10 ideias imperdíveis para empreender em 2020. Confira
10 minutos de leitura
15 de agosto de 2018

10 ideias imperdíveis para empreender em 2020 e obter sucesso no mercado

Procurando por ideias para empreender em 2020?

Na avaliação da equipe econômica, baseada em estudo sobre dados das contas nacionais, ficou claro que o governo perdeu espaço nos últimos anos. A retomada de investimentos e a criação de empregos formais, que impacta no PIB, serão puxadas pelo setor privado segundo o estudo divulgado no Estadão.

Apesar da melhora de cenário e aumento da projeção do PIB para 2020, o momento ainda tem cobrado perspicácia de quem está buscando ideias para empreender, em razão da retomada gradual da economia.

Afinal, o Brasil ainda terá pela frente mais algum tempo para que todas as perdas sejam recuperadas. No entanto, até chegar a um patamar melhor, os potenciais empreendedores terão muitas oportunidades para investir!

Pensando nisso, levantamos algumas oportunidades de negócios para você já começar a considerar ideias para empreender em 2020. A poucos meses do fim do ano, pesquisar e decidir por um empreendimento agora é oportuno e interessante, visto a burocracia e o tempo que se leva para abrir uma empresa.

É o que confirma o levantamento Doing Business 2020, do Banco Mundial. Os dados mostram que em matéria de facilidades para abrir uma empresa, o Brasil ocupa o 138º lugar no mundo. 

Ações para a desburocratização desse cenário, como a redução do valor para obter o certificado digital e a facilitação do registro de empresas, têm contribuído para a melhora significativa em relação aos anos anteriores.

Ideias para empreender: os setores mais procurados

Os setores apresentados a seguir são as grandes apostas deste ano e poderão continuar em alta em 2020, se considerarmos o fato de que o mercado não muda de forma tão drástica de um ano para o outro.

Portanto, se você está procurando ideias para empreender em 2020, vale a pena considerar também os empreendimentos que mais estão fazendo sucesso em 2019 e que ainda têm muito a crescer a longo prazo.

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) fez um levantamento das ideias mais procuradas pelos brasileiros para empreender em 2019 e notou uma tendência: os setores de serviços e o alimentício são grandes apostas para quem busca deixar o cenário de crise para trás e tomar as rédeas da sua carreira.

Mas por quê? Além de apresentarem demanda constante mesmo em tempos difíceis, os dois setores não requerem grandes complexidades na hora de dar o passo inicial e abrir a própria empresa. O setor de serviços oferece muitas ideias para empreender com pouco dinheiro, já que demanda baixíssimos investimentos na abertura do negócio.

10 ideias imperdíveis para empreender em 2020 e ter sucesso no mercado

Nesse sentido, olhe com atenção para áreas que atendam às necessidades básicas de reparações, ou mesmo serviços especializados que permitam reduzir os custos operacionais de outras empresas, como as consultorias. Quem optar por esse caminho terá grandes chances de prosperar.

No mais, na hora de pensar em abrir uma empresa pondere se a sua ideia irá, de fato, solucionar problemas que não estão sendo devidamente resolvidos por outras empresas. É na necessidade de mercado que surgem grandes ideias para empreender.

Oportunidades de negócios no ramo alimentício

Dentro do setor alimentício há muitas possibilidades para abrir um negócio. Trata-se de um ramo que sempre está em alta! Abaixo, alguns exemplos de ideias para empreender mais procuradas no Sebrae e que podem ser ótimos caminhos para você em 2020.

Food truck

É a lanchonete móvel mais popular dos últimos tempos. Os food trucks são meios práticos e versáteis de oferecer uma refeição rápida e volante onde quer que esteja o seu público. Um ramo que tem crescido muito no Brasil, tanto pela sua flexibilidade quanto pelas formas de se inserir no mercado.

Seja em food parks fixos ou em eventos itinerantes, os food trucks demandam apenas duas coisas para se darem bem: boas ideias e muito sabor. A dica para quem vê neste ramo uma boa ideia para empreender, é pensar de que forma pode se diferenciar do que já é oferecido hoje.

Criar uma marca pessoal, um tempero único, um jeito diferente de servir pratos clássicos. Enfim, a criatividade e as habilidades culinárias serão fundamentais para o sucesso neste ramo.

E não se esqueça de que a estilização do truck também contribuirá na hora de atrair o cliente. O design ajuda a atrair público, mas será a superioridade do prato servido que o fará voltar ou recomendar o seu truck aos demais.

