Como montar uma empresa de R$1 bilhão de reais
4 minutos de leitura
17 de janeiro de 2018

Como montar uma empresa de R$1 bilhão

Aquele ideal de abrir uma empresa que começa do zero, vai progredindo ano a ano, até se tornar uma corporação a ser passada de pai para seus descendentes está cada dia mais distante da realidade do século XXI. Empresas familiares que viraram grandes negócios fizeram parte de um passado áureo, onde o oferta de crédito não era tão onerosa.

Se formos analisar o perfil das empresas que seu valor ultrapassou a casa dos bilhões nos dias de hoje, nos depararemos com negócios relativamente novos, iniciados na última década, e que, em geral, possuem em comum a forte vertente tecnológica aplicada ao desenvolvimento de sua ideia de negócios. Como exemplos podemos citar:

  • Uber

O Uber é uma empresa norte-americana, que organizou virtualmente o serviço de carona remunerada via aplicativo. Uma forma privada de transporte urbano inaugurada em 2009. Contando com apenas cinco anos de criação, em 2014, a empresa recebeu aporte de grupo de investidores, dentre eles a Google e a Goldman Sachs, e teve o seu valor de marcado avaliado em US$18,2 bilhões. Em 2015, após abrir várias frentes de trabalho em diversos países, o Uber recebeu uma nova rodada de investimento, atraindo atenção da Microsoft, o que fez seu valor de mercado subir para US$51 bilhões. No ano seguinte, a empresa contabilizava sua presença em 108 diferentes países.

  • Air BnB

Em 2008 foi fundado na Califórnia (EUA) o Air BnB, fruto do trabalho desenvolvido por programadores na Incubadora Y. O site permite que pessoas ao redor do mundo disponibilizem parte de suas casas ou suas residências completas para hospedagens, no formato de moradias compartilhadas. Com quatro anos de operação, a rede já registrava mais de 10 milhões de reservas, disponibilizava mais de 500 mil anúncios de disponibilidade de acomodações, em 192 países. Sua repercussão atraiu investidores como o ator Aston Kuscher, e os fundos de investimento Greylock Partners e Sequoia Capital. Em 2016, o Air BnB superou em US$ 7 bilhões o valor de mercado da maior rede de hoteis do mundo, a Hilton. Enquanto o site atingia o valor de mercado de US$30 bilhões, o conglomerado hoteleiro estava na marca dos US$23 bilhões.

  • Facebook

A rede social mais popular do planeta foi lançada em 2004 por estudantes da Universidade de Harvard. Contando com oito anos de atividade, o Facebook já atingia a marca dos 1 bilhão de usuários ativos, o que configura um sexto da população mundial conectada pela sua rede de contatos. Com apenas um ano de lançamento, o Facebook recebeu aporte de US$12,8 milhões da Accel Partners, abrindo assim a sucessiva série de aportes milionários que receberia em seguida. Último ranqueamento mostrou que o Facebook apresentou valor de mercado estimado em US$519 bilhões, em novembro de 2017.

Como conseguir uma projeção bilionária de uma empresa?

Primeiramente, você tem que ter em mente que não existe mais aquele formato de empresa que se abre hoje e daqui 60 anos terá evoluído para patamares bilionários, meramente pelo esforço de seu trabalho. Isso é um passado que não tende a voltar.

Toda empresa, para crescer, precisa (além de uma boa ideia a ser desenvolvida), de uma fonte de investimento. Há duas formas de se conseguir esse investimento:

  1. buscar junto à rede bancária: que tem apresentado pouca disponibilidade de crédito, a um custo exorbitante. Levando em consideração que os investimentos disponibilizados no Brasil são de curto prazo, com carência de cinco a sete anos, e taxas de juros mais elevadas, acaba saindo um recurso difícil de se trabalhar;
  2. conquistar aporte financeiro junto aos fundos de investimento: conhecidos por private equoty, os fundos de pensão que ficam de olho em oportunidades de rentabilizar o dinheiro aplicado. Esses fundos priorizam empresas com potencial rentável e capacidade de expansão.

