Farmácia clínica: como se tornar um profissional de excelência
3 minutos de leitura
02 de Janeiro de 2018

Farmácia clínica: o que você precisa saber para se tornar um profissional de excelência na área

A farmácia clínica é uma área de muita importância e de plena ascensão no mercado de saúde. A atividade clínica do farmacêutico é uma política do Governo Federal e as legislações contribuem para consolidar essa profissão no Brasil.  A Lei Federal 13.021, de agosto de 2014, que dispõe sobre o exercício e a fiscalização das atividades farmacêuticas, define assistência farmacêutica como:

“O conjunto de ações e de serviços que visem a assegurar a assistência terapêutica integral e a promoção, a proteção e a recuperação da saúde nos estabelecimentos públicos e privados que desempenhem atividades farmacêuticas, tendo o medicamento como insumo essencial e visando ao seu acesso e ao seu uso racional”.

Para saber como atuar e se tornar um profissional de excelência na área de farmácia clínica, continue lendo esse artigo.

Quais as funções do farmacêutico clínico?

Para deixar essa resposta bem compreensível, vamos a um exemplo:

Imagine que durante um tratamento terapêutico uma pessoa vai ao médico e o profissional, após o diagnóstico prescreve certo medicamento. Durante o processo de uso desse medicamento, o paciente percebe algumas reações não esperadas no organismo. Então esse paciente entra em contato com o SAC do laboratório farmacêutico que produziu o medicamento para entender o motivo. Por sua vez, o farmacêutico clínico inicia uma investigação para compreender e descobrir o fato. Após todas as análises pertinentes, o farmacêutico clínico descobriu que o paciente armazenou o medicamento em casa de forma inadequada e isso permitiu uma degradação no medicamento, ocasionando essa reação adversa.

Muitas vezes durante o processo de uso do medicamento pode acontecer algo simples ou complexo que pode interferir no resultado do tratamento. O farmacêutico clínico detectando o problema pode intervir junto aos pacientes e profissionais de saúde para encontrar uma solução.

A principal função do profissional em farmácia clínica é trazer segurança ao paciente. Evitar erros de medicação e eventos adversos relacionados aos medicamentos.

Sendo assim, o farmacêutico clínico é responsável por:

  • Analisar se o medicamento prescrito é ideal para as necessidades do paciente;
  • Orientar o paciente sobre a dosagem, administração, armazenamento e uso correto do medicamento;
  • Verificar se a farmácia hospitalar está armazenando o medicamento em condições adequadas;
  • Analisar interações medicamentosas e reações adversas;
  • Ajustar de dosagem de medicamentos;
  • Tirar dúvidas e esclarecer todas as informações sobre o medicamento para o paciente;
  • Assegurar um tratamento eficaz para o paciente;

Como tornar um profissional de excelência na área de farmácia clínica:

Primeiro, para se tornar um farmacêutico clínico, além de ser um excelente farmacêutico, você precisa se especializar em uma pós-graduação na área de farmácia clínica em uma instituição de ensino superior. Conheça o curso de pós-graduação em Atenção Farmacêutica & Farmácia Clínica do IPOG, especialize-se e garanta seu sucesso profissional nessa área promissora.

Para se tornar um profissional de excelência, você precisa:

  • Focar na saúde do paciente;
  • Ter uma visão sistêmica do tratamento terapêutico;
  • Cuidar do paciente;
  • Promover a segurança do paciente;
  • Trabalhar com atenção e qualidade máxima em todos os processos;
  • Ter conhecimento técnico e multidisciplinar;
  • Desenvolver habilidades de comunicação, interação e relacionamento com o paciente;
  • Trabalhar em equipe;
  • Ser proativo;
  • Atuar forma ativa e integrada com outros profissionais;
  • Desenvolver inteligência emocional;
  • Aprimorar as habilidades de relacionamento interpessoal;
  • Ser capaz de tomar decisões;
  • Estudar e adquirir conhecimento sempre;

O farmacêutico precisa mostrar sua capacidade clínica para o mercado e demonstrar o quanto sua profissão é fundamental para o negócio de saúde e para a sociedade em geral. A sua análise criteriosa com os medicamentos, o tratamento que ele vai dar ao paciente e a assistência que ele vai dar a equipe da saúde geram benefícios para o paciente, profissionais e a instituição de saúde, e consequentemente, retorno financeiro.

Se você gostou dessas orientações, confira também no blog as principais áreas de atuação para o profissional especializado em Farmácia Clínica.

 

 


Artigos relacionados

Políticas de saúde: você conhece os princípios do SUS? Você conhece os princípios que regem o Sistema Único de Saúde (SUS)? Sabe a importância deles para o funcionamento do sistema? Nesse artigo você conhecerá os princípios que norteiam todas as ações, questões políticas, administrativas e técnicas da implantação ...
Auditoria em Saúde: ferramenta de gestão em unidades de saúde No mundo globalizado, os sistemas de saúde vêm enfrentando dificuldades decorrentes da incorporação de tecnologia na assistência, em um momento de forte crise no setor financeiro, associado à crescente demanda da população cada vez mais bem informada e exigent...
Como escolher o teste ideal para uma avaliação psicológica? Atualmente, existe um grupo grande de ferramentas dentro do campo de trabalho da Avaliação Psicológica. Entre elas, há um grupo de testes utilizados para avaliar de forma mais objetiva alguns aspectos psicológicos. Dentro desse grupo, destaque é dado aos chama...

Sobre Vandré Mateus

Farmacêutico há 19 anos pela Universidade Camilo Castelo Branco - SP; Mestre em Ciências da Saúde com ênfase em Atenção Farmacêutica; Especialista em Farmácia Hospitalar e Farmácia Clínica pela Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar; Capitão Farmacêutico do Hospital da Polícia Militar do Estado de São Paulo; Vice-Presidente da Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar; Consultor de empresas no Ramo Farmacêutico. Professor e coordenador dos cursos de pós-graduação em Atenção Farmacêutica e Farmácia Clínica e Farmácia Hospitalar & Serviços de Saúde do IPOG.

Comentários