Descubra o que o blended learning tem a ver com você
5 minutos de leitura
26 de novembro de 2018

Descubra o que o Blended Learning tem a ver com você

o que o blended learning tem a ver com você

Você já ouviu falar em Blended Learning?

As novas tecnologias em educação têm permitido que o acesso ao conhecimento esteja cada vez mais ao alcance de todos.

E o Blended Learning é a prova disso. Essa modalidade de ensino, que tem se tornado popular na maioria das grandes instituições de ensino do mundo, chegou ao Brasil com a promessa de representar o futuro da educação superior.

Você tem um ritmo de vida acelerado, mas não abre mão de ser um profissional qualificado e atualizado com as exigências do mercado?

Então o método Blended Learning foi feito para você.

Curioso? Então leia este artigo e fique por dentro desta novidade na educação.

Qual o significado de Blended Learning?

Em tradução literal, Blended Learning significa aprendizado híbrido. Na prática, trata-se de uma metodologia de ensino-aprendizagem que mescla as abordagens e técnicas do ensino à distância (EaD) e do tradicional presencial aplicado em salas de aula.

O Blended Learning é produto dos avanços tecnológicos em educação e a sua popularização nos últimos anos se deve a humanização da relação entre instituição, professor e aluno, proporcionada pela combinação de aspectos on e offline.

Centros de ensino que aplicam esta metodologia em seus cursos, experimentam um formato de aulas que mistura encontros presenciais e atividades realizadas em ambiente virtual de aprendizagem.

O que não é blended learning?

Assim como fora o telecurso nos anos 2000, o Blended Learning é um modelo de educação inovador e, talvez por isso, muita gente ainda o confunda com o ensino à distância (EaD).

A fim de te ajudar a não reproduzir essas confusões, vamos começar explicando três coisas que o Blended Learning não é:

  • primeiramente, Blended Learning não é o mesmo que EaD;
  • Blended Learning não é compartilhar um vídeo com os alunos em sala de aula, em um projetor ou em seus tablets;
  • Blended Learning não é realizar uma sala de bate-papo online apenas.

Especialmente os dois últimos itens da lista não caracterizam o Blended Learning porque o simples uso de tecnologias online isoladas para dar aula não definem essa metodologia.

Agora, a respeito das diferenças entre o Blended Learning e a metodologia EaD, explicaremos melhor na próxima seção, acompanhe.

Blended Learning e educação à distância (EaD): qual a diferença?

A principal diferença entre esses dois métodos de ensino está no objetivo e frequência dos encontros.

Nos cursos EaD, todo o processo de ensino é realizado via ambiente virtual de aprendizagem: aulas, atividades, avaliações, fórum de dúvidas, etc. Encontros presenciais ocorrem, em raros momentos, apenas para a aplicação de avaliações finais.

Por outro lado, nas escolas que aplicam a metodologia B-Learning, os encontros presenciais são mais frequentes, acontecendo em um final de semana por mês, em média. Essa frequência é excelente para aqueles profissionais que trabalham com a agenda apertada durante a semana.

Nos encontros presenciais B-Learning, as aulas são marcadas por dinâmicas de atividades e exercícios que visam a humanização da relação entre professor e aluno, o que, consequentemente, amplia o processo de aprendizagem.

É importante destacar que o Blended Learning não se propõe a substituir a sala de aula tradicional, mas utilizar a tecnologia para transformar e melhorar o processo de aprendizagem.

O Blended Learning e a tecnologia

Até aqui já discutimos um pouco sobre como a metodologia B-Learning se relaciona com a sala de aula, agora vamos observar como essa metodologia se apropria das tecnologias para criar um ambiente virtual de aprendizagem.

E para começar, você já ouviu falar em plataforma LMS?

LMS vem do inglês Learning Management System, que significa Sistema de Gerenciamento de Aprendizagem.

Trata-se de um ambiente virtual ou sistema online onde a relação da instituição com o aluno poderá ser mediada.

Assim como a sala de aula em uma escola tradicional é o ambiente onde o aluno realiza trocas de aprendizagem com o professor, em uma plataforma LMS o aluno acessa o material do curso e a instituição acompanha seu rendimento.

Os cursos B-Learning utilizam essa plataforma também para controle de pagamento, produção de relatórios de aprendizagem, controle de matrículas, emissão de certificados, etc., tudo isso através de serviços automatizados oferecidos pelo sistema.

Como se desenvolve o modelo híbrido de aprendizagem?

Em contexto educativo, o Blended Learning se desenvolve em modelos síncronos e assíncronos de aprendizagem.

Formas síncronas de aprendizagem

Com o modo síncrono de aprendizagem, os alunos acessam as aulas ao mesmo tempo em que o professor está ensinando, seja por meio de uma transmissão de vídeo ao vivo ou por um chat.

Outros exemplos são os webinars, as salas de aula, bate-papos em fóruns de discussões, etc.

