IPOG Cast EP.2- FP&A: Análise e Planejamento Financeiro como pilar do sucesso no âmbito profissional
4 minutos de leitura

IPOG Cast EP.2- FP&A: Análise e Planejamento Financeiro como pilar do sucesso no âmbito profissional

Planejamento e Análise Financeira, mais conhecido como FP&A, foi o tema abordado no segundo episódio do IPOG Cast, em um bate papo conduzido pelo CEO do IPOG, Ronan Maia, com a participação de Camilo Cotrin e Pedro Roriz, professores no Instituto e especialistas na área de finanças corporativas. Durante a conversa, os convidados compartilharam experiências e revelaram como o FP&A pode transformar a gestão financeira e promover o crescimento sustentável nas organizações.

O FP&A, uma sigla inglesa para Financial Planning & Analysis, que em português significa Planejamento e Análise Financeira, nada mais é que uma prática sofisticada, mais robusta para que se observe o negócio da organização como um todo. A partir dessa observação, é possível enxergar de forma mais completa e ampla como conduzir a empresa à um caminho de sucesso e a alcançar objetivos estratégicos de longo prazo.

A relevância do FP&A no cenário empresarial atual

Em um ambiente de negócio cada vez mais volátil e competitivo, surge a necessidade das empresas em aderirem a capacidade de adaptação e um planejamento mais consistente. É então que o FP&A fornece ferramentas cruciais para analisar o desempenho da empresa, identificar oportunidade e tomar decisões assertivas.

Camilo Cotrim destacou que o FP&A vai muito além de simplesmente reportar números. Ele enfatizou que “é uma ferramenta poderosa para antecipar cenários e orientar decisões estratégicas“. Essa capacidade de previsão e orientação estratégica é fundamental para as empresas navegarem com segurança em um ambiente de negócios cada vez mais e competitivo. No bate papo, Camilo pontuou que o método crucial do planejamento é a comparabilidade, que em seus três níveis de execução, ajudam os profissionais a alcançar resultados mais sólidos. Em resumo, a metodologia nada mais é que um mecanismo que auxilia na compilação de dados, por meio uma análise em três estágios

O primeiro estágio dessa técnica consiste em fazer o comparativo dos resultados alcançados no presente em parâmetro com o passado  da organização, a fim de compreender quais mudanças foram provocadas nesse período.

Já o segundo nível de comparação, busca análise objetiva entre os aspectos passado e futuro da atividade desempenhada para que seja possível entender se o que foi traçado no planejamento estratégico foi de fato alcançado e, assim, compreender se as metas foram atingidas.

Já no terceiro estágio, há a comparação interna, ou como é mais conhecida, o benchmarking. Essa medida consiste em analisar empresas concorrentes e observar em quais aspectos o mercado está errando e, a partir disso, destoar do mercado de forma positiva.

Para que a aplicação dessas técnicas seja possível, é necessário que o profissional tenha as habilidades para ir além do óbvio, observando o mercado de forma técnica, contudo, sem deixar de lado o aspecto humano, já que “os números só retratam o que a empresa faz, são as pessoas que fazem a grande entrega. Gerar valor para a empresa é um aspecto que vai elevar o profissional em sua carreira de forma consistentemente técnica.”, conclui o professor Camilo Cotrim.

Habilidades essenciais para um profissional de FP&A

Durante a conversa com o professor Cotrim, ficou evidente que o profissional atuante neste tipo de nicho deve contar com habilidades específicas para desenvolvimento da atividade de impulsionamento empresarial, as quais envolvem:

  • Análise de dados e nuances de mercado: Capacidade de coletar, interpretar e comparar dados relevantes para o negócio.
  • Planejamento: Habilidade de definir metas, estratégias e orçamentos alinhados com os objetivos da empresa.
  • Comunicação: Capacidade de comunicar informações financeiras de forma clara e concisa para diferentes públicos.
  • Proatividade: Busca constante por informações e tendências do mercado para se manter atualizado.
  • Networking: Habilidade de construir relacionamentos com profissionais de diferentes áreas da empresa.

Ferramentas tecnológicas de análise de dados como Power Bi já não são suficientes para a atuação no mercado, para além dessas competências técnicas, os profissionais de FP&N necessitam ter habilidades para captar sinais externos e traduzi-los em estratégias internas para a empresa se manter competitiva.

