13 dicas sobre como aplicar a positividade no processo de Coaching
5 minutos de leitura
03 de setembro de 2018

13 dicas sobre como aplicar a positividade no processo de Coaching

positividade no processo de Coaching

A positividade no processo de coaching não significa apenas focar no positivo, enxergar o positivo. Muitas pessoas acreditam que agir com positividade é colocar uma “lente cor-de-rosa” e assim, não falar sobre as dificuldades e desafios.

Mas não é isso. Na verdade, trata-se de dar mais ênfase ao positivo. Inclusive em relação aos obstáculos e desafios. Segundo Daniela Levy, Psicóloga e Professora no MBA Executivo em Psicologia Positiva e Desenvolvimento Humano do IPOG, “é possível tirar coisas boas dos desafios.

Como por exemplo: por que o cliente não conseguiu alcançar determinada meta? Quais foram os principais desafios e adversidades? E como eu posso aprender com isso?”

São com essas perguntas que é possível extrair o positividade no processo de coaching. E a partir disso, ter um aprendizado para evitar que isso aconteça novamente na próxima semana quando o cliente for em busca de novas metas no processo.

Mas como extrair do cliente a positividade no processo do Coaching?

De acordo com Daniela, isso acontece a partir do momento em que o cliente consegue identificar suas emoções positivas, fazendo que com elas se intensifiquem, isso favorece muito o alcance das metas no processo de coaching.

Para isso o Coach precisa trabalhar bastante com o coachee, por exemplo, a gratidão. Fazer alguns exercícios que possam potencializar as emoções positivas e que o ajudem a identificá-las, assim como as suas forças.

Segundo a professora do IPOG, isso é importante “porque o cliente consegue reconhecer, com o exercício da gratidão e com emoções positivas focadas no passado, as várias experiências de sucesso em relação a algo que ele queira modificar no processo de coaching”.

E nada melhor do que reconhecer as experiências de sucesso no passado, para atrair mais sucesso!”

Mas afinal, o que são emoções positivas?

Este artigo aborda a positividade no processo de coaching e o primeiro passo é a identificação das emoções positivas. Mas você sabe quais são elas?

Eis aqui alguns exemplos:

  • Alegria
  • Gratidão
  • Serenidade
  • Interesse
  • Esperança
  • Orgulho
  • Admiração
  • Inspiração
  • Reverência
  • Amor

Benefícios das emoções positivas

As emoções positivas apontam para momentos humanos vitais. Daniela Levy pontua que, segundo autores da área, elas alteram o ritmo cardíaco, a química corporal, tensão muscular, e expressões faciais.

“A positividade modifica o conteúdo da mente e seus limites. Alarga as fronteiras e possibilidades vistas e torna-nos mais receptivos e criativos. Também transforma o futuro por construir recursos múltiplos e reservas, tais como resiliência e otimismo, sono mais tranquilo, e melhores conexões sociais com amigos e família, e ainda coloca freios na negatividade”. (TUGADE E COLEGAS, 2004).

Pessoas positivas se aceitam mais, apreciam a subjetividade de outros, e veem sua vida como cheia de propósito e significado. Também têm interações mais profundas e de confiança, sentem-se mais apoiadas por pessoas próximas, e têm mais saúde, segundo Fredrickson (2009).

E olha porque é tão bacana aplicar a positividade no processo de coaching! A positividade está associada a marcadores biológicos objetivos e sólidos de saúde física, com menos hormônios associados ao estresse, mais hormônios de crescimento e de confiança, mais dopamina e melhor funcionamento do sistema imunológico, com menos respostas inflamatórias. (BERKE E COLEGAS, 1989).

Outros marcadores são: menos resfriados, menos dor, melhor sono, menos riscos a hipertensão, diabetes ou enfarto.

E como a positividade no processo de coaching impacta na vida da pessoa?

Daniela explica que durante o processo se trabalha muito a questão da autoeficácia – crença de que o indivíduo possa modificar o seu comportamento.

Segundo ela, quando o foco está no positivo e nas coisas que ele conseguiu alcançar e fazer nessa jornada em busca da meta, isso aumenta a eficácia do cliente. E este é o objetivo final do coach: aumentar essa autoeficácia que acaba contaminando não só o comportamento que o coachee quer mudar, como também pode contaminar comportamentos futuros.

A psicológa ainda explica que durante um processo de coaching, quando o indivíduo tem suas emoções alinhadas com sua missão, com seu propósito de vida, fica muito mais fácil descobrir suas motivações e valores que estejam atrelados as suas metas.

Não adianta querer mudar porque é vontade de outra pessoa que o indivíduo faça isso. Não. A pessoa precisa identificar porque mudar o seu comportamento vai estar atrelado a sua missão de vida e propósito. Por que mudar seria importante para ele mesmo?

Isso é vincular as ações ao nosso propósito de vida!

Por isso, ao falar de futuro no processo de coaching, é preciso traçar com o cliente onde ele deseja chegar em relação ao seu “melhor eu”, destaca Daniela Levy. Como ele deseja estar fazendo? Como quer se sentir? Tudo isso influencia diretamente nas suas metas atuais, porque quando o indivíduo sabe onde quer chegar e tem expectativas sobre um futuro melhor e positivo, a energia canalizada para isso é maior, assim como o sucesso para o alcance das metas.

