Tecnologias Construtivas: como usá-las a favor da produtividade das obras
5 minutos de leitura
28 de junho de 2022

A importância das tecnologias construtivas para o aumento de produtividade nas obras

Imagem de uma ponte em obra que pode usar tecnologias construtivas

As tecnologias construtivas estão mais presentes nas construções civil e nos gerenciamento de obras. Essas soluções caminham ao lado da revolução industrial 4.0, que impacta todos os diferentes tipos de indústria à medida que a tecnologia avança e novos aparatos surgem.

A construção e o gerenciamento de obras se mostram mais propensos às novas mudanças do que os demais setores. Isso porque as tecnologias não vêm para reinventar processos já consolidados, mas se beneficia delas para criar novos materiais e formas otimizadas de gestão.

Desse modo, o setor da construção civil ganha na produtividade, simplificação dos processos e gestão de custos no canteiro de obras com os aparatos que o uso das tecnologias pode proporcionar.

Saiba com o IPOG como as tecnologias construtivas podem ajudar o profissional de engenharia e as formas de colocá-las em prática com foco no aumento da produtividade da obra.

Benefícios das novas tecnologias na construção civil

As novas tecnologias da construção civil solucionam problemas bastante persistentes, especialmente nas etapas de racionalização e desperdício de materiais durante o projeto.

Para a construção civil, o uso das tecnologias construtivas tem uma aplicação diferente de outras áreas: em vez de servir para a digitalização de processos ou retenção de dados para tomadas de decisão, o foco está em como as ferramentas digitais podem ser úteis para a execução de diversos serviços no canteiro de obras.

Sendo assim, as tecnologias da construção civil se mostram grandes aliadas na gestão do canteiro de obras. Entre os principais benefícios delas para o engenheiro e a equipe, podemos citar:

  • Redução de custos;
  • Aumento da produtividade;
  • Melhoria na coleta e no armazenamento de dados;
  • Redução de riscos e retrabalho;
  • Capacidade de mensuração de resultados;
  • Inspeções mais eficientes;
  • Maior previsibilidade de erros;
  • Otimização do trabalho;
  • Melhoria dos processos e do tempo de entrega da obra;
  • Mais assertividade na entrega do produto final

Principais tecnologias construtivas para usar nas obras

As tecnologias construtivas estão presentes em muitas obras e são grandes aliadas na parte da gestão e na execução de obras. Para ter mais precisão em todas as etapas e usufruir dos benefícios que citamos acima, o profissional de engenharia precisa estar sempre atento às mudanças.

Atualização constante é um dos pontos essenciais para que o engenheiro leve as tecnologias construtivas para o canteiro e saiba gerir as obras com foco na melhoria da produtividade e qualidade da entrega.

Então, confira as principais novidades do setor da construção civil para usar no projeto e na execução do projeto.

Impressão 3D

A impressão 3D é uma tecnologia que tem ajudado não apenas a construção em si, mas outras etapas igualmente importantes na obra. Isso porque a impressora cria maquetes fiéis ao resultado final, além de peças específicas quando necessário, pinturas com argamassa, entre outras possibilidades.

Hoje, o domínio da impressão 3D e o conhecimento dos principais recursos dessa tecnologia é uma habilidade indispensável para grandes projetos e um diferencial para o profissional da área.

Esse é um investimento de longo prazo, visto que, no futuro, acredita-se que a impressão 3D será utilizada para a construção de casas em tamanho real. Atualmente, uma empresa chinesa possui uma impressora 3D que produz dez casas de 60 m² em até 24 horas, com custo aproximado de 4.800 dólares e espera-se que seja um mercado em expansão em todo o mundo.

Software de gestão integrada

Basta uma rápida pesquisa para encontrar softwares integrados baseados em gestão de obra 4.0. Com soluções digitais e baseadas em indicativos personalizados para cada projeto, é possível centralizar informações úteis e otimizar processos.

Dessa forma, é possível conectar todas as etapas da obra em curso no aplicativo e visualizar dados em tempo real. Assim, o profissional responsável toma decisões com apoio dos resultados em mãos, acompanhando dados do orçamento, cronograma e execução até a entrega do projeto.

Bioconcreto

Quem já se beneficiou com os pré-moldados precisa conhecer essa que é uma das tecnologias construtivas mais sustentáveis. O bioconcreto se destaca por revolucionar e apresentar um concreto vivo capaz de se autorregenerar, fechando frestas e rachaduras sem a necessidade de intervenção humana.

O material é composto de concreto tradicional com a bactéria Bacillus pseudofirmus, presente em ambientes extremos da natureza, como crateras de vulcões ativos, e misturado com lactato de cálcio.

Dessa forma, a partir da união de todos os compostos, as fissuras nas paredes ativam os micro-organismos e consomem o lactato de cálcio, produzindo calcário e reparando a fissura.

Fibra de carbono

Formado por fios de fibra e resina, a fibra de carbono é uma tecnologia construtiva bastante comum e ideal para obras com prazos de execução mais curtos. Com o uso dessa nova solução, é possível reduzir o tempo necessário para erguer colunas e pontos suscetíveis a sobrecarga.