10 ideias imperdíveis para empreender em 2020 e ter sucesso no mercado

Lanchonete

Agora, se o seu estilo não é tanto itinerante, mas acredita no potencial do setor alimentício, então a opção é investir em uma lanchonete. Popular nos quatro cantos do mundo, as lanchonetes são a versão de serviço alimentício mais simples de se abrir.

Pesquisa do IBGE mostra que o ramo da alimentação é o segundo maior gasto do brasileiro, perdendo apenas para os com habitação.

Identifique uma demanda em potencial para seu negócio. Crie receitas diferenciadas para pratos clássicos. Assim como os food trucks, é preciso investir na criatividade como forma de se diferenciar da maioria.

Todos os que investem em alimentação precisam ter em mente que a fidelização do cliente vem pela aceitação das receitas. Portanto, escolha insumos de qualidade, invista na formação de uma equipe com aptidão pela cozinha e preze pelo bom atendimento.

Distribuição de comidas prontas

Mais uma ideia lucrativa para empreender no ramo alimentício: a distribuição de comidas prontas ou, como ficaram popularmente conhecidas, marmitas. Para ter sucesso neste tipo de empreendimento, desenhe seu plano de negócios buscando um valor agregador à refeição:comida caseira, vegana etc.

Ou seja, pesquise sobre o segmento que pretende atender para desenvolver receitas saborosas e originais dentro dele.

Outra ponta importante para se pensar é na logística de distribuição. Estipular um prazo diário para receber as encomendas é fundamental para ter tempo de traçar um itinerário ágil e que gaste menos combustível.

Lembre-se que as pessoas esperam receber suas comidas quentes, frescas e em bom estado. Marmitas amassadas, remexidas pelo transporte, não são bem-vistas.

Panificação e confeitarias

Outra ideia para empreender no ramo alimentício é o segmento de padarias e, principalmente, confeitarias. 

Um mercado global avaliado em mais de 1,9 bilhão de dólares em 2018 por relatórios da área comercial. Esse eixo, que resistiu à crise, continua sendo uma oportunidade para empresários.

Da confeitaria fina, cuja produção comercial deve ser ancorada em equipamentos modernos, aliados ao caráter de requinte e originalidade dos produtos, até os famosos bolos de pote e tortas artesanais, produzidos em menor escala, mas com sabor e atratividade, as confeitarias são uma oportunidade de investimento lucrativo.

Com o surgimento de um cliente mais educado e exigente quanto aos produtos, os artigos industrializados, de sabor genérico, tendem a perder espaço. Assim, as confeitarias precisam unir o visual com a experiência gustativa para se destacar.

Além disso, estima-se que o crescimento global do segmento atinja 2,5 bilhões até o final de 2025, ou seja, a reinvenção da panificação e confeitaria é um dos caminhos promissores do momento. 

10 ideias para empreender de forma próspera em 2020

Caso você queira trabalhar com um negócio totalmente fora do setor alimentício, mas não sabe exatamente no que empreender, vale a pena conferir as ideias listadas abaixo. Talvez você se identifique e tenha insights poderosos para o seu futuro empreendimento. Confira:

1. E-commerce

O comércio eletrônico se mostrou a modalidade mais eficiente de investimento para quem quer oferecer produtos ou serviços, mas não dispõe de condições para abrir uma loja física. É preciso conquistar um domínio na internet e um software de gerenciamento de pedidos para dar os primeiros passos.

Depois, pôr em prática sua visão estratégica para anunciar promoções em sites populares que possam levar os internautas até a sua página. O mesmo drama vivido pelas lojas físicas também é compartilhado no ambiente virtual: a captação de clientes. A vantagem da loja virtual é que seu cliente pode estar em qualquer lugar do globo, bastando estar conectado à internet, para chegar à sua loja.

A presença virtual também permite que sua loja funcione 24 horas por dia e atenda a clientes de locais distantes do seu canal de distribuição. Os valores com o frete devem ser levados em consideração na composição dos preços aplicados. 

O crescente número de usuários brasileiros na internet ajuda a atrair a atenção para oportunidades de negócios na internet. 

2. Consultoria

Se suas habilidades estiverem mais concentradas na expertise profissional de algum determinado assunto, como contabilidade, administração, área jurídica, ou demais especialidades, você é um forte candidato a atuar como consultor para empresas do mercado que precisam alavancar pontos que você domina.

Em vez de ingressar na empresa como um colaborador, você pode se tornar um prestador de serviços especializado em diagnóstico e elaboração de planos de negócios. Uma forma de adquirir experiência em diversas empresas e não ficar restrito a uma única corporação.