Portanto, a positividade no processo de coaching em relação ao futuro auxilia no alcance das metas.

Quando todas essas questões fazem sentido para o cliente, é possível empoderá-lo, mostrando que ele é o responsável pelo processo de mudança.

Dicas sobre como aplicar a positividade no processo de coaching?

Fredrickson (2009) criou um “kit ferramentas” para o desenvolvimento da positividade, o qual o coach pode trazer para sua prática. Este inclui 13 ferramentas:

  1. Esteja aberto a aceitar o momento presente;
  2. Crie conexões de alta qualidade, com engajamento respeitoso e apoio;
  3. Cultive a bondade, atendendo às necessidades dos outros;
  4. Desenvolva distrações saudáveis, como ler, etc., para quebrar a ruminação e excessiva negatividade;
  5. Desafie os pensamentos automáticos negativos, e avalie a evidência pelos fatos;
  6. Passe tempo perto da natureza, em uma praça, mata ou litoral regularmente;
  7. Aprenda quais são suas forças e utilize-as;
  8. Medite, em um ambiente tranquilo, respirando profundamente;
  9. Reflita sobre as coisas boas ao seu redor;
  10. Pratique a gratidão, através de um jornal;
  11. Experiencie a positividade, saboreie os bons momentos da vida, quando estava bem
  12. Localize suas fontes de positividade;
  13. Procure e colecione, faça um projeto de montar portfólios de cada uma das dez emoções, uma por semana, que poderão conter fotos, cartas, frases, objetos com significado, reunidos em um scrapbook, ou blog. Os portfólios serão um documento do cultivo contínuo das emoções positivas, e poderá ajudá-lo a florescer.

Recapitulando: Como aplicar a positividade no processo de coaching?

  • Usar os desafios para aprendizado
  • Sobre o passado, conseguir focar nas melhores experiências
  • No processo de revisão de metas do processo de coaching, focar nas conquistas, mesmo pequenas!
  • Em relação ao futuro, cultive emoções positivas! Acredite, tenha esperança e otimismo!

E ainda tem mais!

Confira alguns dados interessantes sobre a positividade no processo de coaching e sobre as emoções positivas.

A positividade tem papel fundamental em uma escala de tempo. Enquanto as emoções negativas têm a função de tendência à ação para a sobrevivência no presente, com o efeito lutar ou fugir, as emoções positivas armazenam recursos cognitivos para uso futuro e isso tem vastas implicações para o florescimento humano. A alegria sentida hoje poderá um dia salvar nossa vida e servir de amortecedor em momentos de crise e dificuldades. (FREDRICKSON, 2007).

Estudos têm mostrado que emoções positivas despertam exploração, curiosidade e aprendizado experimental, além de produzir mapas mentais mais corretos do mundo. As emoções negativas, ao contrário, interferem na curiosidade e aprendizado, e nos impedem de certo modo a experienciar o mundo. (FREDRICKSON E KURTZ, 2011).

A curiosidade, aprendizado e exploração nos permitem descobrir, construir novas habilidades, laços sociais e novas maneiras de ser. (DANNER E COLEGAS, 2001).

As pessoas que expressam mais emoções positivas vivem até dez anos a mais. (DANNER E COLEGAS, 2001).

Um estudo de meta-análise que revisou mais de 300 estudos envolvendo 275.000 mil pessoas concluiu que a positividade produz sucesso na vida, casamentos mais satisfatórios e melhor saúde. Há vasta evidência científica, por experimentos controlados em laboratórios a estudos longitudinais de grande escala sobre o impacto da positividade na saúde.  (WAUGH E COLEGAS, 2008).

Ao contrário da crença popular a positividade não é achar que tudo dará muito certo o tempo todo. É focar no presente, no que está indo bem e no que você pode fazer para melhorar uma situação.”
(Will Bowen)


Artigos relacionados

Harvard e o IPOG: A busca pelo desenvolvimento integral do potencial humano Há uma frase que ouvimos cotidianamente “O sucesso ou o dinheiro não traz felicidade”, mas será que a felicidade pode trazer o sucesso? A resposta é sim, segundo Clayton Christensen, um dos professores mais respeitados de Harvard, uma das melhores Instituições...
Professores IPOG serão palestrantes no I Simpósio Luso-Brasileiro de Psicologia Positiva em Lisboa Entre os dias 1º e 3 de março de 2018 será realizado o I Simpósio Luso-Brasileiro de Psicologia Positiva em Lisboa, Portugal. O evento acontece juntamente com o III Congresso Português de Psicologia Positiva no Instituto Superior de Ciências Sociais e Política...
Como a descoberta do seu potencial marcou a vida de uma gestora escolar Por várias vezes já falamos aqui no Blog IPOG sobre a importância de cada ser humano descobrir o seu propósito de vida. Entender qual é a sua missão, quais são seus talentos, fortalece quem você é e lhe dá empoderamento para dar o máximo de si em tudo que fize...

Sobre Daniela Levy

Professora IPOG, Psicóloga e Coach. Atua na área de Desenvolvimento do Potencial Humano e Organizacional com treinamentos, palestras, workshops, atendimentos individuais e em grupo. Fundou a Associação de Psicologia Positiva da América Latina (APPAL). Especializada em Health Coach & Wellness Coach pela Wellcoaches e American College of Sport Medicine.

Comentários