Sustentabilidade no seu negócio: Esse pode ser o diferencial!
2 minutos de leitura
22 de junho de 2017

Sustentabilidade no seu negócio: Esse pode ser o diferencial!

Sustentabilidade no seu negócio

Atualmente, parte da população tem se preocupado com o consumo consciente como uma ferramenta para ajudar na preservação do meio ambiente. Para conquistar e fidelizar este público, várias empresas buscam a sustentabilidade no seu negócio.

Parece um desafio para muitos empresários unir a parcela da população engajada com o meio ambiente e aqueles que estão dispostos a pagar mais pelo que é sustentável.

No entanto, os Coordenadores dos cursos MBA Perícia, Auditoria e Gestão Ambiental e MBA Engenharia Sanitária e Ambiental do IPOG, Andréa Tirlone e Carlos Eduardo Tirlone, garantem que para vencer essa ‘disputa’ é preciso atender premissas como:

  • educar
  • informar
  • sensibilizar

Para que os clientes introduzam em sua rotina o hábito de consumo consciente.

Mas afinal, o que é ser sustentável?

A sustentabilidade consiste em 3 eixos: ser ambientalmente correto, socialmente justo e economicamente viável. De acordo com os coordenadores, para uma empresa alcançar o propósito da sustentabilidade é ideal que se elabore projetos que englobem estas três áreas.

Sustentabilidade no seu negócio: o que esperar desses programas?

Parece complicado, mas é bem simples, uma vez que se espera que os programas sejam eco-eficientes, preservem os recursos naturais, invistam em energias renováveis. Estas ações podem permitir a geração de emprego, engajamento das partes interessadas e aumento da cidadania.

O ganho econômico é percebido pela maximização do retorno do capital além de maior visibilidade junto aos investidores que tem procurado se associar com empresas que atuam com responsabilidade socioambiental, afirmam os especialistas.

Tenho uma Pequena ou Média Empresa posso ser sustentável?

Andréa Tirlone e Carlos Eduardo Tirlone esclarecem que, ao contrário do que se imagina, os programas de sustentabilidade podem e devem ser desenvolvidos por empresas de qualquer porte. O que geralmente acontece é que esses tipos de empresa possuem estruturas enxutas e necessitam ser eficientes para assegurar sua competitividade no mercado.

Atualmente, muitas empresas relacionam seus produtos a ações socioambientais visando sensibilizar os consumidores quanto a ideia de atuarem dentro dos critérios da sustentabilidade.

Ainda de acordo com os coordenadores, empresas sérias devem agir com transparência junto a seus consumidores, apresentando em seus rótulos e propagandas, informações relativas aos impactos ambientais causados por seus produtos e/ou serviços os quais devem apresentar impactos menores dos que seus concorrentes.

Isto permite uma melhor escolha por parte dos consumidores, que poderão basear suas escolhas em empresas que apresentem maior responsabilidade socioambiental.

Então, ficou interessado em utilizar a sustentabilidade no seu negócio? Deixe seu comentário abaixo e conheça os cursos de MBA Perícia, Auditoria e Gestão Ambiental e MBA Engenharia Sanitária e Ambiental do IPOG.

Artigos relacionados

Como montar uma empresa de R$1 bilhão Aquele ideal de abrir uma empresa que começa do zero, vai progredindo ano a ano, até se tornar uma corporação a ser passada de pai para seus descendentes está cada dia mais distante da realidade do século XXI. Empresas familiares que viraram grandes negócios f...
A evolução do Ecommerce no Brasil O ano de 2018 promete avanços para o setor, principalmente para aqueles que se diferenciarem neste acirrado ambiente virtual. Entretanto, antes de falarmos sobre as aspirações para o ano que vem,  vamos falar sobre a evolução do Ecommerce no Brasil. Segmentos ...
Como conquistar clientes? Você sabe como conquistar clientes? Nessa busca, tem quem acredite ainda que a bajulação e a boa comunicação são suficientes – e eficientes – para garantir a compra. No entanto, com cada vez mais informação a seu dispor, os clientes estão mais exigentes com o ...

Sobre Andréa Tirlone

Coordenadora dos cursos de MBA "Perícia, Auditoria e Gestão Ambiental" e "Engenharia Sanitária e Ambiental" do IPOG.

Comentários