Mercado Financeiro: O que uma pós-graduação pode proporcionar a um Controller experiente?
5 minutos de leitura
09 de agosto de 2018

Mercado Financeiro: O que uma pós-graduação pode proporcionar a um Controller experiente?

mercado financeiro

Hoje a trajetória a ser contada pertence a Elberth Tiago Lopes, especialista IPOG que carrega em seu arcabouço e currículo duas passagens pela instituição: a primeira foi para cursar o MBA em Contabilidade, Auditoria e Gestão Tributária, e a segunda para se tornar pós-graduado em Gestão de Negócios, Controladoria e Finanças Corporativas.

Há mais de 10 anos atuando na área de controladoria, Elberth é Controller do Grupo Tomazini, organização com várias empresas atuantes na área do agronegócio e controladores da Nutriza Agroindustrial de Alimentos S.A., empresa campeã pelo 4º ano consecutivo como a melhor empresa do segmento Agropecuário no Brasil pelo Valor Econômico.

Mas afinal, o que faz um controller? 

Antes de seguirmos com a trajetória profissional de Elberth, vale a pena entender melhor o seu trabalho e quais funções um controller pode exercer.

(Neste artigo  o professor Pedro Roriz explica mais profundamente o que é um controller, a profissão do século XXI!)

É por meio de um departamento de controladoria atuante que se pode definir processos operacionais mais apropriados para a empresa, aumentando sua eficiência operacional e, consequentemente, reduzindo custos.

Por meio dela, pode-se ainda:

  • Implementar relatórios que atendam a necessidade de informações em tempo adequado;
  • Otimizar as tomadas de decisões;
  • Reduzir margens de erros nesse processo de decisões;
  • Materializar as projeções de futuro da empresa e realizar o seu acompanhamento.

Dentro do Grupo Tomazini, Elberth é o responsável por gerir a controladoria completamente, estando sob sua supervisão direta os seguintes departamentos:

Desta forma, os membros da minha equipe e eu elaboramos e implantamos os processos de controles operacionais nas empresas do Grupo Tomazini, processos que consideramos apropriados para suprir nossa necessidade de informações, mensuração da eficiência operacional e acompanhamento em tempo hábil das inconformidades.”

Atribuições do Departamento de Controladoria

Segundo Elberth, o departamento de controladoria, tendo o Grupo Tomazini como exemplo, possui duas atribuições muito relevantes, sendo elas:

  1. Fornecer aos Diretores e tomadores de decisões informações úteis e tempestivas com intuito de otimizar o processo decisório, garantindo informações corretas e em tempo adequado.
  2. Materializar o planejamento estratégico em conjunto com as visões e expectativas dos Acionistas e Diretores do Grupo Tomazini, definindo quanto o Grupo pretende crescer nos anos seguintes e quais os recursos e investimentos serão necessários para realizar as projeções.
  3. E durante a execução a controladoria tem ainda a função de acompanhar todo esse planejamento estratégico, para garantir que os resultados sejam os desejados. Além de, caso necessário, realizar ajustes para atingir os resultados apontados.

Pós-Graduação: oportunidade para reciclar conhecimentos

Mesmo atuando na área há mais de uma década, Elberth sentia a necessidade de reciclar os seus conhecimentos. Impulsionado a buscar o IPOG novamente, ele vislumbrou na pós-graduação a oportunidade de executar essa reciclagem.

Os motivos que me levaram até essa pós foram os reiterados elogios que colegas e profissionais das diversas áreas de estudo faziam da metodologia e eficiência de ensino”, conta.

A finalização do MBA em Gestão de Negócios, Controladoria e Finanças Corporativas ocorreu no início de 2018. Ao relatar sua experiência, Elberth destaca que dentre os vários ensinamentos passados em sala de aula, novas ferramentas de controle operacional e levantamento de métricas são os principais.