Além de ser extremamente acessível, a praticidade da fibra de carbono se mostra como uma excelente alternativa para substituir o reforço de concreto com chapa de aço, cuja execução pode ser demorada e gerar acréscimos ao prazo final da obra.

Como se preparar e aplicar as tecnologias construtivas

As tecnologias construtivas consideram o ambiente de gestão de obra 4.0 e as novas práticas de gerenciamento, racionalização e produtividade em um canteiro de obras.

Hoje muitos engenheiros que atuam nesse setor precisam se preparar para as inovações do mercado. Isso porque as boas práticas adotadas anos atrás têm em mente uma realidade que já não acompanha o avanço das novas tecnologias e como elas são úteis na construção civil.

Sendo assim, a busca por novas formas de se manter atualizado é o melhor caminho para se preparar e saber aplicar as tecnologias construtivas no projeto de engenharia.

A melhor saída é estar sempre atualizado em relação a novas práticas, softwares e aparatos tecnológicos para a construção civil. Uma das formas de se conseguir esse conhecimento é por meio de networking, participação em eventos da área e uma pós-graduação na área.

Mesmo quem tem uma rotina agitada com as obras e planejamento de projetos pode se especializar com o IPOG, que oferece módulos do curso aos fins de semana para que você tenha um currículo de destaque na engenharia.

Aprenda sobre gerenciamento de obras e tecnologias construtivas com o IPOG

A pós-graduação é uma das formas mais rápidas e vantajosas de atualizar conceitos e ganhar destaque no mercado de trabalho. É um grande diferencial, especialmente em um ramo tão competitivo e que recebe novos profissionais todos os anos.

O IPOG oferece pós-graduações com as melhores práticas do mercado. Os cursos são ministrados por profissionais que unem excelente didática com a experiência prática na indústria da construção civil.

Nosso MBA em Gerenciamento de Obras, Produtividade, Racionalização e Desempenho da Construção é um curso ofertado na modalidade presencial e voltado para profissionais interessados em dominar todas as novas tecnologias construtivas.

Ao fim do curso, o estudante reúne todo o conceito necessário para implementar as novas tecnologias para a construção civil e se destacar no mercado como um profissional completo e versátil.

Módulos do curso

  • Modelagem 4D da Obra Voltado para o Processo Construtivo;
  • Planejamento de Obra com MS-Project;
  • Gestão Operacional do Canteiro e Cadeia de Suprimentos;
  • Engenharia de Custos com Foco na Gestão de Obras;
  • Gestão de Contratos na Construção Civil;
  • Boas Práticas para Execução de Fundações;
  • Ferramentas para Gestão da Qualidade;
  • Boas Práticas para Execução de Estruturas de Concreto;
  • Tecnologias Construtivas para Execução de Vedações;
  • Boas Práticas para Execução de Estruturas Metálicas;
  • Práticas Voltadas para a Construção Enxuta (Lean Construction);
  • Aplicação da Gestão de Projetos na Construção Civil;
  • Tecnologias Construtivas para Execução de Revestimentos;
  • Desempenho das Construções com Foco na Durabilidade;
  • Práticas de Gestão Ambiental na Construção;
  • Implantação de Sistemas de Impermeabilização;
  • Boas Práticas de Instalações Prediais;
  • Práticas de Gestão da Qualidade Aplicadas à Obras.

Invista em uma carreira de sucesso e saia das práticas comuns. O mercado da construção civil está aquecido no Brasil e precisa de profissionais preparados com as melhores técnicas e focados nos processos mais produtivos e otimizados.

Por isso, prepare-se com a qualidade que só o IPOG pode te oferecer! Conheça nosso MBA em Gerenciamento de Obras, Produtividade, Racionalização e Desempenho da Construção pelo site , preencha o formulário e tire suas dúvidas com nossos consultores de carreira.

Gostou deste artigo? Leia mais conteúdos no nosso blog:

Artigos relacionados

Por que se tornar um Perito em Engenharia? Você sabe o que faz um perito em Engenharia? Perícia (do termo latino perìtia, tem por significado a habilidade, o saber, derivado por sua vez de perìtus, "experto") é a análise técnica de uma situação, fato ou estado, redigida, relatada por um especialista nu...
Conheça 4 cargos que estão em alta na Engenharia Recentemente, uma reportagem publicada no site da Revista Exame abordou a reação no mercado da Engenharia. A base para a produção do conteúdo foi um novo estudo de tendências e salários no Brasil elaborado pela consultoria de recrutamento HAYS. Segundo o rela...
Descubra as 5 fases para que o gerenciamento de projetos dê certo Na última metade do século XIX, o mundo comercial estava se tornando cada vez mais complexo. Projetos governamentais de larga escala foram o ímpeto para a tomada de decisões importantes, que se tornaram a base para a metodologia do gerenciamento de projetos. O...

Sobre Assessoria de Comunicação

Equipe de produção de conteúdo.

Comentários