O diferencial deste modelo de entrega (que pode ser realizado presencialmente ou em ambiente online) é que nele os estudantes podem interagir com os colegas e com o professor de maneira dinâmica e em tempo real, podendo começar uma discussão em equipe, por exemplo.

Formas assíncronas de aprendizagem

Por outro lado, no modelo assíncrono de entrega de conteúdo, o aluno acessa um conteúdo previamente gravado e armazenado no ambiente online de aprendizagem.

Esse modelo é ideal para estudantes que fazem questão de seguir o próprio ritmo de aprendizagem, estudando a hora que preferirem.

Conheça o jeito IPOG de fazer Blended Learning

E aí, gostando do texto?

Antes de encerrá-lo, deixe-nos apresentar a metodologia e-learning do IPOG.

Os cursos Blended Learning do IPOG tem carga horária total de 432 horas/aula, divididas em 18 módulos presenciais e atividades complementares extra-classe realizadas em ambiente virtual de aprendizagem.

As aulas presenciais ocorrem em apenas um fim de semana por mês e foram estruturadas para facilitar a rotina de profissionais que dispõem de pouco tempo para se manterem atualizados e que buscam capacitação com qualidade e praticidade.

Nesses encontros, o aluno tem a possibilidade de estar em contato com os melhores especialistas da área, que vivenciam no mercado o que ensinam em sala de aula.

As atividades são práticas e envolvem estudo de cases que estimulam o aprendizado, a partir do compartilhamento de experiências com outros profissionais.

A etapa de atividades complementares extra-classe pode ser composta por:

Webconferência: evento virtual com duração média de 1 hora, em que são apresentados os conteúdos que serão estudados e as atividades e leituras que devem ser realizadas antes da aula presencial, a fim de promover interação entre professor e aluno.

Atividade prática: aplicada previamente ao módulo presencial para que o participante possa vivenciar os seus conceitos essenciais.

Conteúdo de estudo prévio: preparação do aluno, tanto para os conceitos essenciais que serão abordados em sala de aula, quanto para a realização da atividade. Os conteúdos são apresentados em forma de vídeos, slides, e-books, aplicativos, entre outros materiais complementares.  

Fórum de dúvidas: canal de comunicação mediado pelo professor, para que o aluno possa postar suas principais dúvidas antes da realização do módulo presencial.

Confira na lista seguinte os cursos e-learning do IPOG:

Conheça os cursos blended learning do IPOG

O IPOG – Instituto de Pós-graduação e Graduação realiza diversos cursos de ensino superior e tem em seu quadro de docentes professores de excelência e grande renome no mercado. A proposta é um ensino humanizado, que estimula o desenvolvimento de potencialidades de cada aluno.  

Presente em todos os estados do país e no Distrito Federal, o IPOG já conta com quase 20 anos de experiência em formar grandes profissionais.

A satisfação do aluno já se tornou a sua marca registrada e a prova disso é o índice de satisfação dos alunos que chega a 97,1%, em todo o país.

Os projetos pedagógicos que são realizados na instituição são diferentes dos que já existem no mercado e isso fez a instituição alcançar o status que tem hoje.

Não deixe de investir no seu futuro e se tornar aquele profissional que sempre sonhou.

Entre em contato conosco para mais informações!

Quer se matricular agora mesmo? Solicite um contato


Artigos relacionados

Conheça o poderoso efeito dos Gatilhos Mentais Todas as decisões humanas são tomadas primeiramente no inconsciente, e só depois vêm à consciência, normalmente acompanhadas de uma justificativa racional. Um estudo realizado pela Associação Americana para o Avanço da Ciência (AAAS) mostrou que o ato de escol...
Geomarketing: Inteligência negocial geo-referenciada Um método eficiente de se projetar a evolução das empresas - o geomarketing - está diretamente ligado ao desenvolvimento de áreas distintas como Ciências Econômicas, Geografia e Sistema de Informações, trabalhando todos a favor dos princípios do marketing em u...
Investir em vídeos como iscas para novos negócios A internet criou diferentes formas para as empresas interagirem com seu público alvo. As redes sociais e o canal Youtube abriram uma janela de fomento à produção de vídeos irrestrita, onde hoje, qualquer pessoa com um smartphone consegue produzir e divulgar su...

Sobre Carlo Guizelini

Graduado em Administração de Empresas pela PUC GO, pós-graduado em Gestão de Marketing no Varejo, pós-graduado em Docência Universitária ambas pela Universidade Salgado de Oliveira. Trabalhou na área comercial do L´oreal Brasil entre 1990 e 1998. Atuou como gestor do curso de Administração, Ciências Contábeis, Tecnólogo em Turismo e Tecnólogo e Negócios Imobiliários. Em 2009 assumiu a Diretoria Acadêmica da UNIVERSO Campus Goiânia. É professor titular da Universidade Salgado de Oliveira. Professor de pós-graduação do IPOG. Em 2015 assumiu a Diretoria de Graduação e Extensão do IPOG e atualmente é Diretor Acadêmico do Instituto de Pós-Graduação e Graduação - IPOG.

Comentários