Indicadores de Marketing para resolver a sua vida!
2 minutos de leitura
26 de abril de 2017

Indicadores de Marketing para resolver a sua vida!

Já passou o tempo que medições de resultado na gestão de marketing eram empíricos, baseadas apenas na experiência e na observação. O fato é que a liberdade e a facilidade de gerar Key Performance Indicators (KPI’s) ou Indicadores Chave de Performance trouxe também uma miopia por parte de alguns profissionais, que saem medindo tudo, do mais ao menos relevante, investindo tempo na leitura de indicadores que vai colaborar pouco na estratégia.

Outros problemas sérios nos indicadores de Marketing são os “burros” ou de “vaidade”, que podem até te levar ao resultado reverso ao esperado. Então desista! Não dá para medir tudo! Crie indicadores inteligentes que vão te ajudar a aprimorar a estratégia.

Classifique-os por importância e lembre-se que algumas ações vão precisar de tempo e maturação para uma decisão mais assertiva. Vejamos alguns exemplos:

DIVIDINDO INDICADORES POR GRANDEZA

Indicadores de 1º Grandeza

  • Geração de leads
  • Custo de aquisição por cliente – CAC
  • Volume de investimento em mídia
  • Total de produtos vendidos

Indicadores de 2º Grandeza

  • Crescimento da base de clientes
  • Custo por visitante na minha página
  • Produtos mais solicitados

Indicadores de 3º Grandeza

  • Seguidores da página
  • Visualizações de página
  • Palavras chaves
  • Conteúdos mais lidos

Para cada atividade empresarial, certamente alguns indicadores poderão ser mais relevantes que outros. O pulo do gato é ser essencialista e identificar aqueles que de fato você não pode deixar de ver.

Por exemplo, se a geração de leads caiu, a sugestão é pesquisar as consequências mais óbvias, como visualizações de páginas, conteúdos mais lidos, entre outros. Os indicadores de 2º e 3º grandeza sempre serão um reflexo de suas pedras grandes.

Use os indicadores para criar novas estratégias e identificar falhas no processo ou resultado. Mantenha-os em permanente atualização e modernização. Mitigar resultados ruins pode representar melhora em outros indicadores, se eles forem de fato relevantes.

Indicadores defasados e que não representam fielmente seus resultados lhe trarão prejuízo na certa. Tome cuidado com a vaidade, nem sempre indicadores positivos representam avanço e sucesso, eles podem esconder algo que você ainda não viu.

Desconfie dos índices baixos e também dos altos demais, certifique-se que eles são espelhos reais de desempenho.

Meça, acompanhe, antecipe-se ou vai ter que recorrer aos búzios e tarot nas suas próximas ações de marketing.

Artigos relacionados

Saiba como a era das fake news influenciou o jornalismo mundial e descubra como evitá-la Em outubro de 2018, no Brasil, a busca pelo termo fake news atingiu a marca de quase 700 mil pesquisas no google, sendo três vezes maior do que o mês anterior. Este aumento significativo foi consequência do alto índice de notícias falsas que circularam, pri...
A era do Marketing de Influência A ascensão das redes sociais possibilitou uma nova forma de se trabalhar a relação das empresas com seus clientes, com o advento do Marketing de Influência. Vivemos um mundo onde as relações Costumer to Costumer (C2C) estão cada vez mais fortalecidas devido à ...
Quais as vantagens do trabalho remoto? O trabalho remoto, ou home office, é tendência sim. Os motivos que levam a esse novo conceito de contratação de profissionais são muitos e vão desde as razões econômicas, até o desenvolvimento de novas tecnologias. No segmento de comunicação, por exemplo, nem ...

Sobre Whanderson Agostinho de Sousa

Certificado em Inbound Marketing pela HubSpot, Graduado em Design Digital, Especialista em Comunicação e Marketing atua como Gestor de Marketing no IPOG.

Comentários