O consultor tem o papel de propor soluções, desenhar novos formatos de ações perfeitamente aplicáveis ao dia a dia da empresa e oferecer o treinamento para que suas ideias saiam do papel.

Com as informações coletadas, o consultor desenvolve, implanta e viabiliza um projeto de desenvolvimento empresarial de acordo com as necessidades específicas de cada cliente. Não há necessidade de investir na abertura de um escritório físico, visto que é uma atividade que pode ser desenvolvida via home office.

3. Distribuidora de bebidas

Agora, se as suas habilidades culinárias não lhe permitem investir no ramo alimentício, o setor de bebidas é bastante atrativo pelos mesmos motivos: não apresenta redução da demanda.

O setor de distribuição de bebidas tem crescido, assim como o seu público. Um ramo que põe em prática sua habilidade de negociação com fornecedores, para que possa oferecer preços finais mais atrativos aos seus clientes.

A variedade de bebidas não alcoólicas e alcoólicas permite um mix amplo de produtos. Buscar empresas que mantêm plantas industriais mais próximas a você ajuda bastante no cumprimento de prazos.

Importante focar no treinamento da equipe de atendimento, para que possam ir além dos pedidos do cliente, e passem a sugerir produtos complementares ao entender o propósito das compras.

4. Clubes de assinaturas

Segundo a Associação Brasileira dos Clubes de Assinatura, o Brasil já apresentava 350 empresas desse formato em 2017. A Netflix é um ótimo exemplo desse modelo de negócio que não para de crescer em todo o mundo.

Não se trata de um negócio recente, se considerarmos que revistas e jornais já trabalhavam com a assinatura há muito tempo. No entanto, os avanços da tecnologia e a internet possibilitaram novos moldes a este tipo de serviço.

Por meio dos clubes de assinatura é possível adquirir produtos de beleza, itens para pets, alimentos saudáveis, livros, bebidas… existe um leque de possibilidades, tanto para quem oferta quanto para quem assina.

No Brasil, o maior exemplo deste tipo de negócio é a Tag Livros, que já possui mais de 24 mil clientes. Para investir em um clube de assinatura, um dos pontos mais importantes a ser pensados é a adoção de um sistema de logística eficiente, possibilitando a entrega dos produtos em domicílio.

5. Economia compartilhada

Trata-se de um modelo de negócio que, segundo a Consultoria PwC, movimentará 335 bilhões de dólares em 2025 em todo o mundo. É um ramo aberto à inovação e à tecnologia, pondo-se como um modelo em expansão.

No Brasil e no mundo, a Uber é um grande exemplo de que a economia compartilhada pode ser lucrativa. É uma boa aposta para os empreendedores, pois há um mercado com grande quantidade de serviços e produtos a serem oferecidos, que demanda investimentos muitos baixos.

A economia compartilhada é um estilo de vida, que tem como principal foco compartilhar bens, serviços, tempo, espaço, dentre outras coisas.

6. Beleza

O segmento da beleza é uma ótima aposta para 2020, pois se trata de um ramo que sempre alcança bons resultados, mesmo em momentos de crise econômica. Isso porque dificilmente os consumidores de produtos e cosméticos deixarão de comprá-los.

Também é um mercado aberto à inovação, a novos produtos, maquiagens, cosméticos e à tecnologia. Mas como assim? Bom, a tecnologia pode ser tanto utilizada na hora de comercializar estes itens quanto estar presente neles.

Como exemplo, temos as bases de cobertura facial que se adaptam à cor da pele dos consumidores, além dos produtos de limpeza facial que limpam, tonificam e hidratam a pele. São cosméticos multifuncionais, que oferecem muitas soluções em um só e que conquistam muito mais clientes.

Sem dúvidas, o mercado da beleza é um dos melhores ramos para investir e abrir um negócio. E a tendência é que ele cresça cada dia mais.

7. Coaching

Semelhante à consultoria, o coaching é um segmento que não para de crescer por causa da sua aplicação flexível a profissionais de diversas áreas e até mesmo a empresas de diferentes portes.

Segundo a International Coach Federation (ICF) o serviço de coaching cresceu mais de 300% no Brasil, movimentando mais de R$ 50 milhões nos últimos anos.

Mais do que dar atenção ao rendimento financeiro, especialistas alertam que o foco nas pessoas, já que coaching é uma espécie de formação pessoal, é o segredo para o sucesso.

O coaching pode ser um pilar de impulsionamento da economia, já que auxilia o aumento de produtividade e mudanças qualitativas diversas em empresas e profissionais em um curto espaço de tempo.

