Motivos para começar a empreender
3 minutos de leitura
06 de abril de 2018

Motivos para começar a empreender

Todo empreendimento, independente do seu tamanho, nasce do sonho de alguém que ousou dar vida às suas ideias. A junção do sonho e do desejo de promover seu próprio crescimento são os alicerces na hora de empreender. A história do meio empresarial é permeada por exemplos de pessoas que tiveram uma visão inovadora a acrescentar durante o processo de consolidação das suas ideias.

Em linhas gerais, todo empreendedor é, além de sonhador, uma pessoa aberta a correr riscos. O que diferencia quem tem sucesso daquele que não prospera é a habilidade em corrigir erros durante a trajetória. Porque tenham certeza: todos irão errar em algum momento de suas vidas empresariais.

Contexto atual

No último ano, em 2017, o Brasil viu um número significativo de abertura de novas empresas. Resultado de dois anos consecutivos de crise econômica, que ceifou boa parte dos empregos, elevando para 13 milhões o número de desempregados.

Como uma resposta a esse quadro alarmante, muitas pessoas optaram por se dedicarem a seus próprios negócios. A esse tipo de iniciativa damos o nome de empreendedorismo por necessidade, e não necessariamente, por oportunidade.

Este ano, com a economia dando sinais de que começa a sair do vermelho, muitos desses empreendedores terão oportunidade de alavancarem seus próprios negócios, iniciados em um período desfavorável.

Logo, aqueles que persistirem neste incrível desafio do empreendedorismo vão começar a colher os resultados positivos. Enquanto outros simplesmente buscarão se recolocar no mercado de trabalho.

O que torna uma pessoa empreendedora?

Ela precisa gostar do desafio diário de fazer a sua ideia prosperar. Além do sonho de materializar aquela ideia, a pessoa tem que ser alimentada pelo desejo de crescer, de se destacar na área e prosperar.

Algumas pilastras são fundamentais para garantir o sucesso do empreendimento:

  • experiência na área que pretende empreender;
  • ter alguns princípios de gestão já desenvolvidos;
  • conhecimento de finanças.

1. Experiência

É imprescindível ao empreendedor ter tido alguma experiência na área que pretende investir. A chance de sucesso aumenta consideravelmente quando o mercado é algo já explorado, trilhado.

2. Princípios de gestão

Observamos que os empreendedores em sua maioria são provenientes de duas áreas: comercial ou produtiva. O que tem que se ter em mente é que todo empreendedor passará a ser um vendedor de suas próprias ideias. Já o empreendedor da área produtiva conhece o mecanismo necessário para materializar suas ideias.

3. Conhecimento de finanças

Pesquisa do Sebrae aponta que boa parte das pequenas empresas que duram em média dois anos fecham por falta de conhecimento em finanças. Mesmo que seu gestores sejam hábeis nas áreas comerciais e produtivas, a falta de noção financeira pode levar a erros que minam os recursos da empresa, principalmente no quesito tributário.

Você não precisa ser um exímio profissional da área contábil para conseguir empreender. Desde que conte com auxílio de uma consultoria financeira. Não subestime essa área sob pena de ver seu sonho de empreender ser transformado em uma dura realidade.

Inspirações para empreender

Temos disponível uma série de livros que nos mostram como podemos aprender com o erro de gestão alheio. Sou adepto desse tipo de leitura e as indico aos meus clientes e alunos. Particularmente, opto por obras que descrevem a trajetória de empresas sólidas, com longas décadas de existência.

Esse tipo de literatura nos oferece panoramas interessantes, pontos de vista antes não explorados, e nos mostram como fazer e até o que não tentar, pois já foi confirmado o seu insucesso.

Além de livros, podemos recorrer a filmes que retratam experiências empresariais exitosas. Mais recentemente, me deparei com um filme que tem rendido uma série de lições cada vez que assisto: o filme Fome de Poder, disponível na plataforma Netflix. Uma narrativa sobre a criação da rede de fast food McDonalds. Um filme que nos mostra a capacidade de perseverança e resiliência necessárias ao empreendedor ao longo de sua jornada.

Veja aqui uma análise completa do filme Fome de Poder.

Confira entrevista completa sobre motivos para empreender concedida à rádio CBN Goiânia.

Quer se especializar, somar teoria e prática e despontar com o seu negócio? O IPOG oferece o MBA Inovação, Empreendedorismo e Estratégia Competitiva. Conheça a grade curricular, os diferencias e invista na sua carreira!

 


Artigos relacionados

Mudança de visão: como o MBA em Gestão de Projetos transformou a carreira de um engenheiro Dentro do leque de cursos de pós-graduação oferecidos pelo IPOG está o MBA Gestão de Projetos. É uma especialização muito procurada, pois ela atende as necessidades de profissionais que trabalham ou pretendem trabalhar com o gerenciamento eficiente de recursos...
10 profissões em alta em 2018. Confira! O ano de 2018 promete ser de retomada na economia. Mesmo em passos lentos, o mercado volta a reaquecer. E as empresas anseiam por isso para retomar com a contratação de funcionários. Por isso, se você está por aí em busca de uma vaga de trabalho ou até mesmo p...
Como reduzir os custos logísticos da sua empresa? O sonho de todo gestor é “fazer mais se gastando menos”. Independente da área que se atue, essa máxima tem sido perseguida por todos. E sempre que ela é alcançada sua fórmula de sucesso passa a ser cobiçada pelos demais profissionais. Nessa postagem buscamo...

Sobre Marcelo Camorim

Tem 30 anos de experiência em empresas multinacionais, tendo ocupado cargo de CEO de grandes empresas como Ricardo Eletro, Drogaria Santa Marta, entre outras. É contador e bacharel em Direito, com MBA em Gestão de empresas e MBA em Relação com Investidores. Atualmente é Presidente do Conselho de Administração da Hospfar; conselheiro há 7 anos da GSA Alimentos e conselheiro convidado da FECOMÉRCIO do Estado do Ceará. Atua como professor do Instituto de Pós-Graduação e Graduação IPOG em MBAs nas áreas de Gestão e Negócios.

Comentários