Conheça as principais áreas de atuação do profissional especializado em Farmácia Clínica
3 minutos de leitura
02 de janeiro de 2018

Conheça as principais áreas de atuação do profissional especializado em Farmácia Clínica

O profissional especializado em farmácia clínica tem sido cada vez mais procurado e valorizado pelo mercado da saúde. É uma área em plena expansão em hospitais, farmácias, drogarias e indústrias farmacêuticas.  O foco de atuação desse profissional será sempre a saúde e a qualidade de vida dos pacientes.

Se você quer saber mais informações sobre essa área de atuação, então precisa conferir as informações deste post. Boa leitura!

O que é a farmácia clínica e qual a sua importância para o usuário do medicamento?

Farmácia clínica é uma atividade executada por um farmacêutico para analisar e orientar o uso correto e racional de medicamentos em conjunto com uma equipe de outros profissionais de saúde e pacientes.

Muitas vezes o paciente faz uso de um medicamento que não tem o efeito esperado e isso pode ser consequência de uma série de fatores, como: armazenamento inadequado, dosagem incorreta ou até mesmo a administração em horários indevidos, que contribuem para ação ineficaz do medicamento no organismo. O farmacêutico clínico atua para o que o medicamento tenha um resultado positivo para a saúde do paciente.

Qual a importância da implantação de uma farmácia clínica em uma instituição de saúde?

Frequentemente nos deparamos com os altos índices da judicialização da saúde por erros que poderiam ser evitados. Um problema causado pela ausência da análise de medicamento por um farmacêutico clínico pode gerar sérios problemas para o paciente e para uma instituição de saúde. O trabalho do farmacêutico clínico é fundamental para prevenir e evitar processos judiciais relacionados à indicação incorreta de medicamentos.

A farmácia clínica promove a melhoria na qualidade do atendimento, na diminuição dos erros na dosagem e prescrição de medicamentos e tem o intuito de humanizar a relação com o paciente por meio de um atendimento mais dedicado e próximo.

A implantação da farmácia clínica é um importante instrumento que garante a qualidade na prestação de serviços de saúde e geram benefícios para as instituições que realmente estão preocupadas com a segurança do paciente e o sucesso no seu tratamento terapêutico.

Sendo assim, fica evidente que o farmacêutico clínico é uma necessidade do mercado.

Quais as principais áreas de atuação para o profissional especializado em Farmácia Clínica

O farmacêutico clínico exerce sua atividade diretamente com o paciente ou com outros profissionais de saúde e pode estar presente em praticamente todos os locais em que o farmacêutico trabalha:

Farmácia, drogarias e farmácias de manipulação:

Muitas vezes o indivíduo faz uso de um medicamento e não tem a orientação necessária por um profissional capacitado, que conheça o medicamento para instruí-lo de forma adequada. Nesses estabelecimentos de saúde, o profissional tem a função de ter um contato mais próximo com o cliente e ajudá-lo nas suas dúvidas e dificuldades quanto ao uso do medicamento.

Hospitais e clínicas

As funções do farmacêutico clínico são exercidas com o acompanhamento do quadro clínico do paciente em conjunto com a equipe médica e outros profissionais da saúde envolvidos do tratamento. O medicamento só pode ser liberado para o paciente após a análise criteriosa do farmacêutico.

O médico e toda equipe hospitalar precisa da assistência do farmacêutico clínico. O médico não é obrigado a saber de todos os medicamentos, de todas as reações adversas, interações medicamentosas, por isso o farmacêutico vai auxiliá-lo para não acontecer nenhum evento adverso com o paciente e o tratamento terapêutico ser concluído com sucesso.

Indústria farmacêutica

Geralmente o SAC das indústrias farmacêuticas conta com o trabalho de farmacêuticos clínicos para esclarecer e orientar os usuários que compraram determinado medicamento sobre o seu uso, armazenamento ou outra informação mais técnica necessária para repassar ao cliente.

Como se tornar um farmacêutico clínico?

O primeiro passo é ter graduação em Farmácia. Depois você precisa se especializar em pós-graduação na área de farmácia clínica em uma instituição de ensino superior. Uma excelente opção é o curso de pós-graduação em Atenção Farmacêutica & Farmácia Clínica do IPOG que proporcionará os conhecimentos e habilidades que o mercado busca no profissional para atuar nessa área.

Gostaria de ter mais orientações para atuar nessa área? Então confira o nosso artigo com dicas para você se tornar um profissional de excelência na área de farmácia clínica.


Artigos relacionados

Neuropsicologia Infantil: dificuldades de aprendizagem, diagnóstico e intervenção Antes de conhecermos sobre a Neuropsicologia Infantil, você sabia que a área é uma interface entre a psicologia e a neurologia. É uma ciência que estuda de modo aprofundado sobre o funcionamento cerebral, os processos cognitivos superiores e suas relações com ...
A judicialização pelo direito à saúde: por que os processos podem demorar tanto? Para garantir o direito à saúde, a solução para milhares de pessoas é recorrer à justiça. A chamada judicialização da saúde ganhou destaque a partir de 2003 nos debates relacionados à negação de tratamentos e medicamentos no Brasil. É uma questão que envolve o...
Especialista tira as principais dúvidas sobre a vacina contra H1N1 Uma possível epidemia já tem levado muitas pessoas para as portas de laboratórios em busca da vacina contra H1N1. Segundo dados do último boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES), subiu para 25 o número de mortes confirmadas pelo vírus em Goiás, e há mais...

Sobre Vandré Mateus

Farmacêutico há 19 anos pela Universidade Camilo Castelo Branco - SP; Mestre em Ciências da Saúde com ênfase em Atenção Farmacêutica; Especialista em Farmácia Hospitalar e Farmácia Clínica pela Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar; Capitão Farmacêutico do Hospital da Polícia Militar do Estado de São Paulo; Vice-Presidente da Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar; Consultor de empresas no Ramo Farmacêutico. Professor e coordenador dos cursos de pós-graduação em Atenção Farmacêutica e Farmácia Clínica e Farmácia Hospitalar & Serviços de Saúde do IPOG.

Comentários