Tendências em Gerenciamento de Obras para 2024: O que Esperar?
4 minutos de leitura

Tendências em Gerenciamento de Obras para 2024: O que Esperar?

Tendências em Gerenciamento de Obras para 2024: O que Esperar?

O mercado da construção civil é extremamente desafiador e as tendências em gerenciamento de obras são decisivas para melhorar a eficiência dos projetos, aumentar a produtividade das equipes, economizar tempo e garantir resultados de qualidade. 

Por isso, para que um profissional da área consiga acompanhar todas as mudanças e criar estratégias diferenciadas é preciso acompanhar o mercado de perto para antever tudo o que tem potencial de revolucionar o formato de trabalho.

Para que você saiba o que priorizar no acompanhamento das novidades e entenda as necessidades específicas em cada tipo de canteiro de obras, é preciso criar estratégias que permitam realmente usar as tecnologias que façam sentido conforme as falhas apresentadas com frequência. Assim, fica mais simples eliminar tarefas burocráticas e repetitivas, eliminar custos desnecessários e cumprir prazos.

Quer saber mais sobre o assunto? Confira no texto a seguir mais sobre as principais tendências em gerenciamento de obras.

Por que os profissionais da área devem ficar de olho nas tendências de gerenciamento de obras?

Como acontece na maioria das indústrias, quem se recusa a evoluir conforme surgem novas tecnologias, acaba com tarefas mais burocráticas e repetitivas, gastos que poderiam ser eliminados sem perder em agilidade e segurança, atrasos em decisões relacionadas à sustentabilidade, indispensáveis no mercado atual, e com dificuldades na hora de cumprir prazos estipulados no fechamento de contratos. 

Então, tenha em mente que o setor de construção civil gira atualmente em torno da combinação de ficar de olho nos avanços tecnológicos, adaptar as práticas tradicionais e respeitar demandas ambientais.

Veja as principais tendências em gerenciamento de obras para 2024

As escolhas conscientes se transformaram na base dos planejamentos de trabalho na construção civil e dita as regras para as tendências em gerenciamento de obras em 2024. Isso vai desde a gestão de projetos até a preferência por determinados tipos de materiais que fazem do setor um terreno bastante interessante para impulsionar soluções práticas e, ao mesmo tempo, personalizadas e inovadoras. Veja os principais exemplos a seguir:

Gestão baseada em dados

Conceitos como o Big Data ganham cada vez mais destaque no mercado de construção civil porque grandes empresas precisam gerenciar e usar da melhor maneira possível um grande volume de dados coletados. De modo geral, este tipo de dados contém padrões essenciais para o desenvolvimento da melhor estratégia para o formato da obra e, por meio de análises precisas, os gestores conseguem identificar padrões escondidos, resolver problemas e atender aos principais requisitos para a gestão de obras.

Uso de drones

Os drones chegaram para ficar no setor de construção civil e são importantes aliados na otimização do trabalho e na transformação de um canteiro de obras mais seguro. Sem contar que além do aumento da eficiência, o bom uso destes equipamentos também apoio o formato de trabalho da gestão “data-driven” na coleta de dados. Um dos principais benefícios, neste caso, é a possibilidade de acessar locais remotos e coletar dados que seriam impossíveis de outra maneira.

As inspeções visuais dos drones nas áreas de difícil acesso também representam auxílio na segurança por garantirem conformidade com as normas estabelecidas pelos órgãos responsáveis pela fiscalização e identificarem potenciais riscos. É possível programar este tipo de dispositivo para tirar fotos e fazer registros em vídeos, o que garante o monitoramento do progresso da obra em uma visão bastante abrangente do trabalho.

Gestão eficiente com ERP

A sigla representa Os Sistemas de Planejamento de Recursos Empresariais (ERP) que se tornaram uma ferramenta muito importante na gestão de obras. Com eles, fica mais simples integrar todos os aspectos de um trabalho que envolve o controle de custos, a escolha de insumos, a distribuição de mão de obras e até mesmo o controle de estoque. O principal benefício de todos os aspectos da operação integrados e otimizados é que as empresas conseguem tomar melhores decisões e se antecipar aos problemas que comprometem os prazos.

Inteligência Artificial

É inegável que a Inteligência Artificial está cada vez mais presente como um facilitador da gestão da construção civil. Com a aplicação de seus algoritmos em diversas frentes, é possível ter projetos mais realistas antes mesmo de tirá-los do papel e reduzir significativamente custos com manutenção. Isso acontece por conta da capacidade da IA de analisar grandes conjuntos de dados de uma só vez e prever padrões ao mesmo tempo, em que otimiza tarefas mais complexas. Além disso, este tipo de ferramenta faz a diferença na estimativa de custos, controle de situações de riscos e identificação de falhas.

Como o gerenciamento de obras eficiente impacta positivamente em uma obra?

O gerenciamento de obras traz diversos resultados positivos no trabalho pela automação de tarefas rotineiras que permite acompanhar os fornecedores com foco em evitar atrasos de entregas, fazer a gestão de documentos e entregas mais rápidas em comparação com a concorrência. Isso é um diferencial para que os gestores envolvidos no canteiro de obras possam se concentrar em atividades mais estratégicas e não percam tempo com tarefas burocráticas e repetitivas que poderiam ser delegadas.

Como tornar o gerenciamento de obras mais eficiente?

Vale destacar que o principal objetivo do gerenciamento de obras é garantir que todo o projeto aconteça conforme o planejado e com o mínimo de problemas possível. Isso só é possível com um olhar estratégico do gestor de obras atualizado sobre as inovações do mercado e que permite conhecer realmente as necessidades de cada tipo de trabalho no canteiro de obras. 

O mais importante, aqui, não é adotar todas as tecnologias disponíveis para otimizar as soluções, mas sim, identificar o que realmente representam falhas na operação e encontrar tendências que se tornem verdadeiros investimentos.

Agora você já sabe quais são as principais tendências em gerenciamento de obras e como as inovações deste mercado impactam positivamente na otimização de tarefas.

O que vale é compreender o que realmente são dificuldades enfrentadas em cada canteiro de obras para trazer soluções certeiras que tornem o fluxo de trabalho mais eficiente, a equipe menos suscetível aos riscos de acidentes e as coloque em prática de maneira simples sempre um plano B diante de falhas.

Gostou das informações do artigo? Então aproveite e leia também sobre como dobrar os lucros em engenharia usando o BIM.

Artigos relacionados

MBA em Martech: por que se especializar nessa área? Com a crescente integração de tecnologia, a área de marketing tem passado por rápidas transformações nos últimos anos. Se você está pensando em avançar na carreira ou se posicionar de forma estratégica nesse mercado cada vez mais competitivo, um MBA em Martec...
Tudo o que você precisa saber para fazer a gestão de escritório de advocacia Fazer a gestão de escritório de advocacia é um desafio em constante evolução, principalmente em meio a um cenário jurídico tão mutável. Para gerenciar com sucesso um grande ou pequeno escritório de advocacia, os advogados devem cultivar uma mentalidade con...
Gestão de pessoas e psicologia positiva: como promover o desenvolvimento humano nas organizações A psicologia positiva faz parte de uma série de iniciativas para enxergar o comportamento humano por um viés mais benéfico. Com o foco na busca pelo bem-estar, ela pode ser o ponto de partida para uma gestão de pessoas mais responsável e que busque uma condut...

Sobre Mestre SEO