Como o estudo de manchas de sangue contribui com uma investigação criminal?
3 minutos de leitura
26 de janeiro de 2018

Como o estudo de manchas de sangue contribui com uma investigação criminal?

O sangue é o líquido corporal geralmente mais encontrado em crimes e é exposto por várias circunstâncias e em diferentes superfícies, tais como: roupas, armas e em outros suportes presentes em um local de crime. Durante um assalto com derramamento de sangue, por exemplo, o fluído pode ser projetado da vítima para o agressor ou uma pessoa próxima ao crime pode ficar com manchas de sangue mesmo sem ser o responsável pela prática criminosa.

Você já parou para pensar qual é a técnica forense utilizada para investigar o sangue presente em uma cena de crime e esclarecer a dinâmica da morte violenta? Então continue a leitura desse artigo para se informar!

Estudo de manchas de sangue

Nenhuma técnica de investigação consegue trabalhar de forma isolada, a perícia criminal exige um trabalho forense multidisciplinar. Os conhecimentos gerais sobre processamento de Local de Crime são fundamentais para a localização e documentação dos vestígios hemáticos, já a genética forense, por exemplo, por meio de exames de DNA, contribui muito para identificar de quem é o sangue exposto em uma cena de crime. E o estudo da análise de perfis de manchas de sangue também é de extrema importância para perícia, pois consegue responder os seguintes questionamentos de uma investigação:

  • Como e quando o crime ocorreu?
  • O que causou o ferimento?
  • Qual a arma/instrumento utilizado no ato violento?
  • Quem esteve no local do crime?
  • Qual posição da vítima, do agressor e das pessoas presentes na cena do crime?
  • Qual a origem do sangue?
  • Os depoimentos apresentados são verídicos?

O trabalho da perícia na análise de manchas de sangue em local de crime consiste em identificar e interpretar como a mancha de sangue foi gerada. É uma avaliação de extrema importância para averiguar se a declaração fornecida por um suspeito é verdadeira. Se um suspeito afirmar que a mancha de sangue da vítima presente na roupa dele é devido a uma tentativa de prestação de socorro, o estudo de mancha de sangue consegue identificar qual o mecanismo de geral do perfil de mancha de sangue que atingiu o suspeito.

Essa técnica verifica qual a origem do sangue e como ele foi expulso do corpo devido a um ato violento, como tiro ou esfaqueamento. Contribui também para identificar ações e instrumentos relacionados com o delito, pode colaborar com a reconstrução do crime e descartar possíveis versões que não poderiam ter ocorrido.

Como ser um especialista em estudos de Perfis de manchas de sangue?

A atuação nessa área exige que o profissional tenha conhecimento em biologia, física, matemática, química e técnicas forenses de interpretação e reconhecimento do tipo de manchas de sangue. O curso de Especialização em Perícia Criminal do IPOG aborda os principais fundamentos e técnicas da análise de Manchas de sangue, mas para ser um especialista em manhas de sangue em nível avançado, o perito precisa se especializar em cursos de padronização internacional, como exemplo, os de certificação da Associação Internacional de Analistas de Manchas de Sangue (IABPA, em inglês).

Recomendação de leitura

Se você tem interesse de se aprofundar mais nesse assunto, as nossas sugestões de leitura são:

1- Livro “Perfis de Manchas de Sangue – Do local de crime à elaboração do laudo”, do Perito Criminal Federal e analista de manchas de sangue em nível avançado, Antônio Augusto Canelas Neto.

A obra, lançada em setembro do ano passado, é a primeira em língua portuguesa que aborda o tema de acordo com padrões mundiais e traz conteúdos sobre a fluidodinâmica de formação de manchas de sangue em local de crime, documentação, elaboração de laudo e conta também com a análise de 5.000 casos de estudos de manchas de sangue. Você pode adquirir o livro aqui.

2- Livro “Locais de Crime – Dos Vestígios à Dinâmica Criminosa”, dos Peritos Criminais Federais Jesus Antonio Velho, Karina Alves Costa, e Clayton Tadeu Mota Damasceno.

A obra aborda conceitos, técnicas e procedimentos aplicados ao processamento pericial de locais de crime. Com desenhos esquemáticos de procedimentos, análises de casos, imagens e fotos em cores. Constitui um verdadeiro tratado sobre Locais de Crime, é leitura indispensável para aqueles que atuam ou pretendem atuar na área forense. Você pode adquirir o livro pelo site.

Agora que você sabe da importância do estudo de manchas de sangue para perícia criminal, aproveite para conhecer também como é realizada a perícia em armas de fogo em nosso artigo sobre Balística Forense. Boa leitura!


Artigos relacionados

Conheça a importância da Computação Forense As tecnologias têm causado uma mudança radical na vida da sociedade, seja no ambiente profissional ou pessoal. Passamos cada dia mais a depender de serviços que estão apoiados em computadores ou celulares, ou seja, tudo que envolve o meio online. Com essa c...
Quais as competências profissionais de um perito em documentoscopia? Estamos vivendo uma era de informatização de nossas vidas, nossas atividades, trabalhos e relacionamentos. Mesmo assim, ainda continuamos a usar documentos físicos em nosso dia a dia, tanto peças de papel quanto cartões plásticos com chip eletrônico e tarja ma...
5 passos essenciais para realizar a perícia forense em celulares Em janeiro de 2018, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) registrou no Brasil mais de 236,2 milhões de celulares. Esse grande número de aparelhos disponíveis e o desenvolvimento de novos recursos tecnológicos em dispositivos móveis trouxeram desafios...

Sobre Walber Pinheiro

Doutorando em Ciências da Informação pela Universidade Fernando Pessoa em Porto (Portugal) e coordenador do curso de Computação Forense e Perícia Digital do IPOG.

Comentários