NBR 15.575: principais requisitos para a gestão de obras  
3 minutos de leitura

NBR 15.575: principais requisitos para a gestão de obras  

NBR 15.575: principais requisitos para a gestão de obras

A normalização técnica, em sentido amplo, busca fortalecer as boas práticas, conceitos, métodos e requisitos no âmbito técnico da construção civil.

Seu objetivo é guiar aqueles que desejam realizar atividades técnicas de acordo com padrões de qualidade, visando obter os melhores resultados de forma econômica e racional.

Continue lendo e confira detalhes sobre uma das mais importantes normas voltadas para a construção civil. Estamos falando da NBR 15.575. Saiba mais sobre essa norma que veio a público em 2013! A seguir, confira todo o conteúdo que preparamos para você.

O que é a NBR 15.575/2013?

A norma ABNT NBR 15.575/2013 é pioneira no Brasil ao abordar a avaliação do desempenho das edificações durante o seu uso, diferenciando-se das demais normas que se concentram em requisitos preestabelecidos relacionados a soluções já consolidadas no mercado.

Na prática, essa norma define os critérios de desempenho a serem alcançados, independentemente da solução adotada, o que estimula a inovação e a personalização de práticas construtivas, materiais e equipamentos.

Quais são os requisitos exigidos pela NBR 15.575?

As edificações precisam atender a certos requisitos para que a NBR 15.575 reconheça que apresentam um bom desempenho. São eles:

  • segurança;
  • habitabilidade;
  • sustentabilidade.

Requisito de segurança

A NBR 15.575/2013 estabelece parâmetros para diversos aspectos, tais como resistência estrutural, segurança contra incêndios, estanqueidade, desempenho térmico, acústico, entre outros.

Seu cumprimento é fundamental para assegurar a qualidade e a durabilidade das edificações, bem como a proteção das pessoas que as utilizam.

Requisito de habitabilidade

Na prática, isso significa que as construções devem oferecer condições compatíveis com o conforto e a saúde de quem as utiliza, levando em conta fatores como:

  • redução de ruídos;
  • ventilação apropriada dos ambientes;
  • luz natural;
  • estanqueidade da construção.

Requisito de sustentabilidade

A norma NBR 15.575/2013 estabelece requisitos relacionados ao uso racional de recursos naturais, à eficiência energética, à gestão de resíduos e à qualidade ambiental interna das edificações.

Isso significa que as construções devem ser projetadas e executadas de forma a minimizar o impacto ambiental.

Qual é a importância da NBR 15.575 para o engenheiro gestor de obras?

Há muitos motivos pelos quais o engenheiro gestor de obras deve conhecer e cumprir as normas regulatórias, principalmente a NBR 15.575/2013. Confira os motivos mais relevantes:

Agrega mais valor à obra

Certamente, as obras se beneficiam consideravelmente ao adotar essa abordagem, pois ela busca equilibrar primordialmente a qualidade dos resultados alcançados com a economia no produto final.

Apesar de exigir um investimento maior em termos de tempo e dinheiro nas etapas iniciais, os resultados ao longo do processo são realmente compensadores.

Confere mais segurança jurídica

A compreensão compulsória em relação ao que diz a norma também ajuda a garantir maior segurança jurídica em possíveis questões litigiosas.

Estabelece parâmetros de qualidade

Essa norma estabelece de maneira clara os padrões de qualidade que devem ser aceitos pelo usuário, garantindo assim a segurança e a satisfação de todos os envolvidos no processo de construção.

Além disso, a NBR 15.575 também define as responsabilidades de cada parte dentro do ciclo de vida da edificação, desde o conceito até a entrega para o cliente final.

Qual é a função e importância do gestor de obras em projetos de engenharia?

Esse profissional desempenha um papel crucial, sendo responsável pelo comando tático e operacional, além de poder assumir funções estratégicas para viabilizar o empreendimento.

Planejamento de curto, médio e longo prazo

Em projetos de grande porte, o gestor atua no estabelecimento do planejamento de curto, médio e longo prazo, definindo marcos a serem alcançados ao longo do tempo de existência do projeto.

Tomada de decisões e controle financeiro e de estoques

Além disso, o gestor de obras também tem um papel técnico nas tomadas de decisões que envolvem as equipes operacionais. Ele também é responsável pelo controle do fluxo de caixa, estoques e outras funções secundárias.

Atendimento aos padrões de qualidade

É importante ressaltar que o gestor de obras precisa estar sempre atento às demandas do projeto, garantindo que tudo esteja dentro dos padrões estabelecidos e que as metas sejam alcançadas.

Enfim, o mercado procura por profissionais que sejam dinâmicos, tenham visão estratégica, potencial para a liderança e tenham conhecimentos na área de construção civil, de forma a garantir mais segurança e resultados positivos. Entre os conhecimentos, a compreensão da NBR 15.575/2013 certamente é um dos mais importantes.

Para se aprofundar mais sobre as expectativas do mercado de trabalho, veja o que os potenciais clientes esperam de um especialista em gestão de obras!

__

Texto produzido com o apoio do professor Sérgio Botassi dos Santos, professor e coordenador de pós-graduação em Gerenciamento de Obras do IPOG. 

  • Doutor em Construção Civil pela UFRGS; Engenheiro Civil e Mestre em Estruturas pela UFES;
  • Consultor em estruturas de concreto, Construção Civil e Gestão de riscos pela empresa SBS Consultoria em Engenharia;
  •  Perito em obras civis;
  •  Engenharia de barragens por Furnas Centrais Elétricas;
  •  Experiência em Controle Tecnológico e gerenciamento de obras e construção civil;
  •  Professor e Coordenador de Pós-Graduação desde 2008;
  •  Possui mais de 40 artigos nacionais e internacionais publicados na área de construção civil;
  •  Autor e Coautor de diversos livros voltados para gerenciamento de obras, gestão de riscos, estruturas e tecnologia do concreto. 
  • Agraciado com o título de Melhor Tese de Doutorado do Ano de 2011 emitido pela Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República;
  •  1° brasileiro a vencer em 2º lugar o Prêmio Internacional – Excellence in Concrete Construction Award 2018 do American Concrete Institute.

Artigos relacionados

Scrum em projetos de engenharia: quais são os benefícios de aplicar essa metodologia? O Scrum tem se mostrado uma metodologia eficaz na gestão de projetos de engenharia, proporcionando uma abordagem ágil e flexível para lidar com os desafios complexos do setor.  Ao adotá-la, as equipes podem melhorar sua produtividade, otimizar a colab...
REVIT Software: Entenda as vantagens desta ferramenta na hora de projetar A tecnologia tem somado, e muito, para ajudar nas nossas atividades diárias, seja na vida pessoal ou profissional. E é sobre um desses avanços na área da Engenharia Civil que vamos conversar hoje. Se você acompanha o nosso blog, então já sabe sobre a importân...
Engenharia de Iluminação: o que é, áreas de trabalho e como se especializar O desafio de iluminar um ambiente com um projeto eficaz, ancorado no que há melhor nas tecnologias atuais, demanda muito mais habilidade gestora e técnica do que podemos imaginar. Desde o domínio de ferramentas para os projetos luminotécnicos até a escolha...

Sobre Mestre SEO