Professora do IPOG ministra palestra sobre ‘Qualidade e Acreditação e o Futuro das Organizações de Saúde’
3 minutos de leitura
29 de Janeiro de 2018

Professora do IPOG ministra palestra sobre ‘Qualidade e Acreditação e o Futuro das Organizações de Saúde’

A professora do curso de Gestão da Qualidade e Acreditação em Saúde do IPOG, Gilvane Lolato, ministrou uma palestra gratuita sobre o tema ‘Qualidade e Acreditação e o Futuro das Organizações de Saúde’. O evento aconteceu na última quinta-feira, dia 24/01, no auditório do IPOG, e contou com a participação de médicos, enfermeiros, farmacêuticos, gestores hospitalares e outros profissionais que atuam na área da saúde.

Confira nesse post as principais informações apresentadas na palestra pela especialista

Qual influência da qualidade e Acreditação com o futuro das organizações de saúde? Essa foi uma das perguntas respondidas pela especialista durante o evento. A professora iniciou a palestra com reflexões do cenário atual das instituições de saúde e apontou os desafios enfrentados por gestores para oferecer a cada vez mais um serviço com alta qualidade para os pacientes.

Gilvane Lolato discutiu sobre a essencialidade da Acreditação em organizações de saúde, seja em hospitais, clínicas, operadoras de planos de saúde, para a avaliação, busca de melhorias contínuas e certificação da qualidade dos serviços de saúde com foco na segurança do paciente.

A professora reforçou que a Acreditação evidência mais credibilidade e, consequentemente, gera mais retorno para a instituição de saúde.

Qualidade como um caminho sem volta

Durante a palestra, Gilvane Lolato enfatizou que a qualidade, além de ser requisito básico de qualquer instituição de saúde, é um caminho sem volta e a única certeza do futuro sustentável de qualquer negócio.

A qualidade dos serviços de saúde deve ser aplicada diariamente como uma ferramenta de gestão para alcançar a excelência na segurança do paciente e é a solução para resolver, ou pelo menos amenizar, todas as deficiências no setor da saúde que o país enfrenta.

Desenvolvimento da liderança como um fator crítico para a implantação e manutenção da Qualidade e Acreditação

Além disso, a especialista do IPOG também apresentou os principais modelos de Acreditação válidos no Brasil e sua aplicação em diversas instituições de saúde. Diante disso reforçou que o sucesso da implantação e manutenção da qualidade e da Acreditação dependente, em primeiro lugar, do comprometimento da liderança e de uma gestão inovadora que realmente acredita que o sucesso da organização está diretamente ligado com a somatória de qualidade, melhoria contínua e ações bem-sucedidas.

Comprometimento dos colaboradores para a Qualidade diária

Dentre os assuntos discutidos, abordou também sobre a importância do envolvimento e comprometimento de todos os colaboradores para o exercício diário da profissão com qualidade.

É preciso promover uma transformação de cultura de qualidade associada à valorização pessoal e profissional em todo o quadro de colaboradores. Seguir à risca todos os procedimentos operacionais padrões e as boas práticas deve ser uma ação natural e não imposta. O grande desafio dos gestores é investir em pessoas da maneira certa.

Visão organizacional associada à Qualidade e Segurança

A especialista destacou a importância da visão organizacional estar totalmente alinhada e integrada com a qualidade na prestação do serviço e na segurança do paciente. A qualidade deve estar inserida no cerne da visão, missão e valores da instituição, e mais do que isso, ser colocada verdadeiramente em prática.

As políticas institucionais, princípios, metas e objetivos devem ser compartilhadas e fazer parte de todos os níveis da organização, do operacional ao estratégico. Isso é gestão integrada em saúde.

A especialista também destacou a seriedade no cumprimento de protocolos, processos e procedimentos e também na promoção de estímulos para a mudança de hábitos em prol da qualidade e segurança do paciente.

A professora do IPOG pontuou que foi muito satisfatório compartilhar informações de um tema tão necessário e emergente para a saúde no Brasil e que o futuro das organizações de saúde depende de um serviço de qualidade ‘acreditado’ pela sociedade.

Se você não participou dessa palestra ou se participou e quer se capacitar para atuar na implantação das ferramentas de qualidade e do processo de Acreditação em instituições de saúde, conheça o curso de curta duração do IPOG em Gestão da Qualidade e Acreditação em Saúde e invista no seu futuro profissional e contribua par ao avanço da saúde no Brasil.


Artigos relacionados

Políticas de saúde: você conhece os princípios do SUS? Você conhece os princípios que regem o Sistema Único de Saúde (SUS)? Sabe a importância deles para o funcionamento do sistema? Nesse artigo você conhecerá os princípios que norteiam todas as ações, questões políticas, administrativas e técnicas da implantação ...
5 dicas para ser um bom gestor de saúde Além de exercer o papel de líder, o gestor de saúde deve saber escutar os que estão a sua volta para otimizar a execução do trabalho. O acesso à saúde privada, apesar da crise financeira do país, acabou aumentando nos últimos anos e a demanda por um atendiment...
Dia do Farmacêutico: data para reconhecer a importância e pensar no futuro dessa profissão tão essen... No dia 20 de janeiro comemora-se o Dia do Farmacêutico, uma data para honrar e reconhecer o trabalho que os farmacêuticos têm realizado em prol dos cuidados com a saúde dos brasileiros. Também é o momento de comemorar as conquistas alcançadas para a valorizaçã...

Sobre Gilvane Lolato

Graduada em Administração de Empresas pela Universidade Gama Filho do Rio de Janeiro. Formação como Avaliadora do Sistema de Gestão de Qualidade pelo IQG (Instituto Qualisa de Gestão) e como Auditora do Sistema de Gestão de Qualidade (IQG). Atua como Consultora em Qualidade dando apoio às Instituições nas Certificações Nacionais e Internacionais. Formada em Princípios Básicos do Lean, White Belt e Yellow Belt pela Escola EDTI. Professora convidada do MBA em Gestão, Acreditação e Auditoria da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Professora do Curso de Analista em Acreditação em Saúde da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Professora do IPOG

Comentários