Profissional: destaque-se!
2 minutos de leitura
11 de Maio de 2017

Profissional: destaque-se!

Destacar-se profissionalmente nunca foi tarefa fácil, mas há pelo menos uma década está cada dia mais complicado. Por que? É simples! Há cerca de 10 ou 20 anos havia poucas faculdades no país. Se tomarmos como exemplo o curso de Administração, existiam poucas turmas semestralmente. Não havia este leque de oportunidades que há hoje no mercado, não existiam diversos profissionais sendo lançados no mercado a cada 6 meses.

O coordenador do curso de Gestão de Negócios, Controladoria e Finanças do IPOG, Camilo Cotrim, calcula que, somente em Goiânia, existam cerca de 37 faculdades que formam diversas turmas de administrados a cada semestre. Ou seja, anualmente milhares de “concorrentes” são colocados à disposição no mercado de trabalho.

O portal administradores divulgou, em outubro do ano passado, uma pesquisa realizada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), que revelou que os cursos de graduação em Administração tiveram 267.013 alunos ingressantes no ano de 2015, ou seja, foi o curso mais procurado pelos vestibulandos, além de ter sido também o que mais registrou alunos concluintes.

Quanto cursos superiores há disponíveis no mercado? Centenas! Isso torna a situação mercadológica bem mais delicada.

Mas, então, como fazer para me destacar na profissão? O coordenador Camilo acredita que o primeiro passo para sair à frente dos colegas de profissão é a dedicação com a carreira a ser seguida. “Ter disciplina e se esforçar em meio à um mercado onde muitos são acomodados profissionalmente faz toda a diferença. Buscar sempre o conhecimento e aprender cada dia mais sobre aquilo que você faz rotineiramente com certeza te fará prosperar”, afirma.

Outros detalhes auxiliar na busca pelo sucesso e o destaque profissional:

  • Foco de atuação no mercado
  • Especialização no caminho que deseja seguir
  • Experiência prática (muita experiência prática)
  • Saiba tomar decisões
  • Conheça técnicas e ferramentas que irão lhe auxiliar na execução do trabalho diário

Mas o coordenador alerta: é preciso tomar muito cuidado para que o leque de opções de caminhos que o mercado proporciona não lhe confunda. “Hoje temos excesso de informações e conhecimento girando pelo mundo. O profissional precisa saber separar e procurar o que ele quer buscar, caso contrário ele se perde em meio a tanta coisa e se torna um beija flor do conhecimento, que experimenta um pouco de cada lugar, mas não possui densidade em algo específico”.

Um pouco desse conhecimento e dessa expertise que proporciona alcançar o destaque no mercado está no curso Gestão de Negócios, Controladoria e Finanças, do IPOG. Saiba mais sobre o curso e veja em quais pontos são passíveis de mudanças para que você se torne um profissional de sucesso no merca atuante.


Artigos relacionados

Como montar um supertime para empreender Ideias brilhantes sempre foram fruto de pessoas brilhantes que conseguiram executar um insight inicial, e através do percurso empreendedor foram encontrando o caminho até esse grande negócio. O fato é que apenas equipes de elite são capazes de fazer isso. Gera...
Dia da Mulher: O que você e sua empresa precisam saber e fazer para aumentar o número de mulheres em... Pesquisas recentes revelam que instituições com mulheres em cargos de liderança lucram mais. O Instituto Americano Peterson de Economia Internacional, em parceria com a consultoria EY, publicou resultados de uma pesquisa realizada com 22 mil empresas em 91 paí...
Como o trabalho sustentável pode mudar sua empresa Cada dia mais as pessoas têm falado sobre sustentabilidade. E embora o termo seja ainda muito abrangente, ele pode ser dividido em três pontos muito importantes: o econômico, o ambiental e o social. Cada um deles traz suas particularidades, o que vai depender ...

Sobre Camilo Cotrim

Formado em Administração de Empresas, pós-graduado em Estratégia, especialista em Finanças, mestrando em Contabilidade e Coordenador do curso de MBA Gestão de Negócios, Controladoria e Finanças Corporativas do IPOG.

Comentários