15 dicas para gerenciar custos em uma unidade de saúde
2 minutos de leitura
27 de setembro de 2017

15 dicas para gerenciar custos em uma unidade de saúde

Gerenciar os custos de uma unidade de saúde não é uma das tarefas mais fáceis. A ordem do atual cenário econômico é economizar. Os gestores de instituições de saúde encaram diariamente o desafio de gerenciar custos dos hospitais para garantir a sustentabilidade, crescimento e gerar resultados positivos para o negócio.

Custos são todos os gastos investidos para a prestação do serviço. Para gerencia-los é essencial conhecer todo o ciclo da formação do custo, seus impactos, retornos e não apenas a precificação, o valor final de quanto será necessário cobrar pela prestação do serviço.

Como são divididos os custos

  • Custo fixo: gastos com profissionais e despesas gerais, operacionais e administrativas da instituição de saúde que são rotineiras para o funcionamento da empresa;
  • Custo variável: como exemplo o gasto com medicamentos e materiais para a prática médica que alteram e são diferentes para cada tratamento e paciente;

Para fechar a conta, você deve fazer o seguinte cálculo:

Custo fixo + Custo Variável

=

Custo gasto para a prestação do serviço de saúde

O gerenciamento de custos de uma unidade de saúde é fundamental para garantir a boa saúde financeira do negócio.

Confira 15 dicas importantes que você precisa seguir para gerenciar custos com sucesso:

  1. Planeje os recursos que serão necessários para a prestação do serviço;
  2. Elabore a projeção orçamentária;
  3. Identifique custos fixos e variáveis;
  4. Conheça o custo real de todos os procedimentos, tratamentos e atendimentos oferecidos;
  5. Controle e acompanhe os custos e verifique o desempenho da unidade de saúde associado aos custos;
  6. Utilize as melhores técnicas contábeis para mensuração e controle de custos;
  7. Utilizar os recursos disponíveis da melhor forma possível;
  8. Busque ações inovadoras para a redução de custos;
  9. Defina centros de custos para cada área e estabeleça critérios para rateio de despesas;
  10. Utilize soluções de TI para auxiliar na gestão e controle de custos;
  11. Avalie, acompanhe e controle a gestão orçamentária e financeira;
  12. Defina metas orçamentárias e acompanhe mês a mês;
  13. Dissemine a importância de redução de custos e sua utilização de maneira consciente;
  14. Faça o melhor uso dos recursos materiais, humanos e financeiros existentes;
  15. Promova a cultura de compreensão da importância de redução de custos para toda a equipe. Sensibilize, dissemine e capacite os colaboradores sobre as melhores práticas para a gestão de custos;

Os altos gastos e investimentos com a saúde requer uma gestão de custo inteligente para auxiliar a tomada de decisões e melhorar a cada vez mais a qualidade na prestação do serviço.  Isso reforça a importância de contarmos com profissionais altamente capacitados para atuar na gestão de sistemas de saúde.

E você, quais as boas práticas de gerenciamento de custo que aplica no seu dia-a-dia de trabalho? Compartilhe conosco!

 


Artigos relacionados

Como funciona a Avaliação Neuropsicológica em idosos? A população está vivendo por um tempo maior e isso é muito bom. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), uma pessoa nascida no Brasil em 2016 tem a expectativa de viver, em média, até os 75 anos. O estudo realizado em 2011...
Conheça as principais normas do Código de Ética Médica Se você atua na área médica, seja como profissional da saúde, do Direito ou até mesmo um gestor hospitalar, você sabe que a medicina é regida pelo Código de Ética Médica. Mesmo diante de uma profissão tão regulamentada e com a ciência cada vez mais avançada, a...
Quais procedimentos estéticos invasivos não-cirúrgicos o Farmacêutico Esteta pode realizar? A saúde estética tem a função de promover a saúde por meio do equilíbrio entre corpo, mente e saúde com a realização de recursos e procedimentos estéticos. É uma área crescente no mercado, que atinge um grande público e a cada vez mais conquista novos adeptos....

Sobre Hernani Vaz Kruger

Mestre em Gestão de Tecnologia e Inovação em Saúde, pelo Hospital Sírio-Libanês - IEP. Graduado em Administração de Empresas pela PUC-Goiás. Especialista em Administração Hospitalar pela São Camilo e em Auditoria de Serviços de Saúde pelo IAHCS e Instituto Francisco Ludovico. Professor Auxiliar do Departamento de Medicina da PUC-Goiás. Professor de cursos de graduação e pós-graduação, tendo atuado na Universidade Estadual de Goiás, nos cursos de Gestão de Organizações de Saúde, Gestão Pública e Ciências da Computação, e na Uni-Anhangüera, no MBA de Administração Hospitalar, e atualmente no IPOG, no curso de Gestão e Auditoria em Sistemas de Saúde, entre outros. Representante do Estado de Goiás, no Departamento de Saúde Suplementar da Confederação Nacional de Saúde, e Diretor da Sociedade Brasileira de Hotelaria Hospitalar DF/GO. Palestrante e Consultor. É Diretor Administrativo do Hospital de Urgências de Goiânia Dr. Valdemiro Cruz – HUGO, maior hospital público do Estado de Goiás, sob a gestão da OSS Instituto GERIR.

Comentários