Crescimento da Indústria Farmacêutica: Desafios de ser um líder da área
3 minutos de leitura
08 de junho de 2017

Desafios da liderança para o crescimento da indústria farmacêutica

IPOG, Indústria Farmacêutica, Saúde

A demanda por medicamentos cresce devido a essencialidade do produto e pela preocupação das pessoas com a saúde, bem-estar, qualidade de vida e estética, influenciando no crescimento da indústria farmacêutica. O aumento da expectativa de vida no Brasil, o maior acesso a medicamentos e tratamentos de saúde fortalece o setor e promove o desenvolvimento de pesquisas e princípios ativos, o aprimoramento dos processos e lançamentos de novos produtos.

Diante desse período desafiador para a economia do Brasil, o crescimento da indústria farmacêutica se destaca no conjunto dos setores da indústria brasileira. O país alcançou a sexta posição em vendas de medicamentos do mundo. De acordo com o levantamento realizado pela Interfarma, o mercado brasileiro de medicamentos faturou R$ 85,35 bilhões em 2016. O setor gera mais de 700 mil empregos segundo uma pesquisa realizada pela Sindusfarma.

A indústria farmacêutica impulsiona o varejo do Brasil que conta com mais de 66,5 mil farmácias. O mercado de genéricos também contribui com o crescimento do setor. A venda de medicamentos de baixo custo atinge 26% do mercado brasileiro. São mais de 117 fabricantes de genéricos responsáveis por mais de 3.800 medicamentos registrados.

Esse setor tem apresentado uma importante evolução na saúde, na produção de medicamentos e no mercado farmacêutico do Brasil. Para realizar uma excelente gestão e garantir o bom desempenho da indústria, a liderança precisa ser qualificada para lidar com desafios que se transformam em oportunidades de crescimento.

Crescimento da Indústria Farmacêutica: Desafios que geram oportunidades

Crescimento da Indústria Farmacêutica

Qualidade

Produzir um medicamento com qualidade é o principal requisito para o sucesso da indústria. Atender as normas de Boas Práticas de Fabricação da Anvisa é essencial para assegurar a produção do medicamento com padrões de qualidade apropriados.

Investimentos

Os investimentos aplicados à indústria farmacêutica impulsionam e desenvolvem o mercado. É preciso inovar para crescer. A implantação de novos recursos tecnológicos otimiza, melhora e automatiza os processos, aumenta a produtividade e reduz custos. A tomada de decisão orienta as melhores aplicações para o negócio.

Comercialização

Produzir um bom medicamento e estar bem posicionado no mercado aumenta o poder de negociação. É preciso estabelecer excelentes estratégias para alcançar bons resultados em vendas e ter o seu produto como referência no varejo e instituições públicas e privadas.

Cada indústria estabelece as estratégias de marketing de acordo com os objetivos do negócio, algumas focam em ações direcionadas para médicos e farmacêuticos, outras em distribuidores e em grandes redes de farmácias, independentes ou associadas.

A inteligência de mercado consegue nortear as principais tendências e estratégias que devem ser implementadas para vencer a concorrência, crescer e garantir a vantagem competitiva no mercado.

Dólar

A variação cambial influência na compra de matéria-prima importada e consequentemente na produção.

Parcerias

O negócio se desenvolve com parcerias estratégicas com clientes, investidores, fornecedores e colaboradores. Essa relação precisa ser duradoura e transparente para atingir resultados incríveis.

A liderança da indústria farmacêutica deve alcançar os níveis estratégico, tático e operacional com a aplicação das melhores práticas de gestão industrial e de pessoas para garantir o sucesso produtivo e comercial. E fundamental se destacar na área da Indústria farmacêutica para trabalhar todos esses aspectos, identificar oportunidades e desenvolver um trabalho diferenciado.

Os líderes precisam estar bem posicionados para qualificar equipes, estimular inovação, garantir a qualidade do medicamento, aperfeiçoar processos e o atendimento e lançar novos produtos de acordo com a necessidade do mercado.


Artigos relacionados

Perícias médicas judiciais: quais normas o perito médico deve cumprir? O último Relatório Justiça em Números, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), divulgou que em 2015 tramitaram mais de 854.000 demandas judiciais da saúde no Brasil. O fenômeno da judicialização da saúde nos mostra um mercado bastante promissor para quem quer s...
Inspirando carreiras: aluna do IPOG relata sucesso profissional na atuação em Neuropsicologia Psicólogo, você já pensou na atuação em Neuropsicologia? Este campo está em plena expansão e tem o objetivo central de compreender a relação e a influência do cérebro nos processos psicológicos humanos. A empresária, psicóloga e aluna do IPOG da pós-graduação...
O que a lei diz sobre o crime de Omissão de Socorro? O crime de omissão de socorro encontra-se descrito no artigo 135 do Código Penal. Sua descrição consiste na omissão de socorro, ou seja, na atitude de deixar de socorrer pessoas em situação de vulnerabilidade, como crianças abandonadas ou perdidas, pessoas inv...

Sobre Roberta Simões

Farmacêutica, Mestre e Doutora em Farmacologia, Anestesiologia e Terapêutica pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP e coordenadora do curso de pós-graduação em Gestão Industrial Farmacêutica.

Comentários