A rotina de trabalho depois da pós-graduação

O findar de cada módulo era o sinal de que Elberth já estava pronto para levar novas práticas ao trabalho. “Consegui aprender novas ferramentas profissionais e aplicá-las já no dia seguinte com praticidade, contribuindo de forma rápida e eficaz nas minhas necessidades profissionais”.

Dentre essas ferramentas, ele faz questão de citar as de gerenciamento de projetos, das quais foi escolhido o modelo de “Canvas” para ser replicado no Grupo Tomazini.

Essa ferramenta foi direcionada a todos os colaboradores do administrativo e gerenciamento de produção no acompanhamento dos novos projetos, com o intuito de discriminar escopo, objetivo, tempo, monitoramento dos resultados e os recursos a serem utilizados. “Os resultados foram excelentes!”, afirma.

O especialista também cita o módulo Logística como Vantagem Competitiva, que por sinal é totalmente voltado para a prática operacional, com o objetivo de ilustrar outro ganho para o Grupo Tomazini:

Consegui extrair da matéria várias ideias como o uso, em uma de nossas empresas, do RFID – Radio Frequency Identification (Identificação por rádio frequência) – para controle de estoque, que pela nossa perspectiva vai solucionar nossa demanda de controle de estoque em tempo real.”

Investimento em qualificação: por que tão importante?

Como um profissional da Controladoria tem contato direto com várias áreas do conhecimento, como aponta Elberth, é imprescindível que o mesmo possua conhecimento multidisciplinar e mantenha-se atualizado em todas essas áreas.

“O profissional deve, continuamente, investir na sua qualificação, sendo este o fator primordial para o sucesso profissional”, destaca. A frase de Elberth torna-se ainda mais relevante para quem deseja atuar como controller, considerando as carências por profissionais capacitados no mercado.

Ao olhar para trás, ele percebe o quanto a pós foi essencial em sua carreira:

A especialização em controladoria abriu horizontes para minha carreira, fornecendo novas ferramentas e conceitos que consegui aplicar no meu trabalho de forma imediata. Além disso, ela agregou conhecimento teórico que levarei para a vida toda, bem como um networking onde tive a oportunidade de conhecer ótimos colegas e profissionais”.

Controller: perspectivas para o futuro

Segundo Elberth, a carreira de controller é a profissão do momento! As perspectivas da profissão para o futuro são as melhores, isso devido a sua funcionalidade e eficiência em atender uma necessidade de controle e planejamento cada vez maior dos gestores.

É uma profissão que consegue ofertar sistemas de indicadores que otimizam as decisões, materializando de forma palpável o planejamento estratégico e financeiro e reduzindo custos com o planejamento tributário.

No entanto, o controller é um profissional que está em falta no mercado devido a exigência de um alto grau de conhecimento técnico e experiência. “Aconselho os interessados na área da controladoria a buscarem pela qualificação profissional de forma contínua, pois o mercado está a procura de pessoas com esse perfil”, pontua.

Dicas importantes

Tendo por base toda a sua expertise, experiência e conhecimentos adquiridos, Elberth apontou algumas dicas importantes para quem deseja atuar na área assim como ele. Vejamos:

Gostou do conteúdo? Compartilhe, comente e nos diga: o que mais um profissional precisa ter/desenvolver para atuar como um bom controller?


Artigos relacionados

Controller: a profissão do século XXI Você sabe o que faz um Controller? Ou mesmo, o que é um Controller? É uma palavra que conceitua uma profissão pouco conhecida atualmente, mesmo no mundo dos negócios. Trata-se de um defensor do acionista dentro de uma empresa. É o profissional que garante a...

Sobre Elberth Lopes

Controller do Grupo Tomazini. Formado em Ciências Contábeis pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás - PUC, também graduado em Direito pela Universidade Salgado de Oliveira. Possui MBA em Contabilidade e Direito Tributário e em Gestão de Negócios, Controladoria e Finanças Corporativas, ambos pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG).

Comentários