Aluna IPOG conta como a Psicologia Positiva ajudou na evolução da sua empresa
3 minutos de leitura
06 de abril de 2018

Aluna IPOG conta como a Psicologia Positiva ajudou na evolução da sua empresa

Desenvolver mulheres. Este é o propósito de vida de Ludimila Estulano, aluna do MBA Desenvolvimento Humano e Psicologia Positiva do IPOG. Há um ano, ela fundou uma Startup de Educação e Desenvolvimento Humano com foco no segmento feminino. “A minha empresa tem como objetivo tornar as mulheres mais capazes de conquistar objetivos pessoais e de carreira, de desenvolver autonomia e competências para gerar altos resultados de forma contínua e consistente”, explica.

Ludimila que tem como sua primeira formação o Direito, viu sua vida mudar de rumo justamente em um momento em que parecia estar perdida. Ela conta que atuava como advogada no escritório de advocacia da família, mas não se via como parte daquele lugar, daquela atuação. “Eu não via sentido no que estava fazendo”, lembra a empresária.

Crise e reviravolta

E foi assim, que ela passou por uma crise em 2016. Decidiu ir em busca de novidades.

No âmbito profissional, descobriu o universo das startups. Resolveu pensar em algo para o público feminino. O produto inicial era algo voltado para a autoestima das mulheres e o foco era a imagem (para ser mais específico, a luta com a balança).

Foi aí que veio o encontro com uma dor legítima da própria Ludimila, mulher. O desafio do sobrepeso como vilão da autoestima de tantas mulheres. “Eu sempre tive esse problema. A vida inteira eu briguei com meu peso e estava cansada de ser refém de um sentimento de inadequação”, relembra.

Foi aí que o que ela pensava ser apenas uma busca por um novo caminho profissional foi se transformando naquele sentido que ela buscava quando ainda trabalhava como advogada. A partir do momento em que ela começou a se conhecer melhor e buscar ser mais saudável, percebeu que a autoestima não está relacionada apenas ao peso, pelo contrário, envolve muito mais questões.

“Às vezes, o sobrepeso, como era o o meu caso, é só um reflexo de algo mais profundo”, alerta Ludimila.

Autoconhecimento: quando tudo faz sentido

Foi aí que a empresa começou a caminhar voltada a levar mulheres ao processo de autoconhecimento e foi nesse processo que o MBA do IPOG cruzou a jornada da empresária. “Desde que fundei a Amy Academy, busco ampliar meus conhecimentos para contribuir cada vez mais com nosso projeto. É um processo constante de evolução para proporcionar o melhor para as nossas participantes”, explica.

A empresária conta que se encantou quando foi apresentada à grade do curso.

“Me encantei por todas as disciplinas. A cada módulo tenho a oportunidade de ser apresentada à conteúdos de alta qualidade e que possuem total sinergia com o que acredito e aplico profissionalmente hoje”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ela ainda acrescenta o quanto a experiência no MBA tem contribuído para dar forças ao seu negócio. “Tem sido uma experiência sensacional. Impossível passar um final de semana absorvendo o conhecimento ofertado e não ser positivamente impactada por ele”.

Ludimila pontua que o mais marcante durante as aulas foi sua transformação pessoal, a qual ela caracteriza como nítida e palpável por todos. Ela ainda destaca como esse processo de desenvolvimento de dentro pra fora, acaba sendo inevitavelmente replicado no âmbito profissional.

“Fui apresentada a uma nova forma de ver e interagir com o mundo, e sou muito grata por isso”.

A aplicação e os resultados

A empresária ainda reforça: “O melhor deste MBA é poder aplicar todo o conteúdo ensinado, de forma imediata, o que contribui e muito para a minha empresa, pois estou sempre agregando mais valor ao meu trabalho, desenvolvendo e aprimorando ele de forma constante com tudo que absorvo de conhecimento. É enriquecedor, prático e totalmente aplicável ao meu trabalho na Amy Academy”.

Ludimila ainda destaca que o curso é recomendado para quem busca evoluir enquanto pessoa, melhorando a sua interação com o mundo, e aperfeiçoando a convivência com o outro.

E você, assim como a Ludimila se sente um pouco perdido sobre o sentido da sua vida e sobre a sua área de atuação profissional atual? Talvez seja a hora de repensar alguns pontos e se reencontrar naquilo que te realiza. Que tal pensar mais sobre propósito de vida e sobre como seus talentos podem contribuir para ajudar outras pessoas?

 

 


Artigos relacionados

Entenda a diferença entre Coaching e Psicoterapia A ficção tem causado polêmicas na realidade. Na novela "O outro lado do Paraíso", de Walcyr Carrasco, a personagem Laura (Bella Piero) é orientada a procurar um profissional de coach e hipnose para descobrir se algum trauma psicológico explica a dificuldade qu...
Como a descoberta do seu potencial marcou a vida de uma gestora escolar Por várias vezes já falamos aqui no Blog IPOG sobre a importância de cada ser humano descobrir o seu propósito de vida. Entender qual é a sua missão, quais são seus talentos, fortalece quem você é e lhe dá empoderamento para dar o máximo de si em tudo que fize...
Segunda simplicidade: Livro propõe uma abordagem (re)volucionária para a produtividade pessoal Recentemente foi lançado o livro “A Segunda Simplicidade: bem-estar e produtividade na Era da Sabedoria”, de Luciano Alves Meira, Diretor de Metodologia e Novos Negócios do IPOG e co-fundador da Empresa Caminhos Vida Integral. A intenção primária do autor é...

Sobre Ludimila Estulano

Aluna do MBA Desenvolvimento Humano e Psicologia Positiva, Founder da Amy Academy, Advogada formada pela PUC-GO, Designer de Moda formada pela Universidade Salgado de Oliveira e Sócia da AB Editora

Comentários