Gestão na Contabilidade: Aprendizados e práticas de Victor Schaustz
4 minutos de leitura
21 de agosto de 2018

Gestão na Contabilidade: Aprendizados e práticas de Victor Schaustz

gestão na contabilidade

Persistência! Essa é a palavra que define a jornada profissional de Victor Schaustz, Contador, especialista em Gestão de Negócios, Controladoria & Finanças Corporativas e pós-graduando em Contabilidade, Auditoria & Gestão Tributária pelo IPOG.

Com mais de oito anos de experiência na área de contabilidade, já atuou na Mônaco Diesel Caminhões, Volkswagen (VW), Rede Globo do Mato Grosso, Primetek Computadores, Mapah Contabilidade e Consultoria e, atualmente, assume o cargo de Coordenador Contábil na Agrocontar Contabilidade e Consultoria, empresa voltada para o segmento de Agronegócio.

Na área Contábil/ Fiscal, coordena uma equipe de seis analistas e é responsável pelo atendimento de produtores rurais e revenda em todo mercado nacional. Suas principais atividades são: gerir; acompanhar; capacitar e validar tudo que sua equipe executa, entre elas obrigações assessórias, conciliações e planilha de apresentação de resultados para clientes.

Desafios da Gestão na Contabilidade

Para o estudante, um dos principais desafios de assumir um cargo de gestão está relacionado ao comportamento. “Você tem que aprender a lidar com pessoas, algumas com mais tempo de mercado e mais idade do que você, tornando o clima do departamento saudável e cooperativo”, comenta.

Na condição de líder, sua responsabilidade em amenizar e anular conflitos é maior. É preciso orientar, conduzir e tomar decisões, afinal, você é o espelho da sua equipe.

No início da sua experiência como gestor, quando algum colaborador cometia algum erro relacionado ao trabalho, Victor costumava refazer o que foi pedido para garantir o resultado.

Com o tempo, percebeu que essa decisão estava sendo prejudicial não somente para ele, devido a toda demanda acumulada, mas também para sua equipe, porque estava retendo conhecimento.

“Então, cheguei à conclusão que gerir ou liderar não é realizar o trabalho operacional, mas sim desenvolver, motivar e inspirar a equipe a ser cada vez melhor”, comenta.

Aprender e gerar resultados!

O especialista conta que sempre sonhou em liderar e muitas vezes ouviu dizer que não tinha o perfil para isso. Mas em vez de desanimar, optou pela preparação.

“Decidi me especializar e sanar minhas principais dificuldades com o MBA em Gestão de Negócios, Controladoria & Finanças Corporativas do IPOG, que foi um divisor de águas para a minha carreira”, conta.

O estudante menciona que foi criterioso na escolha da Instituição, pois tinha consciência que esse passo profissional envolvia o seu sonho. Avaliou a satisfação de ex-alunos, grade curricular do curso, qualificação, prática dos professores e método de ensino.

O que mais me chamou atenção foi a dinâmica dos professores. Eles vivenciam no mercado o que ensinam em sala de aula. São diretores, gerentes, CEO’s de empresas renomadas e isso nos dá muito mais segurança e motivação de aprender e praticar. A cada troca de experiência surgem novas possibilidades de alavancar os resultados da empresa no que diz respeito a gestão e controle financeiro a partir da implementação de ferramentas de alto desempenho”, afirma.

E foi a partir de muito conhecimento, preparação e prática que conseguiu o seu primeiro cargo de gestão, sendo que um dos requisitos para concorrer à vaga que assume hoje era ter uma pós-graduação.

O resultado e aplicabilidade do conhecimento foi tão bom que percebeu a necessidade de continuar se especializando e investiu na sua segunda pós-graduação: o MBA em Contabilidade, Auditoria e Gestão tributária.

Atento ao Mercado!

Quando o assunto é oportunidade no mercado de trabalho, Victor menciona o crescimento contínuo da área Contabilidade. “É possível atuar em todos os segmentos de negócios e assumir cargos como gerente de RH, Financeiro, Administrativo, Diretor, sem falar nas áreas dentro da contabilidade que são diversas, como tributária, trabalhista, consultoria e auditoria”, afirma.

Ele considera que hoje o Brasil não permite empreender sem planejamento e profissionalismo e um dos motivos é o excesso de legislação e suas constantes mudanças que provocam insegurança jurídica, devido ao aumento de burocracia.

O especialista analisa que as características dos empresários têm mudado nos últimos anos. Antes eles queriam produzir, mas não tinham um controle eficiente de custos, muito menos um planejamento tributário que de fato pudesse trazer algum retorno dentro da lei.

Contador? Pra que? Tenho tudo anotado! É assim que eles pensavam. Mas essa mentalidade vem mudando, juntamente com as transformações políticas e econômicas do país.

Aí é onde o profissional contador entra, trazendo continuidade para a empresa, fazendo um planejamento tributário eficiente, estratégico e econômico, que possibilita identificar se a organização está operando na tributação certa (Simples/Presumido/Real), de acordo com a atividade desenvolvida e produto comercializado (CNAE E NCM), além de apresentar opções mais vantajosas e legais para a empresa”, explica Victor.

O especialista em Gestão de Negócios lembra que em 2009, ano em que iniciou o curso de Ciências Contábeis, foi publicada uma notícia de que “Contador” seria a profissão do século e pensou: “Que exagero!”.

Hoje Victor tem plena convicção de que estavam certos. Uma prova disso é a lei da oferta e demanda. “A procura por esses profissionais é enorme e contínua”, reforça.

Preparação e benefícios para as organizações

O que a organização ganha com profissionais cada vez mais qualificados para atuar nesse setor?  Para o Coordenador Contábil, os principais benefícios são:

  • Redução de riscos, principalmente tributário;
  • Processos mais bem definidos que impactam positivamente a produção;
  • Redução de rotatividade de colaboradores;
  • Diminuição de custos, pois a empresa não terá gastos com treinamento de novos colaboradores;
  • Aumento da produtividade com a implementação de ferramentas de gestão e assertividade em processos;
  • Identificação de novos nichos de mercado.

Dica de quem pratica!

Victor costuma dizer que estamos sempre em constante aprendizado, seja observando ou ensinando, mas só isso não é suficiente. É preciso ir além, investir tempo e dedicação em algo que poucos estão dispostos.

Por isso, busque conhecimento e esteja atento as informações, seja no aspecto econômico, político e legal, pois tudo isso pode impactar nos resultados do setor.

O momento de investir em sua carreira e ampliar suas perspectivas profissionais é agora! Esteja entre os mais disputados do mercado e transforme sua carreira.


Sobre Victor Schaustz

Possui MBA em Controladoria e Finanças e MBA em Contabilidade, Auditoria e Gestão tributaria pelo IPOG. É contador, coordenador Contábil na Agrocontar Contabilidade e Consultoria.

Comentários