Tudo o que você precisa saber sobre a atenção farmacêutica
5 minutos de leitura
26 de janeiro de 2018

Tudo o que você precisa saber sobre a atenção farmacêutica

A atuação profissional do farmacêutico em atenção farmacêutica tem crescido e sido notada como fundamental para prevenir, identificar e resolver os problemas relacionados ao uso do medicamento.

O farmacêutico especializado em atenção farmacêutica contribui com seus conhecimentos para assessorar o paciente sobre o uso, dose, armazenamento, frequência, administração e horários correto de medicamentos. Quer saber mais sobre a atuação do farmacêutico nessa área? Nesse post você terá informações sobre tudo o que precisa saber para prestar o serviço de atenção farmacêutica.

O que é atenção farmacêutica?

A atenção farmacêutica é um serviço prestado pelo farmacêutico, por meio de uma consulta com o paciente, para que ele tenha, a partir do uso correto de medicamentos, resultados positivos que melhore a sua saúde e a qualidade de vida.

O farmacêutico especializado em atenção farmacêutica é o profissional adequado para prevenir, detectar e resolver problemas relacionados ao uso de medicamentos para garantir que o paciente tenha os resultados esperados com o seu tratamento.

O serviço de Atenção Farmacêutica não substitui a consulta médica. Sendo assim, o farmacêutico deve orientar o paciente a buscar a assistência necessária de outros profissionais de saúde.

Legislação

Lei Federal 13.021/2014

A aprovação da Lei 13.021/2014 foi um grande marco para a categoria, pois instituiu a presença do farmacêutico nas farmácias e regulamentou o serviço de assistência farmacêutica com o objetivo de assegurar a promoção, a proteção e a recuperação da saúde nos estabelecimentos públicos e privados , tendo o medicamento como insumo essencial e visando ao seu acesso e ao seu uso racional.

RDC nº 585/2013

A Resolução de Diretoria Colegiada – RDC nº 585/2013 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) regulamenta as atribuições clínicas do farmacêutico legalmente habilitado e inscrito no Conselho Regional de Farmácia;

De acordo com Artigo 2º dessa resolução, as atribuições clínicas do farmacêutico visam à promoção, proteção e recuperação da saúde e a prevenção de doenças e de outros problemas de saúde:

“Parágrafo Único – As atribuições clínicas do farmacêutico visam proporcionar cuidado ao paciente, família e comunidade, de forma a promover o uso racional de medicamentos e otimizar a farmacoterapia, com o propósito de alcançar resultados definidos que melhorem a qualidade de vida do paciente”.

O farmacêutico deve prestar cuidados à saúde, em todos os lugares e níveis de atenção, em seja em serviços públicos ou privados, conforme as políticas de saúde, com as normas sanitárias e da instituição e princípios e valores bioéticos e profissionais, com o objetivo de promover saúde e bem-estar ao paciente.

RDC nº 586/2013

A RDC nº 586/2013 da ANVISA regulamenta a prescrição farmacêutica como atribuição clínica do farmacêutico e deve ser realizada de acordo com nas necessidades de saúde do paciente, nas melhores evidências científicas, em princípios éticos e em conformidade com as políticas de saúde, seguindo a seguinte instrução:

“Art. 5º – O farmacêutico poderá realizar a prescrição de medicamentos e outros produtos com finalidade terapêutica, cuja dispensação não exija prescrição médica, incluindo medicamentos industrializados e preparações magistrais – alopáticos ou dinamizados -, plantas medicinais, drogas vegetais e outras categorias ou relações de medicamentos que venham a ser aprovadas pelo órgão sanitário federal para prescrição do farmacêutico”.

Ou

“Art. 6º – O farmacêutico poderá prescrever medicamentos cuja dispensação exija prescrição médica, desde que condicionado à existência de diagnóstico prévio e apenas quando estiver previsto em programas, protocolos, diretrizes ou normas técnicas, aprovados para uso no âmbito de instituições de saúde ou quando da formalização de acordos de colaboração com outros prescritores ou instituições de saúde”.

RDC nº 44/2009

A RDC nº 44/2009 da ANVISA normatiza a criação estabelece os critérios e condições mínimas para o cumprimento das Boas Práticas Farmacêuticas para o controle sanitário do funcionamento, da dispensação e da comercialização de produtos e da prestação de serviços farmacêuticos em farmácias e drogarias.

