Como conquistar clientes?
2 minutos de leitura
13 de setembro de 2016

Como conquistar clientes?

IPOG, Como conquistar clientes

Na busca pela conquista do cliente, tem quem acredite ainda que a bajulação e a boa comunicação são suficientes – e eficientes – para garantir a compra. No entanto, com cada vez mais informação a seu dispor, os clientes estão mais exigentes com o melhor tratamento e em busca pela economia. Para o professor do IPOG e especialista em relacionamento com o cliente, Gabriel Rodrigues, o mais importante é dar atenção ao cliente e ao que ele deseja, “é muito comum, hoje em dia, que o cliente tenha dúvidas em relação ao produto que ele busca e o vendedor acaba por manipular a venda, ou seja, vende o que a pessoa não quer. Por mais que a venda seja concretizada, o cliente vai chegar em casa e se arrepender da compra daquele produto. E, nesse arrependimento, perde-se a oportunidade de mantê-lo para futuras compras”, pontua.

O especialista explica ainda que não existe uma fórmula mágica para conquistar clientes, mas existem técnicas e habilidades que podem contribuir – e muito! – para a relação “ganha-ganha”, onde ganha-se o cliente e também o vendedor/consultor. Confira as dicas de ouro!

– Empatia: A melhor forma de ter empatia com quem não se conhece é através de um sorriso franco e sincero. “É como se fosse um interruptor mágico que acende instantaneamente um sentimento amistoso na outra pessoa. Mas é preciso sinceridade, porque se houver qualquer falsidade nesse sorriso, gera-se a antipatia. Ter um sorriso na voz, na fala e, principalmente, ter a vontade de atender esse cliente e não se sentir na obrigação de atender. Não é pensar em concluir a venda, mas pensar em atender à necessidade desse cliente, faz-se necessário colocar-se no lugar dele”, explica Gabriel.

Rapport: É o espelhamento do cliente, enquanto a empatia consiste em você se colocar no lugar do cliente, o rapport é você ser o próprio cliente. ‘Depois de ter uma comunicação inicial com o cliente e já ter conhecido ele um pouco mais, bem como suas necessidades, é a hora de se atentar os detalhes, porque isso atinge as questões inconscientes dele. Ele vai pensar: poxa, esse vendedor me lembra alguém, mas não sei quem. Mas é uma pessoa que eu gosto e tenho afinidade’, orienta.

– Transparência: Ser transparente vai garantir a reciprocidade. Após ter afinidade, o cliente vai querer concluir a compra. Esse é o momento em que você precisa deixá-lo pensar se a compra vai ser importante ou não, se ele pode se arrepender ou não. Você não pode manipular a compra, porque se o cliente se arrepender, ele não volta mais. Deixe ele pensar, refletir. E não seja tagarela! Não fique falando e pressionando seu cliente.

O mais importante é  manter um relacionamento bom com o cliente. Muitas pessoas só pensam no fechamento da compra e esquecem do pós-venda. Faça contato com esse cliente constantemente, no aniversário, em datas comemorativas e etc. Isso vai gerar um sentimento de importância e, consequentemente, a reciprocidade pode acontecer com mais êxito.

Personalize seu atendimento

Isso não é perda de tempo, é ter um retorno a longo prazo. E pronto, é só seguir essas dicas maravilhosas que com certeza você vai conquistar muitos clientes.

 


Artigos relacionados

Conheça as profissões que continuam aquecidas em tempos de crise O ano de 2016 foi desafiador para o setor econômico brasileiro, mas, apesar da crise financeira, saber que algumas carreiras continuam aquecidas é uma ótima notícia. Ainda existem profissões que estão em alta e oferecem bons salários, embora eles não tenham ti...
Eu realmente preciso disso? Confira as dicas para não fugir do orçamento na Black Friday Uma tradição nos Estados Unidos, a Black Friday ganhou força em vários países como no Brasil e é um excelente momento para os clientes e comerciantes. Este é o dia em que os lojistas aproveitam para limpar todos os estoques com promoções tentadoras. Mas, é pre...
Confira as melhores aplicações para investir em 2017 Com a chegada de um novo ano surge o desejo de mudanças, de começar novos projetos, seja na vida pessoal ou profissional. E já que o cenário não foi tão favorável para os negócios em 2016, devido à crise financeira que o país atravessa, o brasileiro teve que s...

Sobre Gabriel Rodrigues de Morais

Professor do IPOG e especialista em relacionamento com o cliente

Comentários