Lições de um evento de Tecnologia e Inovação: Campus Party Brasília
3 minutos de leitura
20 de junho de 2017

Lições de um evento de Tecnologia e Inovação: Campus Party Brasília

Tecnologia e Inovação

Nesse último final de semana estive imerso em um dos grandes eventos de tecnologia e inovação no Brasil: a Campus Party Brasília.  Como muitos profissionais e estudantes não puderam estar presentes, resolvi compartilhar o que aprendi por lá.

Iot (Internet of Things) e Oportunidades

Isso tem sido rotineiro em eventos e workshops de tecnologia. Cada vez mais a integração entre dispositivos vai estar presente em nossas vidas. O conceito de internet vai mudar para um patamar em que estaremos conectados sem ao menos perceber. Independente da área que você trabalha, alguma aplicação de Iot vai ser utilizada nela. Portanto, apaixone- se pela tecnologia. Afinal, em um futuro próximo, lidar com tecnologia será um diferencial no mercado de trabalho.

Para aqueles que estão loucos para desenvolver seus próprios negócios, startups ou intraempreender, saiba que explorar novas possibilidades com  Iot pode ser um start em uma carreira de sucesso. Pequenas soluções podem atender uma grande demanda do mercado, e já existem bibliotecas disponíveis de grandes players como a Microsoft para você utilizar.

É claro que nem tudo é dinheiro, deve haver um objetivo maior por trás disso tudo, aplicações podem vir a sanar grandes problemas sociais e com esse intuito é que governos já têm investido consideravelmente em cidades inteligentes, onde se faz uso da tecnologia em seu processo de planejamento e participação dos cidadãos.

Trabalho remoto e fazer o que você gosta

Não é de hoje que muitas pessoas escolhem suas profissões baseadas no mercado. Aprendem, estudam o trabalho e obtém sucesso em sua carreira profissional. Porém, acredito muito que grande parte desse público acaba por se frustrar ou mesmo buscar novos propósitos em sua vida. Vejo que profissionais com cargos taxados como “ruins” pela sociedade, são super felizes independente do dinheiro que ganham pela atividade que exercem. Concluí dentro de um evento de tecnologia, que existem milhares de pessoas que estão largando tudo e buscando uma essência de vida, um trabalho honesto e simples, porém com grande valor moral.

E o legal disso tudo é que essa evolução tecnológica que estamos passando, nos proporciona realizar esses sonhos trabalhando de onde estivermos, com quem quisermos e alcançando muitas pessoas. A audiência e a relevância se encontram juntas na internet, e aquele que acreditar na sua ideia e trabalhar para isso com certeza colherá bons frutos.

Em rodadas de pitchs dentro da Campus, percebi que várias startups estão utilizando a tecnologia como meio e não mais como fim. Não necessariamente precisamos de um aplicativo, ou uma inovação de outro mundo. Às vezes, a solução de um problema pode ser mais simples do que parece. A criatividade nos negócios tem como base a solução de problemas, independente da metodologia que será usada.

Coragem e Networking: aprendizados do Campus Party Brasília

Eu e grande parte dos participantes, estávamos focados em novos parceiros, amigos e quem sabe, sócios. Era uma sentada de palestra e já me comunicava em 360º a partir do meu eixo, trocava cartões, aprendia sobre a área do outro e tinha curiosidade por tudo. Aprendi mais com os participantes do que propriamente com as palestras e workshops. Esse contato pessoal é essencial na nossa formação profissional, são atividades totalmente distintas das nossas que geram boas ideias. Mas, é claro que para isso acontecer você precisa de muita coragem para abordar outras pessoas, e estar preparado para a possibilidade de receber algumas negativas. Aprendi que a quantidade de “nãos” que você recebe, podem ajudar a trilhar o caminho rumo à meta da sua vida.

Outra coisa fascinante que tirei do evento: aprender com crianças! Jovens palestrantes dando aula de boas ideias, de execução e planejamento. Não julgue pessoas, às vezes, aquele em que você menos acreditar poderá ensinar a você mais do que imagina.

Comunicação e Comunidade

O jogo mudou, quem produz grande parte das notícias hoje são os próprios cidadãos. E o legal disso tudo é que agora a perspectiva é nossa. Por mais que ainda exista censura de informações, também existem portais sérios que estão colocando cada vez o mais o leitor como participante do projeto como um todo. Isso é super interessante porque a cobertura dos fatos cresce de maneira exponencial e isso reflete na solução dos problemas sociais. O cidadão precisa entender o seu papel e contribuir com um jornalismo sério.

De maneira geral, percebi que a educação empreendedora está crescendo independente do modelo educacional brasileiro, e isso é fantástico. A informação na internet tem munido jovens a pensarem fora da caixa e entenderem que o jogo não é seguir a boiada, e sim, trilharem caminhos para uma sociedade mais justa. Máquinas vão surgir, profissões vão desaparecer, mas a nossa capacidade de decisão e emoção vai prevalecer. Vamos ser tecnológicos, porém, vamos conservar nossos valores.

 

 


Artigos relacionados

Dia do Repórter: O profissional que leva informação para a sua casa! Investigar, entrevistar, pesquisar e produzir notícias e matérias para a TV, rádio, impresso e internet são as principais atividades de um Repórter, que diariamente busca levar informações para a população sobre assuntos diversos.E no Dia Nacional do Repór...
Omnichannel permite que seus clientes tenha uma experiência de compras ainda mais completa. Saiba co... No início do varejo, a forma de comércio se dava, presencialmente, em estabelecimentos físicos. Com o advento das demais tecnologias de comunicação como o telefone e a internet foram criados os chamados multicanais, que são as televendas e os números de atendi...
Formulário de Leads – o Linkedin buscando novos olhares Não é nenhuma novidade para nós que o formulário de leads do Facebook pode gerar um resultado muito positivo nas campanhas patrocinadas. A maior rede social do mundo é também uma das melhores ferramentas atuais de publicidade. Só no Brasil, mais de 99 milhões ...

Sobre Carlos Costa

Carlos Costa: Formado em Sistemas de Informação, Especialista em Marketing e Inteligência Competitiva, Co-Fundador da Hoop Digital e Professor do curso de MBA Marketing e Inteligência do IPOG.

Comentários