Qual o legado 2016 deixou para nós?
2 minutos de leitura
16 de janeiro de 2017

Qual o legado 2016 deixou para nós?

IPOG, Gestão de Pessoas

Podemos dizer que 2016 não foi um ano fácil, não é mesmo? Mas temos a certeza que ele deixou um legado positivo, que foi o desenvolvimento de competências e habilidades. Foi preciso que cada um aprendesse, mesmo que na marra, a ser mais produtivo, inovador e resistente para superar esse momento difícil e entregar bons resultados.

E para quem pretende se destacar no ambiente profissional e captar uma boa oportunidade de emprego em 2017 é fundamental se atentar as cinco competências listadas abaixo:

Inovação: Esse fator nunca deixou de ser importante e a cada dia ganha mais destaque. É preciso ter a capacidade de romper padrões que já não são mais úteis. Descubra quais são os problemas do seu setor e depois tenha capacidade de propor as melhorias.

Inteligência Emocional: Essa é uma competência muito valorizada. Controlar a emoção é sempre muito difícil, imagina quando se fala em crise. Uma das melhores dicas é ser sempre positivo e acreditar nas melhorias que possam vir. Para controlar suas decisões e atitudes, tente não se abater com os cenários mais sombrios.

Flexibilidade: Nessa fase de corte de custos e diminuição de equipes, muitas pessoas precisaram aprender a executar várias funções ao mesmo tempo. Alguns não aceitam tão facilmente, mas outros são mais dispostos a receber novas atribuições e, acredite, são esses que se destacam no mercado atual.

Resiliência: é a competência que surge e se desenvolve nas situações mais difíceis. Ela mostra quem tem a capacidade de superar dificuldades sem ser afetado de uma maneira negativa ou permanente. Essas são as pessoas que conseguem se manter em equilíbrio durante momentos estressantes e que conseguem se destacar em suas áreas profissionais.

Inspirar Pessoas: O bom líder deve saber motivar seu time, de modo que ele não veja o trabalho apenas como uma obrigatoriedade e sim como se fosse algo voluntário. Mostre a sua equipe que cada um é muito importante no que está fazendo e que suas decisões impactam no trabalho como um todo.


Artigos relacionados

Por que você vai se dar mal se fizer tudo sozinho? Claro que todos temos nossos períodos de baixa, que estamos de mal conosco e frustrados com o que estamos fazendo ou, principalmente, com os resultados que estamos gerando. Diante disso, a gente até pensa em ficar sozinho. Porém, até nesses momentos, a maioria...
Responsabilidade e ética empresarial: uma análise do caso Salesforce no Brasil No início do ano, o meio empresarial acompanhou o desligamento de três integrantes da filial da Salesforce no Brasil, onde constaram no pacote de demissões o presidente; o diretor comercial e um funcionário desta área. O motivo? A repercussão negativa de uma f...
Como o varejo pode recuperar o fôlego nos últimos três meses do ano? Em todos os setores da Economia Brasileira, 2017 tem sido um teste de sobrevivência diante da crise que se instaurou, motivada principalmente pelo período conturbado vivenciado pela política brasileira. No entanto, para quem acompanha os principais indicadores...

Sobre Assessoria de Comunicação

Equipe de produção de conteúdo.

Comentários