Qual o legado 2016 deixou para nós?
2 minutos de leitura
16 de janeiro de 2017

Qual o legado 2016 deixou para nós?

IPOG, Gestão de Pessoas

Podemos dizer que 2016 não foi um ano fácil, não é mesmo? Mas temos a certeza que ele deixou um legado positivo, que foi o desenvolvimento de competências e habilidades. Foi preciso que cada um aprendesse, mesmo que na marra, a ser mais produtivo, inovador e resistente para superar esse momento difícil e entregar bons resultados.

E para quem pretende se destacar no ambiente profissional e captar uma boa oportunidade de emprego em 2017 é fundamental se atentar as cinco competências listadas abaixo:

Inovação:

Esse fator nunca deixou de ser importante e a cada dia ganha mais destaque. É preciso ter a capacidade de romper padrões que já não são mais úteis. Descubra quais são os problemas do seu setor e depois tenha capacidade de propor as melhorias.

Inteligência Emocional:

Essa é uma competência muito valorizada. Controlar a emoção é sempre muito difícil, imagina quando se fala em crise. Uma das melhores dicas é ser sempre positivo e acreditar nas melhorias que possam vir. Para controlar suas decisões e atitudes, tente não se abater com os cenários mais sombrios.

Flexibilidade:

Nessa fase de corte de custos e diminuição de equipes, muitas pessoas precisaram aprender a executar várias funções ao mesmo tempo. Alguns não aceitam tão facilmente, mas outros são mais dispostos a receber novas atribuições e, acredite, são esses que se destacam no mercado atual.

Resiliência:

é a competência que surge e se desenvolve nas situações mais difíceis. Ela mostra quem tem a capacidade de superar dificuldades sem ser afetado de uma maneira negativa ou permanente. Essas são as pessoas que conseguem se manter em equilíbrio durante momentos estressantes e que conseguem se destacar em suas áreas profissionais.

Inspirar Pessoas:

O bom líder deve saber motivar seu time, de modo que ele não veja o trabalho apenas como uma obrigatoriedade e sim como se fosse algo voluntário. Mostre a sua equipe que cada um é muito importante no que está fazendo e que suas decisões impactam no trabalho como um todo.

Artigos relacionados

Reestruturação financeira: o case que contou com os trabalhos de um professor e de um aluno IPOG No post de hoje vamos falar de um assunto que ainda é muito temido por diversos profissionais: a reestruturação financeira. Administrar uma empresa requer um esforço gigantesco, afinal muitas são as funções e obrigações a serem cumpridas para que ela se manten...
Por que criar uma startup de economia criativa? Cinema, design, moda, arquitetura, literatura, artes cênicas e audiovisual são áreas que têm revelado inúmeras oportunidades no universo das startups, por meio da economia criativa. Além de fazer parte do nosso dia a dia, elas estão entre os setores mais promi...
Indicadores de RH: O caminho para a gestão estratégica No texto sobre o webinar RH: Equilíbrio entre o Humano e o Estratégico, falamos sobre um dos maiores desafios dos profissionais de Recursos Humanos (RH) que ainda é conquistar espaço dentro das organizações provando a força estratégica que essa área possui. Um...

Sobre Assessoria de Comunicação

Equipe de produção de conteúdo.

Comentários