Como a falta de gestão pode acabar com o seu sonho empreendedor
2 minutos de leitura
11 de maio de 2017

Como a falta de gestão pode acabar com o seu sonho empreendedor

Ter o próprio negócio e se auto gerir é o sonho de grande parte dos brasileiros.  Mas ser empreendedor não é uma tarefa fácil. Existem diversos casos de empresas que entram no mercado e fazem grande sucesso, mas, por outro lado, também existem aquelas que não conseguem alavancar sua ideia de negócio e acabam tendo prazo de vida curto. Empreender é arriscar-se, mas sempre tendo como base o planejamento estratégico e o estudo prévio da área que se pretende investir.

Afinal, o que há por trás dos negócios que alcançam sucesso? Por que tudo isso às vezes parece ser tão inalcançável para alguns? Para o professor do curso Gestão de Negócios, Controladoria e Finanças do IPOG e especialista em Gestão e Gerenciamento de Empresas, Carlos de Macedo, existem técnicas para atingir seus objetivos, mas que devem ser seguidas por pessoas com expertise para aplicá-las. Enfim, a preparação adequada do dono do negócio, que, na maioria das vezes será também o gestor da empresa, faz uma grande diferença nesta hora.

Para que o seu sonho empreendedor não se torne um pesadelo, o especialista listou alguns erros comuns, relacionados à gestão empresarial, que levam empreendedores ao fracasso. Fique atento para não cair nessas armadilhas tão comuns que consomem o sonho e recurso de empreendedores mundo afora.

– Falta de conhecimento empresarial;

– Desconhecer o negócio no qual trabalha;

– Não identificar o público que quer atingir com o seu empreendimento;

– Falta de habilidade e/ou pessoas com conhecimento para gerir a parte financeira do negócio;

Se você se identificou com algum dos pontos acima, calma! Carlos de Macedo também dá dicas importantes para você recomeçar:

– Conheça a fundo como funcionará sua empresa: saiba em qual regime de tributação a sua empresa irá funcionar. Descubra se ela se encaixa em uma micro, pequena, média ou grande empresa. Para isso é preciso ter ideia de quanto será arrecadado mensalmente;

– Saiba o ramo do seu negócio: Trabalhe com aquilo que você já possui experiência, que você saiba fazer. Não procure algo simplesmente porque é tendência. Se você não sabe lidar com o que pretende exercer, o negócio tem grande possibilidade de não dar certo;

– Estude o seu nicho de mercado: Saiba qual o seu público, estude bem as pessoas que você deseja atingir com o seu produto e/ou serviço. Trace estratégias para chegar até eles e conquistá-los;

– Tenha absoluta certeza sobre a criação da sua empresa: Abra um negócio tendo plena certeza de que o mercado comporta algo voltado para o ramo desejado. Analise se o mercado não está saturado e se você tem demanda para obter retorno financeiro;

– Busque conhecimento sobre finanças e gestão de custos: uma empresa precisa ter seu capital muito bem gerenciado, principalmente no início. Isso facilita, inclusive, a precificação do seu produto ou serviço para o mercado.


Artigos relacionados

Como se tornar um mestre da inovação nos projetos sociais? As mudanças no mercado são constantes e, com isso, inovar deixou de ser um diferencial e passou a ser uma necessidade. Porém, adquirir esta expertise não é uma tarefa fácil. Geralmente, demanda pesquisas, testes, análises, mensuração de resultados, e a partir ...
Liderança na prática: Uma história para se inspirar Uma das características de um líder de sucesso é encorajar o seu time a criar soluções, não problemas. Além disso, ele precisa sempre estar disposto a aprender e conhecer exemplos de quem tem agido de maneira inspiradora pode ser um excelente começo. A enfe...
Projeto 21: Engajamento político do setor produtivo Nas eleições de 2016 - momento em que os cidadãos escolheram seus representantes para o legislativo e o executivo municipal - um grupo de lideranças do setor produtivo da capital Goiânia, cansado de se ver como mero coadjuvante de um processo político sem melh...

Sobre Carlos de Macedo

Professor do IPOG – Go, atuando em pós-graduações em todo o Brasil e graduação em Goiânia (Administração de Empresas e Engenharia Civil)

Comentários