3 minutos de leitura
13 de abril de 2017

Gestão nas unidades de saúde – saiba como se destacar nesse setor

IPOG, Gestão nas unidades de Saúde, Profissionais de saúde

Você já ouviu alguém falar sobre problemas na área da saúde? Na verdade, a pergunta mais adequada seria: quem nunca ouviu falar em problemas no setor de saúde?

De fato, os problemas são muitos, mas o que as pessoas não sabem é que esses problemas nem sempre são em decorrência da falta de recursos financeiros, como muito se diz por aí. O professor do MBA Gestão & Auditoria em Sistemas de Saúde do IPOG, Hernani Vaz Kruger, explica, “podemos, em algumas situações, ter poucos recursos, mas, o que mais acontece nas unidades de saúde é uma má gestão. Não existe aquela tentativa de resolver os problemas com os recursos que se tem, mas isso, é claro, tem uma ligação direta com a falta de profissionalização.”

O especialista explica ainda que nos últimos anos o crescimento do setor de saúde no Brasil trouxe aos profissionais inúmeros desafios, especialmente pela necessidade de qualificação dos processos de gestão.

Isso ocorre, principalmente, devido à expansão da oferta de serviços e implantação das redes descentralizadas e regionalizadas, fundamentadas nos princípios da universalidade e integralidade, acompanhadas pela expansão da oferta de serviços de assistência médica do setor privado em todas as regiões do país.

Estes desafios são, em parte, relacionados às inovações tecnológicas, que crescem de forma rápida, e à dinamização das políticas de saúde, que reorientaram as práticas e modelos assistenciais e de gestão, servindo de base para as reflexões que levaram ao desenvolvimento teórico-conceitual próprio do campo, configurando a natureza específica das práticas de gestão do setor.

Essas técnicas de gestão podem propiciar melhorias significativas nos recursos assistenciais e na agilidade dos serviços, fortalecendo os princípios que fundamentam a atenção básica à saúde, que é lidar com a vida. Sem a compreensão dos cenários e das tendências na gestão não seria possível desenhar o perfil de competências necessárias para melhor preparar os gestores locais.

Vamos entender!

A competência é a capacidade de agir eficazmente em determinada situação, apoiada em conhecimentos, mas sem se limitar a eles. Ela é mobilizada pelas situações da prática diária e ultrapassa a qualificação definida pelos requisitos associados à posição ou ao cargo ocupado.

A carência de profissionais habilitados para exercer a gestão, ainda é um dos grandes obstáculos para a descentralização do sistema, agilidade dos serviços e a eficácia das ações de saúde. Nesse sentido, a profissionalização tem se colocado como importante necessidade para o setor.

Amplie sua visão

O profissional que se especializa nesse setor pode atuar na gestão e na administração de instituições da área, como hospitais, clínicas, unidades de atenção à saúde, secretarias e ministérios, empresas operadoras de planos de seguros ou convênios e prestadoras de serviços.

Existe um investimento financeiro muito grande na saúde, um crescimento bem acentuado de algumas redes de hospitais e clínicas que tem se desenvolvido e avançado para todas as regiões do país. Portanto, se você que está lendo este artigo tem interesse nessa área é importante adquirir conhecimentos mais aprofundados para facilitar a gestão.

Utilize ferramentas de qualidade

Mensure, defina, analise e proponha soluções para os problemas que interferem no bom desempenho dos processos de trabalho. E se você quer ser um gestor de qualidade, você precisa de uma especialização que atenda as necessidades específicas e urgentes do mercado.

Sobre Hernani Vaz Kruger

Professor do MBA Gestão & Auditoria em Sistemas de Saúde do IPOG

Comentários