Consultoria: Deixe o seu legado
2 minutos de leitura
11 de maio de 2017

Consultoria: Deixe o seu legado

Muito se ouve falar em consultoria, mas o que poucos sabem é que um consultor pode atuar em inúmeros setores dentro de uma empresa. Este profissional está apto a identificar, prevenir e auxiliar na correção de problemas dentro da empresa. Ele pode fazer trabalhos temporários ou de forma continuada, depende muito da necessidade do empresário.

Pedimos para o especialista em estratégias e coordenador do curso Gestão de Negócios, Controladoria e Finanças do IPOG, Camilo Cotrim, descrever e analisar o mercado de consultoria. Para ele, esta área é promissora, porém é preciso cautela e muito preparo profissional. O coordenador alerta, também que, entrar no ramo sem uma especialização profunda na área e sem densidade técnica podem fazer com que a sua carreira afunde, ao invés de prosperar.

“Você precisa entrar numa empresa, cobrar pelo seu trabalho, mas, em contrapartida, deixar algo em troca. Fazer com que a empresa se beneficie do seu serviço. Quanto mais empresas beneficiadas, mais clientes terá. Afinal, tudo que é bom se propaga sozinho”, afirma o coordenador.

Uma das formas de prosperar na profissão é conseguir alcançar o objetivo de se contratar um consultor: ajudar a empresa a diagnosticar, solucionar problemas pontuais e alcançar resultados positivos. Por isso, para você que pensa em seguir a carreira de consultor o coordenador dá três dicas primordiais:

  • Faça SEMPRE um relatório de chegada: Neste relatório você irá apontar os diagnósticos feitos, descrever os gaps encontrados na empesa e a situação que ela estava quando iniciou o trabalho de consultoria;
  • Não se esqueça de fazer uma relatório de saída: É com este relatório que você irá demonstrar a efetividade do seu trabalho. É com ele que o empresário saberá os resultados do serviço prestado, verá a prosperidade da empresa e saberá se valeu a pena ter te contratado ou não;
  • FOQUE em algo: Ser consultor é o que você realmente almeja ser? Então foque em qual ramo irá prestar a consultoria, estude profundamente este ramo e faça uma carta de clientes. É importante iniciar em uma carreira de transição, ou seja, ter um trabalho que lhe sustente e ingressar aos poucos como consultor. Esta profissão cresce à medida que o seus clientes aumentam. Aqui ainda vale, na maioria das vezes, as indicações, por isso é comum ter um crescimento lento no começo da carreira.

Em 2015 a Associação Brasileira de Consultores (ABCO) publicou a pesquisa Perfil da Consultoria no Brasil 2015, respondida por mais de 900 consultores de todo o país, a qual revelou que os consultores com graduação, MBA’s e especialização são 71,5%.


Artigos relacionados

Como o Brasil tem se preparado para a quarta revolução industrial A humanidade é movida por ciclos complexos de revolução voltada para a produção de bens e serviços, em nível global. A primeira revolução industrial, iniciada no século XVIII foi puxada pela descoberta da energia obtida pelo vapor, necessária para alavancar o ...
Conheça os principais desafios para mobilização de recursos no terceiro setor Captação de recursos é um desafio para quase todos os projetos sociais, que envolve o terceiro setor – inclusive para nós, do Instituto Phi. Se, por um lado, há muitos recursos excedentes para serem mobilizados para o projeto, por outro não é fácil saber como ...
#MulheresNoComando: quando empreender torna-se uma consequência Empreender é um trabalho árduo, requer planejamento, requer investimentos. É preciso conhecer onde se pisa em cada etapa do processo. Mas, e quando apenas o coração e a intuição movem alguém a empreender? Mesmo que esse alguém não entenda nada sobre finanças, ...

Sobre Camilo Cotrim

Formado em Administração de Empresas, pós-graduado em Estratégia, especialista em Finanças, mestrando em Contabilidade e Coordenador do curso de MBA Gestão de Negócios, Controladoria e Finanças Corporativas do IPOG.

Comentários