3 habilidades essenciais para profissionais de Gestão de Tecnologias da Informação
2 minutos de leitura
20 de fevereiro de 2018

3 habilidades essenciais para profissionais de Gestão de Tecnologias da Informação. Você já possui alguma delas?

Gestão de Tecnologias da Informação

Para gerir uma empresa com excelência é crucial a integração da área de Tecnologias da Informação (TI) com a gestão estratégica do negócio e lideranças das pessoas para obtenção dos melhores resultados. Para isso, o profissional de Gestão da Tecnologia da Informação deve desenvolver 3 habilidades essenciais: Liderança, Governança e Negócios. Para saber mais sobre essas competências, continue a leitura desse post.

Habilidades essenciais para o profissional de Gestão de Tecnologias da Informação

Liderança

O desenvolvimento da liderança na área de Tecnologia da Informação se relaciona com competências comportamentais, individuais e humanas. A liderança efetiva em TI é crucial para alinhar a área aos objetivos estratégicos do negócio e inspirar a equipe a alavancar a TI e melhorar os seus processos. Líderes inspiradores desenvolvem uma equipe motivada.

Desenvolver habilidades de liderança é tão importante quanto todo o conhecimento técnico em TI, sendo um grande diferencial para gestão de pessoas e o engajamento de toda sua equipe. A cada dia é preciso se desenvolver para se tornar um líder melhor e reconhecer a necessidade de se atualizar com estratégias inovadoras e habilidades de liderança de alto nível.

Estratégia do Negócio

A área de Gestão de Tecnologias da Informação e a gestão estratégica do negócio estão se tornando cada vez mais integradas e dependentes. Os profissionais que atuam na gestão de TI devem ter um conjunto multidisciplinar de competências para realizar essa conexão. As principais são:

  • Entender o negócio e o segmento no mercado;
  • Mostrar claramente o valor da TI, sua necessidade e a contribuição para o negócio;
  • Desenvolver competências e habilidades de gestão em TI;
  • Alinhar a TI com a estratégia e objetivo do negócio;
  • Executar a estratégia organizacional;
  • Desenvolver processos que contribuam com o crescimento financeiro do negócio;

Governança de TI

A Governança de TI tem objetivo de criar políticas e processos que estejam alinhados com as estratégias corporativas para contribuir com o crescimento e gerar valor ao negócio. Para alcançar um desempenho superior na Gestão de Tecnologias da Informação, a Governança de TI precisa ser aplicada e fazer parte dos níveis estratégicos, táticos e operacionais. Sendo que, em primeiro lugar, o apoio e envolvimento integral da alta gestão irão contribuir para propagar uma cultura de comprometimento com todos os membros da instituição.

A estrutura de Governança de Tecnologias da Informação é parte da Governança Corporativa, por isso, deve ter um alinhamento estratégico que converge em busca das mesmas metas e objetivos. É imprescindível que seja transparente e que a prática dessa governança seja adequada para a realidade da empresa.

A governança de TI inclui pessoas, processos e estruturas necessárias para orientar a tomada de decisões em torno de questões de tecnologia. Pessoas, processos e tecnologia: uma tríade que precisa estar muito bem alinhada com as estratégias do negócio para gerar valor e alcançar resultados positivos.

Carreiras bem sucedidas na área Gestão de Tecnologias da Informação estão disponíveis em todos os segmentos da economia. Uma especialização pode te preparar as exigências do mercado e te dará a preparação adequada para ocupar posições importantes dentro de um negócio.

Artigos relacionados

No futuro, você estará presente? Como você procurava uma vaga de trabalho ou anunciava uma oportunidade na sua empresa há cinco ou dez anos? É bem provável que fosse através de um anúncio nos classificados de algum jornal impresso. Como você procurava por um produto ou serviço que estava p...
Como é realizado o trabalho de perícia em local de crime? A perícia em local de crime é considerada o “berço” da Criminalística. É geralmente o ponto de partida de uma investigação e é o espaço que se encontram vestígios que se transformam em provas para condenar ou inocentar um suspeito. No local de crime, seja ele ...
5 passos essenciais para realizar a perícia forense em celulares Em janeiro de 2018, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) registrou no Brasil mais de 236,2 milhões de celulares. Esse grande número de aparelhos disponíveis e o desenvolvimento de novos recursos tecnológicos em dispositivos móveis trouxeram desafios...

Sobre Marsal Melo

Professor IPOG, Analista de Sistemas, Especialista em Gerenciamento de Projetos e Mestrando em Administração de Empresas (UFG). É Consultor em Gerenciamento de Projetos e Processos certificado PMP, Mentor do Centro de Empreendedorismo e Inovação da UFG e Coach pelo IBC. É Diretor da Empresa Efeta Soluções, Presidente do PMI-GO e Diretor de Comunicação da ASSESPRO-GO. Possui mais de 20 anos de experiência na área de Tecnologia da Informação e Gestão de Equipes, Processos e Projetos.

Comentários