Faça Design de Interiores, Ambientação e Produção do Espaço no IPOG
5 minutos de leitura
05 de agosto de 2022

Design de Interiores, Ambientação e Produção do Espaço: conheça a pós-graduação do IPOG

A produção do espaço apresenta cada vez mais protagonismo em projetos de arquitetura e urbanismo. Isso porque o debate sobre a importância de a ambientação ter sinergia com os propósitos do espaço vem ganhando cada vez mais espaço entre empresas, clientes e profissionais.

Dessa forma, o dinamismo das relações cotidianas impacta a percepção sobre arquitetos e urbanistas, bem como a entrega de projetos cada vez mais personalizados.

Hoje, os profissionais podem atuar em diferentes tipos de projetos de forma dinâmica e com foco na construção de espaços que levam em consideração a relação do indivíduo com o espaço.

Por isso, quem quer se destacar no mercado precisa estar por dentro das principais tendências e entender como gerar sensações por meio da produção do espaço. Neste texto, você entende como se dá esse processo e conhece uma pós-graduação focada em ajudar a conquistar grandes projetos!

O que faz um profissional de ambientação e produção do espaço?

O profissional de ambientação e produção do espaço é responsável pelas etapas de criação de um ambiente que retrata o objetivo da empresa ou do cliente. No geral, todas as decisões compositivas e técnicas são tomadas pelo arquiteto especialista em ambientação.

Desse modo, o profissional realiza a composição espacial, considerando os critérios de design universal, a psicologia das cores, o detalhamento de mobiliário, as técnicas de iluminação e as melhores opções de paisagismo.

Na questão visual, as decisões sobre composição de cores são baseadas em investigações e entrevistas junto à empresa ou ao cliente. Na sequência, inicia-se o processo de tradução, isto é, transformar os pensamentos abstratos do contratante em algo mais tangível, por meio de sketches e do método BIM, por exemplo.

Já na perspectiva técnica, o profissional também fica responsável pelas decisões ergonômicas. Nesse processo, há a necessidade de entender quais são os fatores que impactam positiva ou negativamente os objetivos do ambiente.

Além disso, vale mencionar o uso de luminotécnica, de design biofílico, neuroarquitetura, entre outros fatores que aumentam a qualidade da entrega do projeto.

Quais são os ramos de atuação no mercado?

Há três grandes ramos de atuação no mercado de design de interiores e na produção do espaço:

Em construtoras, o profissional fica responsável pela produção do espaço de grandes empreendimentos, que geralmente são voltados para nichos muito específicos e de alto padrão. Nesse caso, o grande destaque é produzir ambientes com um budget definido.

No entanto, a maioria dos postos de trabalho está concentrada em estúdios de design, com salários que variam de acordo com o porte da empresa. Sendo assim, os projetos não seguem escopos padronizados e é possível aplicar técnicas e composições específicas de acordo com o ambiente.

Por fim, a melhor forma de ter resultados rápidos e conseguir sucesso no mercado é atuar como profissional liberal. Para isso, você deve criar a própria empresa e entregar projetos cada vez mais valiosos, aplicando técnicas e saberes que acompanham a tendência do design de interiores.

Quando se tem o próprio escritório, o profissional pode criar uma marca própria e ser reconhecido por projetos personalizados que representam seu modo de trabalhar com a ambientação e a criatividade.

Pós-graduação em Design de Interiores, Ambientação e Produção do Espaço: como o IPOG ajuda você a se qualificar

A pós-graduação em Design de Interiores, Ambientação e Produção do Espaço reúne todas as tendências e técnicas que garantem o sucesso do arquiteto no mercado.

Hoje, tanto os critérios ergonômicos quanto os compositivos dependem de conhecimentos especializados. Sem os saberes necessários, dificilmente o profissional agrega valor ao entregar um projeto e põe seu nome entre os melhores da área.

Ou seja, quanto mais especializado for seu serviço, maior será o valor de entrega e, consequentemente, maior importância o profissional terá no mercado.

Com isso em mente, o IPOG traz esta pós-graduação para promover profissionais interessados em se destacar dentro da sua especialidade.

São 12 módulos ministrados por profissionais referência no mercado. Dessa forma, o estudante conhece as novas tendências de atuação, desenvolve avaliações mais críticas em relação à produção do espaço e aprende técnicas compositivas para aplicar em projetos.

1. Grade curricular

A grade curricular da pós-graduação em Design de Interiores, Ambientação e Produção do Espaço compila tendências do mercado, habilidades técnicas de composição e exemplos práticos de ambientação.