Para assegurar a qualidade, segurança, o uso racional de medicamentos e uma saudável qualidade de vida da população, além da dispensação de medicamentos, a RDC 44/2009 permite a prestação de serviço de atenção farmacêutica em farmácias e drogarias:

Art. 61. §2º A prestação de serviço de atenção farmacêutica compreende a atenção farmacêutica domiciliar, a aferição de parâmetros fisiológicos e bioquímicos e a administração de medicamentos.

Atividades desenvolvidas pelo farmacêutico no serviço de atenção farmacêutica

  • Acompanhamento e avaliação da eficácia do tratamento farmacoterapêutico prescrito pelo médico;
  • Aferição de pressão, temperatura corporal e glicemia,
  • Administração de medicamentos;
  • Orientação sobre o uso correto do medicamento;
  • Intervenção no tratamento, quando necessário;

Benefícios da atenção farmacêutica para o paciente

  • Facilidade de acesso e comunicação com um profissional de saúde;
  • Orientação para o uso correto do medicamento;
  • Esclarecimento de dúvidas;
  • Acompanhamento contínuo da terapia medicamentosa;
  • Verificação da efetividade do tratamento;
  • Identificação e redução dos problemas relacionados ao uso do medicamento;
  • Prevenção da doença ou sintomas;
  • Intervenção para solução de problemas;
  • Eliminação ou diminuição dos sintomas;
  • Melhora na saúde;
  • Melhora da qualidade de vida;

Benefícios da atenção farmacêutica para a farmácia ou drogaria

  • Proximidade com o cliente;
  • Obtenção de informações sobre os clientes;
  • Diferencial competitivo em relação aos concorrentes;
  • Maior confiança do paciente em relação à farmácia e farmacêutico;
  • Fidelização de clientes;
  • Venda de produtos;

Habilidades necessárias para o farmacêutico atuar em atenção farmacêutica

– Especializar em atenção farmacêutica e ter um preparo técnico para o atendimento diferenciado e exclusivo com o paciente.

– Ter conhecimento aprofundado sobre: farmácia clínica, farmacologia, terapia não medicamentosa, interpretação de exames laboratoriais, dispensação ativa, prescrição farmacêutica,  farmacoterapia e outras noções que contribuem para o uso racional de medicamentos e executar o serviço com qualidade;

– Ser comunicativo;

– Ser proativo;

– Buscar sempre mais conhecimento;

– Ser simpático;

– Ter empatia;

Onde se especializar em atenção farmacêutica?

O IPOG oferece o curso de pós-graduação em Atenção Farmacêutica & Farmácia Clínica. Com essa especialização você terá o conhecimento e as habilidades necessárias para prestar o serviço de atenção farmacêutica com excelência e ser um profissional de sucesso e requisitado pelo mercado.

Quer saber como implantar o serviço de atenção farmacêutica em uma farmácia ou drogaria? Então, clique aqui e leia o post que publicamos sobre esse assunto.


Artigos relacionados

Sigilo médico e a requisição judicial: apontamentos à recente declaração de ilegalidade de normativa... A intimidade da vida privada e a confidencialidade das informações referentes a uma pessoa são direitos reconhecidos e garantidos no seio do direito constitucional brasileiro e no âmbito das normas infraconstitucionais do País. E na área da saúde, o sigilo méd...
Quais as principais áreas de atuação para o profissional especializado em Perícias Médicas? Devido o aumento do número de ações judiciais relacionadas à saúde, há uma grande procura por profissionais especializados em perícias médicas para produzir laudos e pareceres que esclareçam a verdade de algum caso que está sendo investigado. De acordo com da...
Auditoria em sistemas de saúde: tudo que você precisa saber para ser um auditor Você que atua na área da saúde, sabe da importância da auditoria em sistemas de saúde? Se não sabe, não se preocupe. Nesse artigo vamos apresentar os principais benefícios de uma auditoria e tudo que você precisa saber para ser um auditor. Boa leitura! A au...

Sobre Vandré Mateus

Farmacêutico há 19 anos pela Universidade Camilo Castelo Branco - SP; Mestre em Ciências da Saúde com ênfase em Atenção Farmacêutica; Especialista em Farmácia Hospitalar e Farmácia Clínica pela Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar; Capitão Farmacêutico do Hospital da Polícia Militar do Estado de São Paulo; Vice-Presidente da Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar; Consultor de empresas no Ramo Farmacêutico. Professor e coordenador dos cursos de pós-graduação em Atenção Farmacêutica e Farmácia Clínica e Farmácia Hospitalar & Serviços de Saúde do IPOG.

Comentários