A importância da auditoria no combate de fraudes no SUS
3 minutos de leitura
18 de janeiro de 2018

A importância da auditoria no combate de fraudes no SUS

auditoria no combate de fraudes no SUS

As fraudes no sistema de saúde público do Brasil é uma realidade bastante dispendiosa. Um levantamento realizado pela Controladoria Geral da União (CGU) detectou que, entre 2002 e 2015, o desvio de dinheiro da saúde pública atingiu cerca de R$5,04 bilhões, o equivalente a 27,3% do total de fraudes em todas as áreas do Governo.

Para combater as irregularidades no Sistema Único de Saúde (SUS), inibir e penalizar infratores, o Poder Público conta com a Lei da Transparência (Lei n° 12.527/2011),  Lei Anticorrupção (Lei nº 12.846/2013) e com o Departamento Nacional de Auditoria do SUS (DENASUS). ​A auditoria é uma ferramenta fundamental nesse processo, por isso entenda a sua importância no combate de fraudes no SUS.

O que é a auditoria do SUS?

A Política Nacional de Gestão Estratégica e Participativa no SUS define a auditoria do SUS como:

 “Instrumento de gestão para fortalecer o Sistema Único de Saúde (SUS), contribuindo para a alocação e utilização adequada dos recursos, a garantia do acesso e a qualidade da atenção à saúde oferecida aos cidadãos.”

O Departamento Nacional de Auditoria do SUS (DENASUS) tem a função de combater irregularidades e desperdícios de recursos públicos no SUS, coibir fraudes e exigir maior eficácia na prestação de serviços de saúde pública.  Por meio do Sistema Nacional de Auditoria (SNA), ferramenta de controle interno do SUS, o DENASUS é responsável pelo acompanhamento, fiscalização, controle e avaliação técnico-científica, contábil, financeira e patrimonial das ações e serviços de saúde no país.

Principais fraudes no serviço público de saúde

De acordo com um estudo sobre as “Evidências de práticas fraudulentas em sistemas de saúde internacional e no Brasil” publicado pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), as principais fraudes no serviço público de saúde estão relacionadas com:

  • Propinas e corrupção nos contratos;
  • Roubo;
  • Negociação de leitos hospitalares;
  • Redução da qualidade do serviço assistencial;
  • Negligência no atendimento ao paciente;
  • Documentos fiscais falsos;
  • Aquisição de recursos com preços acima do mercado;
  • Falsa compra de materiais;
  • Desvio de verba para pagar fornecedores;
  • Práticas ilegais na contratação de médicos;

Obter lucros de forma fraudulenta através de recursos da saúde pública é crime. Essas fraudes influenciam diretamente na redução de recursos da saúde, qualidade e quantidade de atendimentos.

Importância da auditoria no SUS

A auditoria do SUS verifica se os serviços de saúde gerenciados por instituições públicas de saúde estão em conformidade com a legislação e processos padrões estabelecidos pelo Governo. É um instrumento de controle e gestão extremamente importante para:

  • Identificar fraudes, distorções e inadequações das normas;
  • Avaliar a qualidade da prestação de serviços de saúde à população;
  • Fiscalizar e punir gestores;
  • Examinar a conformidade de processos, sistemas e serviços de saúde;
  • Promover ações corretivas e preventivas;
  • Orientar e influenciar gestores a buscar melhorias na qualidade do atendimento;
  • Analisar a conformidade de utilização de recursos financeiros, materiais e humanos da instituição de saúde;
  • Reduzir desperdícios de recursos públicos;
  • Colaborar com a transparência e credibilidade da gestão pública;

A auditoria em sistemas de saúde contribui para o SUS oferecer uma melhor qualidade na prestação de serviços de saúde para a população. Para avançar na gestão pública do Brasil e combater as fraudes no SUS, a área da saúde necessita de profissionais capacitados, éticos e comprometidos para serem auditores.   Se você tem interesse em adquirir competência técnica e habilidades necessárias para atuar nessa área, conheça o MBA Gestão & Auditoria em Sistemas de Saúde do IPOG.


Artigos relacionados

Judicialização da saúde no Brasil em números O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) publicou o Relatório Justiça em Números 2017, ano-base 2016 e os resultados, de forma geral, mostram que as ações judiciais continuam crescendo e a judicialização da saúde segue o mesmo ritmo. A judicialização da saúde c...
Quais são os direitos trabalhistas dos médicos? O mês de maio é sempre um período oportuno para discutirmos sobre os direitos trabalhistas. Afinal, no dia 1º de maio, é o Dia do Trabalho e também, uma data importante para nossa história, no ano de 1943, em que se aprovou a Consolidação das Leis do Trabalho ...
O que a lei diz sobre o crime de Omissão de Socorro? O crime de omissão de socorro encontra-se descrito no artigo 135 do Código Penal. Sua descrição consiste na omissão de socorro, ou seja, na atitude de deixar de socorrer pessoas em situação de vulnerabilidade, como crianças abandonadas ou perdidas, pessoas inv...

Sobre Hernani Vaz Kruger

Mestre em Gestão de Tecnologia e Inovação em Saúde, pelo Hospital Sírio-Libanês - IEP. Graduado em Administração de Empresas pela PUC-Goiás. Especialista em Administração Hospitalar pela São Camilo e em Auditoria de Serviços de Saúde pelo IAHCS e Instituto Francisco Ludovico. Professor Auxiliar do Departamento de Medicina da PUC-Goiás. Professor de cursos de graduação e pós-graduação, tendo atuado na Universidade Estadual de Goiás, nos cursos de Gestão de Organizações de Saúde, Gestão Pública e Ciências da Computação, e na Uni-Anhangüera, no MBA de Administração Hospitalar, e atualmente no IPOG, no curso de Gestão e Auditoria em Sistemas de Saúde, entre outros. Representante do Estado de Goiás, no Departamento de Saúde Suplementar da Confederação Nacional de Saúde, e Diretor da Sociedade Brasileira de Hotelaria Hospitalar DF/GO. Palestrante e Consultor. É Diretor Administrativo do Hospital de Urgências de Goiânia Dr. Valdemiro Cruz – HUGO, maior hospital público do Estado de Goiás, sob a gestão da OSS Instituto GERIR.

Comentários