3 minutos de leitura
18 de maio de 2017

5 dicas para se destacar na área da Industria Farmacêutica: um mercado sem crise!

O medicamento é um bem de primeira necessidade nos mais diversos segmentos terapêuticos. Desta forma, mesmo considerando-se a crise política e econômica brasileira, observamos a expansão das empresas farmacêuticas e investimentos em inovação. O Brasil tem a quinta maior população mundial e ela está envelhecendo.

Ao longo de 2016 e 2017, vários laboratórios farmacêuticos demonstraram que estão engajados e motivados em crescer e inovar. O laboratório “Teuto” investiu em uma nova planta de injetáveis; a “Roche Farmacêutica no Brasil” continuou investindo em terapias nas áreas de oncologia, neurologia e doenças raras; a “Pfizer” tem no Brasil seu maior mercado, considerando-se toda a América Latina; a “Medley/Sanofi” lançou sete novos medicamentos, ampliando a atuação no mercado de medicamentos Similares; e a “Eurofarma” planeja lançar este ano 20 novos produtos, distribuídos em suas diferentes unidades de negócios e áreas terapêuticas.

O Brasil tem R$ 1 bilhão em vendas de medicamentos que perderam sua patente em 2016 e, até 2020, estima-se mais um ganho de R$ 1,8 bilhão. Hoje, os medicamentos genéricos atingem 26% do mercado brasileiro, considerando-se os preços de fábrica.

Os medicamentos de uso hospitalar, como os oncológicos, representam as maiores oportunidades a partir da perda das patentes. Entretanto, a obtenção dos biossimilares são muito mais complexas do que a dos medicamentos genéricos ou similares e, as questões regulatórias, muito mais rígidas. Isso é uma barreira de entrada para empresas explorarem este mercado, pois nem sempre dispõe de profissionais devidamente qualificados para trabalharem para elas.

O Mercado

Os medicamentos biológicos, a crescente importância dos países emergentes no cenário global, entre outras questões, impulsionarão o mercado industrial farmacêutico nos próximos anos. A indústria farmacêutica oferece os melhores salários e oportunidades de progressão na carreira no âmbito farmacêutico.

O profissional dessa área pode esperar contratações nos mais diversos segmentos. Contudo, ele precisa ser diferenciado tecnicamente. Um profissional do balcão da farmácia ou da área hospitalar nunca terá salários maiores ou oportunidades melhores que dentro de uma indústria farmacêutica.

Mesmo em meio a muita competitividade nessa área, o profissional pode ter muito sucesso quando bem preparado tecnicamente e emocionalmente para a gestão da fabricação de medicamentos.

5 dicas para se destacar nessa área

Tenha o Inglês fluente

Hoje é fundamental para o profissional da indústria farmacêutica estar familiarizado com o idioma, pois métodos, farmacopeias, artigos científicos, guias mundiais de harmonização são divulgados por meio da língua inglesa.

Seja Inteligente emocionalmente

Para sobreviver as pressões do cotidiano que são muitas, é preciso exercer a inteligência emocional. Para assim, liderar positivamente, motivando as pessoas em situações emergenciais ou de crise.

Conheça sobre Gestão

As empresas não precisam mais de funcionários que cumprem horário de chegada e de saída. Este profissional não sobreviverá no âmbito industrial farmacêutico. As indústrias necessitam de colaboradores que vistam a camisa. Que não tenham horário para entrar, mas que também não tenham horário para sair. Que estejam totalmente engajados e envolvidos nos projetos de sua empresa para obtenção de resultados palpáveis e concretos.

Tenha conhecimento teórico,  específico e regulatório

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) tem exigido cada vez mais das empresas que são sanitariamente reguladas. Desta forma, se o profissional não viver cotidianamente o aperfeiçoamento profissional, rapidamente se tornará obsoleto e ultrapassado para este mercado sendo preterido.

As industrias farmacêuticas necessitam cada vez mais de profissionais que assegurem qualidade em seus processos fabris, que garantam a segurança e eficácia dos produtos e que trabalhem sob a luz dos preceitos éticos e morais tão ausentes em nossa sociedade doente, corrupta e legalista.

Seja um profissional positivo, motivador e sempre solícito

Dentro e fora das organizações, o profissional precisa ser positivo, motivador e sempre solicito onde exercer suas funções. Os feudos organizacionais não são mais bem vistos e não permitem a obtenção de êxito. A integração entre as equipes nos mais diversos setores da indústria farmacêutica precisam trabalhar harmonicamente para o bem maior: o atendimento e alcance das metas da empresa. Somente um profissional com perfil assim poderá usar da empatia para obtenção do que almeja junto aos clientes internos e externos da organização.

Sobre Roberta Simões

Farmacêutica, Mestre e Doutora em Farmacologia, Anestesiologia e Terapêutica pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP e coordenadora do curso de pós-graduação em Gestão Industrial Farmacêutica.

Comentários