Antes de investir nisso como negócio, é importante buscar formação em coaching em instituições renomadas, estabelecidas, que agregarão destaque e qualidade ao seu perfil profissional.

8. Serviço de frete e transporte de pequenas cargas

O transporte de cargas se configura como um serviço fundamental para o mercado, permitindo o maior fluxo de mercadorias em território nacional e integralizando os diversos setores.

O serviço de transporte de pequenas cargas, aquele realizado por veículos de pequeno porte, normalmente com cargas fracionadas, têm crescido no âmbito nacional seguindo não apenas o crescimento do setor, mas também para fazer frente à demanda gerada pelo mercado varejista, impactado também pelo e-commerce.

Esse serviço atrai não apenas pela agilidade característica, mas também pelo menor custo de frete de um pequeno volume de carga.

Esse segmento é uma boa ideia para empreender considerando que a estruturação principal do negócio é relativamente simples (escritório administrativo, garagem e frota). Como dica para construir uma boa reputação, além da pontualidade, é necessário oferecer segurança e credibilidade.

9.Alimentação saudável

A busca por mais qualidade de vida e bem-estar passa pela adoção de práticas que promovem a saúde. Dentre as ideias para empreender nesse eixo, podemos citar a alimentação saudável e o mercado fitness como oportunidades lucrativas.

Aqui as possibilidades são diversas, desde o fornecimento de marmitas citado acima, que pode ter como diferenciais os ingredientes orgânicos, sem glúten, low carb, até pequenos restaurantes locais ou lojas de fornecimento de ingredientes naturais para auxiliar a dieta das pessoas que estão cuidando do corpo.

Nas estratégias de marketing para esse segmento, podem ser incluídos materiais informativos, dicas de receitas práticas, alguma consultoria com nutricionista etc.

10. Marketing Digital

O marketing digital tem se tornado um dos vetores mais eficientes para gerar novos negócios no Brasil e no mundo. Assim, se você domina alguma das áreas desse setor, essa pode ser uma excelente ideia para empreender em 2020 e o melhor, com baixo custo.

E as oportunidades são diversas: criação de blog, consultoria em marketing digital, redação e criação de infoprodutos, criação de anúncios via Google Ads, Facebook Ads, gestão de redes sociais e muitos outros eixos.

Nesse campo, são diferenciais a criatividade, a visão estratégica, focada em resultados, e formações diversas. Ademais, uma das grandes vantagens do marketing digital é que, por ser uma área abrangente, ela é perfeita para profissionais de diferentes formações. 

Ideias para empreender: características comuns a todos os empreendedores

Independentemente da área escolhida para empreender, lembre-se de seguir os seguintes passos:

  • realizar um estudo de mercado;
  • elaborar um plano de negócio, contemplando todas as etapas de desenvolvimento da sua ideia;
  • fortalecer o networking;
  • estudar meios de se tornar conhecido;
  • buscar aconselhamento financeiro e contábil;
  • acompanhar de perto o desenvolvimento do seu negócio.

E então, já sabe quais as ideias para empreender em 2020 que mais combinam com você? Compartilhe nos comentários qual é o tipo de negócio que você deseja abrir e continue navegando em nosso blog!

Leia mais:

Artigos relacionados

Reestruturação financeira: o case que contou com os trabalhos de um professor e de um aluno IPOG No post de hoje vamos falar de um assunto que ainda é muito temido por diversos profissionais: a reestruturação financeira. Administrar uma empresa requer um esforço gigantesco, afinal muitas são as funções e obrigações a serem cumpridas para que ela se manten...
Contratação de Pessoa Física por empresas: pontos de atenção! A contratação de trabalhadores requer a observância das regras trabalhistas e previdenciárias atuais. Sendo assim, cabe ao empregador pessoa física ou jurídica ficar atento às regras legais que envolvem o tema. Neste contexto, é importante esclarecer que em...
Conheça a lei sobre transplantes e doações de órgãos Se você precisa saber quais os principais aspectos legais relacionados à transplantes e doações de órgãos, está no lugar certo! Abaixo vou esclarecer os principais direitos estabelecidos em lei sobre esse ato de amor à vida do próximo. Órgãos, tecidos e par...

Sobre Joe Weider

Mestre em Administração; Coordenador do MBA Empreendedorismo e Inovação do IPOG; e Professor de Cenários, Estratégia Competitiva e Inteligência, do Instituto de Pós-Graduação e Graduação do IPOG.

Comentários