Tudo isso para qualificar o profissional não somente do ponto de vista técnico, mas também em relação à prática em diferentes projetos, sejam de caráter comerciais ou residenciais.

Sendo assim, na pós-graduação você vai estudar temas como:

  • Composição Espacial no Design de Interiores;
  • Design Universal e Acessibilidade no Design de Interiores;
  • Cor Aplicada ao Design de Interiores;
  • Detalhamento de Mobiliário e Metodologia BIM;
  • Materiais e Revestimentos: Técnicas e Usos;
  • Psicologia: o Comportamento Humano Impresso nos Ambientes;
  • Projeto Luminotécnico Voltado ao Design de Interiores;
  • Design de Interiores Residenciais;
  • Gestão e Planejamento do Escritório;
  • Design Biofílico;
  • Interior Landscape: Paisagismo Aplicado ao Design de Interiores;
  • Design de Interiores Comerciais.

2. Professores qualificados e com sucesso profissional na área

Todos os docentes do IPOG seguem uma política de união entre capacidade pedagógica e competência profissional. Justamente por isso, você encontra professores que ensinam para além da teoria.

Os docentes da área são certificados com cursos nacionais e internacionais, experiência no mercado e anos de estudo em diferentes vertentes do design de interiores.

Esse é um dos grandes diferenciais para que o profissional saia da pós-graduação pronto para assinar grandes projetos e oferecer a melhor entrega aos clientes.

3. Método de ensino dinâmico

O IPOG sabe que o cotidiano dos profissionais é agitado. Esse é um dos fatores pelos quais muitas pessoas seguem apenas com a graduação, sem se atualizar, e não conseguem tirar a pós-graduação do papel.

Sabendo desse desafio, o IPOG faz todo o possível para flexibilizar e garantir um ambiente de aprendizado facilitado aos interessados em uma pós-graduação.

Hoje, os módulos acontecem apenas uma vez ao mês e em três dias consecutivos (sexta, sábado e domingo). Desse modo, os projetos não atrapalham os estudos e vice-versa.

4. Excelência no ensino

Os cursos do IPOG têm 97% de índice de satisfação entre os estudantes já formados e seguem em constante atualização para sempre oferecer o melhor aos profissionais em formação.

Outro ponto que destaca a excelência no ensino é a infraestrutura física e digital que hoje atende todas as cinco regiões do Brasil, com reconhecimento pelo MEC e participação de instituições internacionais de ensino.

Inclusive, a pós-graduação em Design de Interiores é uma das poucas que tem parceria com o Consórcio Politécnico de Milão, a maior referência mundial para profissionais da área de design de interiores.

Seja um especialista em produção do espaço com o IPOG

O IPOG é uma instituição de ensino superior que traz graduações, especializações e cursos de curta duração. Tudo isso com o propósito de formar futuros líderes das tantas indústrias brasileiras existentes.

Desde 2001, o IPOG é responsável por mais de 100 mil alunos em todo o Brasil, com 25 mil alunos matriculados em diferentes áreas de ensino, e soma 52 polos de aprendizado espalhados por todo o país.

Além do alto índice de satisfação e da flexibilidade de ensino, estudar no IPOG garante diferentes benefícios, como a garantia de profissionais qualificados e a excelência no ensino comprovada.

Conheça a pós-graduação em Design de Interiores, Ambientação e Produção do Espaço no site, preencha o formulário e entre em contato com nossos consultores de carreira. Seu sucesso profissional está a poucos cliques de se tornar uma realidade!

Gostou deste artigo? Leia também outros conteúdos em nosso blog:

Artigos relacionados

Neuroiluminação: a técnica que considera a relação entre luz e indivíduo A neuroiluminação é uma prática cada vez mais presente em projetos arquitetônicos corporativos e residenciais. Na prática, essa frente da neuroarquitetura considera a relação entre luz e indivíduo, de modo a explorar a iluminação para estimular determinadas s...
O Desafio da humanização dos espaços Fazer um projeto é um quebra-cabeças. Tem que unir criatividade, estética e também o lado humano. Além de garantir que o espaço seja bem aproveitado, que seja funcional, é preciso pensar na experiência das pessoas que passarão por ali. Nesse sentido, a Arquite...
Aluno IPOG realiza o sonho de abrir o seu próprio escritório de Arquitetura de Interiores Aos 30 anos, o arquiteto Mateus José, de Ribeirão Preto (SP), segue na aventura de ser dono do seu tempo ao trabalhar no próprio escritório de Arquitetura de Interiores. Com 8 anos de carreira, decidiu ter sua própria empresa há 4 anos. Antes disso, se aventur...

Sobre Assessoria de Comunicação

Equipe de produção de conteúdo.

Comentários