Pedro Roriz durante o bate papo, reforçou a ideia em destaque, que se a organização não tem o profissional com os olhos para fora do negócio, entendendo a dinâmica de negócio, entendendo as correlações ou sentindo os sinais que estão chegando e traduzindo isso em política para dentro da empresa, ela está completamente aberta a ameaças e não está minimamente preparada.

No mais, ficou demonstrado que o FP&A também desempenha um papel crucial na comunicação com stakeholders internos e externos. Ao apresentar análises claras e previsões precisas, o FP&A fortalece a confiança dos investidores, parceiros e equipes internas, criando um ambiente propício para colaborações estratégicas e investimentos sustentáveis.

A relevância do FP&A no cenário empresarial atual vai além de simplesmente calcular orçamentos e relatórios financeiros. Como mencionado por Cotrim durante a conversa, “é um guia para tomar decisões informadas e fundamentadas em dados”. Essa capacidade de tomar decisões com base em insights profundos e análises rigorosas não apenas reduz o risco, como também maximiza as oportunidades de crescimento.

Dicas para se tornar um profissional de FP&A de sucesso

Ser um profissional de FP&A de sucesso exige uma combinação de habilidades, conhecimentos e ferramentas. Os professores Camilo Cotrin e Pedro Roriz destacaram durante o encontro no IPOG Cast a importância de ter uma visão clara e profunda do negócio.

Desenvolver habilidades essenciais como capacidade de análise, visão estratégica e boas habilidades de comunicação, utilizar ferramentas e tecnologias adequadas e buscar formação e desenvolvimento profissional contínuo são um diferencial.

Nesse contexto, as habilidades essenciais para ser um profissional de sucesso consistem em:

  • Buscar formação e qualificação profissional: Existem diversos cursos e programas de especialização em FP&A disponíveis no mercado.
  • Manter-se atualizado com as últimas tendências do mercado: Ler livros, artigos e participar de eventos da área são formas de se manter atualizado.
  • Desenvolver habilidades técnicas e interpessoais: As habilidades técnicas em análise e planejamento são essenciais, mas as habilidades interpessoais também são importantes para o sucesso na carreira.
  • Ser proativo e buscar oportunidades de aprendizado: A proatividade é fundamental para se destacar na área de FP&A.

O mercado exige que o profissional se lapide dia após dia, tido que a crescente concorrência obriga as empresas a se reinventarem, objetivando não somente os números, mas a forma como o produto/serviço tem sido apresentado, o que permite continuidade ao negócio.

Profissionais preparados tendem a permitir que novas nuances mercadológicas sejam introduzidas, eles agregam valor e se destacam em meio à multidão, não só pela tecnicidade que possuem, como também pelo olhar crítico para com o ambiente em que são inseridos.

Assim, momentos de interação, aptos a transformar a percepção do profissional, são um divisor de águas, razão pela qual, conteúdos valiosos como o trazido no segundo episódio do IPOG Cast são uma fonte valiosa para instigar o crescimento e melhoria contínua dos profissionais.

Artigos relacionados

Mobilizar para transformar: melhore a captação de recursos do seu Projeto Social Se alguém pergunta hoje para as pessoas que atuam no Terceiro Setor qual a principal dificuldade de uma organização, com certeza a maioria responde que é a captação de recursos. Mas, porque essa ainda é uma grande dificuldade? Entre as respostas para essa perg...
Inteligência emocional: o que os gestores precisam saber para desenvolver a equipe Em uma época na qual as chamadas soft skills ou habilidades comportamentais estão em evidência, a inteligência emocional (IE) tornou-se uma das características mais relevantes para as empresas. As pesquisas em torno desse campo surgiram há décadas, no camp...
Os desafios da gestão acadêmica nos cursos de especialização e o ensino teórico-prático Pouca participação, alunos desmotivados e número maior de evasão são desafios que a gestão acadêmica precisa lidar na era pós-google. Após a revolução industrial e tecnológica, o mundo passou a girar em outro passo. Se a internet trouxe a velocidade da i...

Sobre Assessoria de Comunicação

Equipe de produção de conteúdo IPOG. Responsável : Bruno Azambuja - Gerente de Marketing - bruno.azambuja@ipog.edu.br