De olho nos períodos cíclicos da macroeconomia

Uma rápida análise no período econômico recente do Brasil mostra que enfrentamos uma crise a cada quatro anos, seja ela gerada internamente, ou repercutida pelas condições da economia mundial. Afinal, a economia globalizada não nos permite mais passar incólumes por crises externas. Saiba também como trabalhar a gestão de conflitos em uma companhia.

O que estamos aprendendo com a crise é que quem buscou crescer com empréstimos bancários não teve fôlego para saldar seus credores antes de ser atingido fortemente pelo ciclo da crise. São inúmeros os exemplos de pedido de negociação judicial a cada nova maré ruim na economia. Não se esqueça:

“Crescer com investimento bancário não é sustentável.”

Como atrair a atenção dos fundos de investimento?

Neste ponto creio que já entendeu que o seu crescimento virá por intermédio da abertura para uma sociedade estabelecida via o aporte de capital de fundos de investimento. Engana-se quem pensa que precisa desenvolver uma forte propaganda para ser notado pelos fundos. Na verdade, eles estão em monitoramento constante das boas e lucrativas ideias em desenvolvimento.

No entanto, para que um fundo de investimento se interesse em colocar dinheiro em sua empresa, você precisa seguir dois preceitos básicos:

  1. gestão profissionalizada;
  2. governança corporativa.

Todas as empresas que conquistaram aportes significativos nos últimos anos desenvolveram suas bases com foco nestas duas práticas administrativas. O papel do fundo de investimento é o de mapear quais segmentos oferecem maior capacidade de prosperidade, e aproveitar para lucrar com ele.

Se interessou? Consulte o MBA em Gestão de Negócios do IPOG e veja muito mais a respeito

Aceitar o aporte e, consequentemente a sociedade estabelecida com o fundo vai ajudar na consolidação da empresa e na sua valorização no mercado financeiro. Ou seja, você terá ampliado o valor de mercado da sua empresa, permitindo com isso que ambos ganhem: você e o seu investidor.

Quer saber como se projetar em um cenário de recuperação econômica? Clique aqui.

Já sabe em que situações sua empresa precisa de auditoria financeira? Veja aqui.

Saiba também como reduzir os custos logísticos da companhia. É só clicar aqui.


Artigos relacionados

9 características de empreendedores de sucesso: qual delas você tem? O coordenador do MBA Inovação, Empreendedorismo & Estratégia Competitiva, Joe Weider, conduziu uma jornada empreendedora na capital goiana, e nós claro acompanhamos tudo para trazer para você os melhores momentos. Durante sua palestra, Joe fez um balanço s...
Contratação de Pessoa Física por empresas: pontos de atenção! A contratação de trabalhadores requer a observância das regras trabalhistas e previdenciárias atuais. Sendo assim, cabe ao empregador pessoa física ou jurídica ficar atento às regras legais que envolvem o tema. Neste contexto, é importante esclarecer que em...
Uma visão geral sobre os modais brasileiros Quer saber tudo sobre os modais brasileiros? Então este post é para você! É inegável o quanto os transportes são importantes nos processos de fluxo de pessoas e mercadorias. Quando se trata de um sistema ágil e prático então, os benefícios são muitos: vai desd...

Sobre Marcelo Camorim

Tem 30 anos de experiência em empresas multinacionais, tendo ocupado cargo de CEO de grandes empresas como Ricardo Eletro, Drogaria Santa Marta, entre outras. É contador e bacharel em Direito, com MBA em Gestão de empresas e MBA em Relação com Investidores. Atualmente é Presidente do Conselho de Administração da Hospfar; conselheiro há 7 anos da GSA Alimentos e conselheiro convidado da FECOMÉRCIO do Estado do Ceará. Atua como professor do Instituto de Pós-Graduação e Graduação IPOG em MBAs nas áreas de Gestão e Negócios.

Comentários