Como transformar boas ideias em grandes negócios
3 minutos de leitura
13 de setembro de 2017

A habilidade de transformar boas ideias em grandes negócios

Cada vez mais, os profissionais têm buscado meios de se qualificar para transformarem suas ideias em negócios próprios, onde eles almejam conduzir o caminho de suas carreiras contando com suas habilidades técnicas e teóricas. Enquanto as ideias vão sendo amadurecidas, é muito comum tais profissionais com veia empreendedora buscarem meios de se capacitarem em especializações como o MBA Empreendedorismo & Inovação, oferecido pelo IPOG, e no qual sou o coordenador.

É visível o desejo de empreender dos alunos que recebemos no curso. Todos focados no amadurecimento de seus planos de negócio, e muito abertos aos possíveis networkings estabelecidos entre os colegas de sala. Esse período fundamental para a consolidação de seus projetos de vida é acompanhado de perto por experientes professores que oferecem meios práticos de tirarem as ideias do papel, e torná-las uma realidade consolidada.

Conheçam alguns exemplos de profissionais que estão trilhando esse caminho do conhecimento, rumo ao sucesso empreendedor, por meio de seus esforços. Os quais tenho orgulho de chamar de alunos do MBA Empreendedorismo & Inovação:

A tecnologia como ferramenta de crescimento de negócios 

O jovem programador Reaner Lopes Vila Verde Júnior, 25 anos, tem a intenção de investir na abertura de um negócio próprio. Formado em sistemas de informação, sua meta é desenvolver softwares e soluções em aplicativos para pequenas e médias empresas, que assim como ele, acreditam no poder do empreendedorismo.

Para desenvolver uma visão 360 graus de todas as etapas que a abertura de um negócio próprio exige ele optou em fazer o MBA em Empreendedorismo do IPOG. “O MBA tem me oferecido uma visão ampla das etapas que vou precisar cumprir para colocar meu plano de negócios em prática. Antes eu me perguntava o que precisaria fazer para abrir meu negócio. Agora, em cada etapa do curso minhas dúvidas estão sendo respondidas e isso me traz uma segurança muito grande sobre o caminho que preciso percorrer”, relata.

O profissional tem aproveitado todo know how dos professores para traçar um verdadeiro raio X das etapas que precisa cumprir rumo a concretização do seu ideal. Para isso, tem conhecido importantes ferramentas como o modelo Canvas, que o permite visualizar todas as pessoas envolvidas no desenvolvimento da sua ideia. Ele também tem aproveito para estabelecer importantes contatos em sala, tendo em vista possíveis parcerias futuras.

Ajudar outros a empreender

O engenheiro civil Saulo Floriano, 27 anos, assistiu a aula inaugural do MBA e resolveu fazer o curso completo. Apesar de atuar na área de engenharia e design de interiores, ele almeja desenvolver uma empresa para oferecer consultoria administrativa e financeira para pessoas que, assim como ele, enxergam o empreendedorismo como uma grande sacada. “Quero atuar nos moldes do Sebrae e ser uma ferramenta de fomento ao desenvolvimento de novas ideias”, explica.

Ele já possui uma especialização em Engenharia Financeira, mas sentia falta de um aprofundamento na área de gestão e administrativa, falha essa que o MBA tem suprido com sucesso. “O curso trata de estratégias de gestão, de como enxergar um negócio próprio por todos os ângulos, e é exatamente esse conhecimento que estava em busca”, afirma.

O plano de negócios de Saulo está bastante desenvolvido, e conta com etapas que incluem sua evolução a médio e longo prazo, quando o empreendedor espera incrementar seus serviços de consultoria com a viabilização de crédito e recuperação de cobranças. Sua previsão é colocar a empresa em funcionamento já em 2018, portanto, ele aproveita cada contato com os professores para evoluir consideravelmente no seu formato de negócio.

Inovação empresarial

Há cinco anos Raphaela Castro, 36 anos, investiu na abertura da Villa Office, que oferece o serviço de escritório virtual. Contando com estrutura próprio, a empresa de Raphaela disponibiliza dez salas para diferentes formatos de reunião, que podem ser alugadas por hora, para a realização de reuniões diversas. “O ambiente é climatizado e conta com todo aparato tecnológico como data show e wifi, para atender aos mais variados formatos de reunião”, detalha.

Além disso, a Villa Office ainda oferece o serviço mensal de secretariado e recebimento de correspondências, o que significa que o profissional que não possui escritório próprio pode contar com os serviços de uma secretária para atender e agendar suas reuniões, por exemplo.

A empresária buscou no MBA Empreendedorismo & Inovação formas de conferir maior visibilidade à sua ideia, que ainda é um tanto desconhecida para o público goiano. Apenas quatro outras empresas oferecem esse tipo de serviço na capital. “Temos muito mercado a explorar mas precisamos disseminar melhor a ideia dos escritórios virtuais, um tanto desconhecida para a maioria”, analisa. Ela também tem aproveitado o curso para aprimorar seu modelo de negócio e estabelecer junto aos colegas importante networking.

Novidade!

Aluno IPOG, já pensou em empreender? Nós ajudamos você! Você sabia que os alunos ativos da Instituição poderão participar do módulo de Empreendedorismo, que está disponível no Ambiente Virtual de Aprendizagem do IPOG, na modalidade a distância. E o melhor, de forma SEM CUSTO!


Artigos relacionados

Estratégias eficazes para aumentar a visibilidade de consultórios de saúde Como a área de saúde trabalha com clientes que muitas vezes estão vulneráveis ao procurar os profissionais, a humanização do atendimento faz a diferença. "A conexão emocional entre paciente e profissional de saúde permite que o tratamento flua de maneira mais ...
Oito dicas para realizar um bom Feedforward com seus liderados Com certeza por várias vezes você já ouviu falar sobre feedback, que é a resposta que o emissor tem a partir da reação que o receptor teve a sua mensagem. Mas, e o feedforward, você conhece?Ele está relacionado à capacidade de um líder de oferecer ideias e...
4 carreiras para especialistas em Saúde Pública Foi-se o tempo em que concluir uma graduação era sinônimo de sucesso profissional. Cada vez o mercado de trabalho fica mais exigente e, para acompanhar o ritmo e não ficar de fora, é necessário se manter atualizado e tornar-se especialista em determinado assun...

Sobre Joe Weider

Joe Weider - Mestre em Administração; Coordenador do MBA Empreendedorismo e Inovação do IPOG; e Professor de Cenários, Estratégia Competitiva e Inteligência, do Instituto de Pós-Graduação e Graduação do IPOG.

Comentários