15 dicas rápidas para gerenciar custos em uma unidade de saúde
2 minutos de leitura
27 de setembro de 2017

15 dicas rápidas para gerenciar custos em uma unidade de saúde

Gerenciar os cursos de uma unidade de saúde não é uma das tarefas mais fáceis. A ordem do atual cenário econômico é economizar. Os gestores de instituições de saúde encaram diariamente o desafio de gerenciar custos dos hospitais para garantir a sustentabilidade, crescimento e gerar resultados positivos para o negócio.

Custos são todos os gastos investidos para a prestação do serviço. Para gerenciá-los é essencial conhecer todo o ciclo da formação do custo, seus impactos, retornos e não apenas a precificação, o valor final de quanto será necessário cobrar pela prestação do serviço.

Como são divididos os custos?

Custo fixo: gastos com profissionais e despesas gerais, operacionais e administrativas da instituição de saúde que são rotineiras para o funcionamento da empresa.

Custo variável: como exemplo o gasto com medicamentos  e materiais para a prática médica que alteram e são diferentes para cada tratamento e e paciente.

Para fechar a conta, você deve fazer o seguinte cálculo:

Custo fixo + Custo Variável

=

Custo gasto para a prestação do serviço de saúde

O gerenciamento de custos de uma unidade de saúde é fundamental para garantir a boa saúde financeira do negócio.

Confira 15 dicas importantes que você precisa seguir para gerenciar custos com sucesso:

  1. Planeje os recursos que serão necessários para a prestação do serviço;
  2. Elabore a projeção orçamentária;
  3. Identifique custos fixos e variáveis;
  4. Conheça o custo real de todos os procedimentos, tratamentos e atendimentos oferecidos;
  5. Controle e acompanhe os custos e verifique o desempenho da unidade de saúde associado aos custos;
  6. Utilize as melhores técnicas contábeis para mensuração e controle de custos;
  7. Utilizar os recursos disponíveis da melhor forma possível;
  8. Busque ações inovadoras para a redução de custos;
  9. Defina centros de custos para cada área e estabeleça critérios para rateio de despesas;
  10. Utilize soluções de TI para auxiliar na gestão e controle de custos;
  11. Avalie, acompanhe e controle a gestão orçamentária e financeira;
  12. Defina metas orçamentárias e acompanhe mês a mês;
  13. Dissemine a importância de redução de custos e sua utilização de maneira consciente;
  14. Faça o melhor uso dos recursos materiais, humanos e financeiros existentes;
  15. Promova a cultura de compreensão da importância de redução de custos para toda a equipe. Sensibilize, dissemine e capacite os colaboradores sobre as melhores práticas para a gestão de custos;

Os altos gastos e investimentos com a saúde requer uma gestão de custo inteligente para auxiliar a tomada de decisões e melhorar  cada vez mais a qualidade na prestação do serviço.  Isso reforça a importância de contarmos com profissionais altamente capacitados para atuar na gestão de sistemas de saúde.

E você, quais as boas práticas de gerenciamento de custo que aplica no seu dia a dia de trabalho? Compartilhe conosco!

 

Artigos relacionados

Saiba como o curso de pós-graduação contribuiu para o sucesso profissional de Felipe Inecco no merca... O mercado farmacêutico é referência no desenvolvimento econômico global. E no Brasil, mesmo diante das oscilações da economia, o setor movimentou em 2016 cerca de 69 bilhões de reais segundo o levantamento feito pelo IMS Health. Além disso, a expectativa da As...
Conheça as principais áreas de atuação do profissional especializado em Farmácia Clínica O profissional especializado em farmácia clínica tem sido cada vez mais procurado e valorizado pelo mercado da saúde. É uma área em plena expansão em hospitais, farmácias, drogarias e indústrias farmacêuticas.  O foco de atuação desse profissional será sempre ...
Dia Mundial da Saúde: Um olhar para os especialistas da área Hoje, 7 de abril, comemora-se o dia daqueles que asseguram o bem-estar de pacientes, das mais variadas idades, oferecendo cuidados em todas as dimensões: os profissionais da área da saúde. Entre esses públicos, estão inclusos os biólogos, médicos, nutricionist...

Sobre Hernani Vaz Kruger

Mestre em Gestão de Tecnologia e Inovação em Saúde, pelo Hospital Sírio-Libanês - IEP. Graduado em Administração de Empresas pela PUC-Goiás. Especialista em Administração Hospitalar pela São Camilo e em Auditoria de Serviços de Saúde pelo IAHCS e Instituto Francisco Ludovico. Professor Auxiliar do Departamento de Medicina da PUC-Goiás. Professor de cursos de graduação e pós-graduação, tendo atuado na Universidade Estadual de Goiás, nos cursos de Gestão de Organizações de Saúde, Gestão Pública e Ciências da Computação, e na Uni-Anhangüera, no MBA de Administração Hospitalar, e atualmente no IPOG, no curso de Gestão e Auditoria em Sistemas de Saúde, entre outros. Representante do Estado de Goiás, no Departamento de Saúde Suplementar da Confederação Nacional de Saúde, e Diretor da Sociedade Brasileira de Hotelaria Hospitalar DF/GO. Palestrante e Consultor. É Diretor Administrativo do Hospital de Urgências de Goiânia Dr. Valdemiro Cruz – HUGO, maior hospital público do Estado de Goiás, sob a gestão da OSS Instituto GERIR.

Comentários