio e acabam tendo prazo de vida curto. Empreender é arriscar-se, mas sempre tendo como base o planejamento estratégico e o estudo prévio da área que se pretende investir.

Afinal, o que há por trás dos negócios que alcançam sucesso? Por que tudo isso às vezes parece ser tão inalcançável para alguns? Para o professor do curso Gestão de Negócios, Controladoria e Finanças do IPOG e especialista em Gestão e Gerenciamento de Empresas, Carlos de Macedo, existem técnicas para atingir seus objetivos, mas que devem ser seguidas por pessoas com expertise para aplicá-las. Enfim, a preparação adequada do dono do negócio, que, na maioria das vezes será também o gestor da empresa, faz uma grande diferença nesta hora.

Para que o seu sonho empreendedor não se torne um pesadelo, o especialista listou alguns erros comuns, relacionados à gestão empresarial, que levam empreendedores ao fracasso. Fique atento para não cair nessas armadilhas tão comuns que consomem o sonho e recurso de empreendedores mundo afora.

– Falta de conhecimento empresarial;

– Desconhecer o negócio no qual trabalha;

– Não identificar o público que quer atingir com o seu empreendimento;

– Falta de habilidade e/ou pessoas com conhecimento para gerir a parte financeira do negócio;

Se você se identificou com algum dos pontos acima, calma! Carlos de Macedo também dá dicas importantes para você recomeçar:

– Conheça a fundo como funcionará sua empresa: saiba em qual regime de tributação a sua empresa irá funcionar. Descubra se ela se encaixa em uma micro, pequena, média ou grande empresa. Para isso é preciso ter ideia de quanto será arrecadado mensalmente;

– Saiba o ramo do seu negócio: Trabalhe com aquilo que você já possui experiência, que você saiba fazer. Não procure algo simplesmente porque é tendência. Se você não sabe lidar com o que pretende exercer, o negócio tem grande possibilidade de não dar certo;

– Estude o seu nicho de mercado: Saiba qual o seu público, estude bem as pessoas que você deseja atingir com o seu produto e/ou serviço. Trace estratégias para chegar até eles e conquistá-los;

– Tenha absoluta certeza sobre a criação da sua empresa: Abra um negócio tendo plena certeza de que o mercado comporta algo voltado para o ramo desejado. Analise se o mercado não está saturado e se você tem demanda para obter retorno financeiro;

– Busque conhecimento sobre finanças e gestão de custos: uma empresa precisa ter seu capital muito bem gerenciado, principalmente no início. Isso facilita, inclusive, a precificação do seu produto ou serviço para o mercado.


Artigos relacionados

NOVIDADE! Aluno IPOG tem acesso gratuito a módulo de Empreendedorismo Você sabia que mais de 70% dos brasileiros sonham em abrir o seu próprio negócio? Uma pesquisa realizada pela Endeavor, maior organização de apoio a empreendedores do mundo, comprova isso e desperta uma reflexão: como transformar essa intenção em realidade? ...
Como organizar as finanças pessoais na prática Você sabe organizar as suas finanças pessoais? Todo início de ano é comum vermos a grande maioria dos brasileiros alegando um elevado grau de endividamento. Como se já iniciassem um novo ano sempre no vermelho, pedindo socorro para pagar contas que são plename...
Como fidelizar clientes? Em uma época de inúmeros produtos e ofertas é possível fidelizar clientes? O que devo fazer para ter clientes fiéis? Essas são dúvidas recorrentes da atualidade, onde o acesso à informação e o alto nível de exigência protagonizam a disputa por clientes. Par...

Sobre Carlos de Macedo

Professor do IPOG – Go, atuando em pós-graduações em todo o Brasil e graduação em Goiânia (Administração de Empresas e Engenharia Civil)

Comentários