2 minutos de leitura
11 de maio de 2017

Computação Forense: perícia digital é a solução para a investigação de crimes cibernéticos em empresas

O volume de crimes digitais em empresas tem aumentado. De acordo com uma pesquisa realizada pela RSA Anti-Fraud Command Center (AFCC), o Brasil ocupa a 4ª posição no ranking de ataques cibernéticos em instituições.  O aumento de fraudes no ambiente                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                            virtual corporativo no Brasil é a nova realidade para a atuação de peritos digitais.

A frenética evolução da tecnologia também contribui para que as invasões sejam mais avançadas com a utilização de novas táticas para fraudar o sistema de segurança virtual das instituições. Um ataque cibernético pode causar prejuízos à empresa e expor dados de clientes para serem utilizados em outros golpes.

Um levantamento realizado pela consultoria Gartner indica que, até 2020, cerca de 30% das 2000 maiores empresas do mundo serão atingidas por cibercriminosos. Os golpes virtuais geralmente são feitos por meio da disseminação de vírus e malwares para ter acesso aos dados e controle dos computadores, celulares e outros dispositivos digitais.

O phishing, por exemplo, é uma prática criminosa muito utilizada, que influencia o usuário a clicar em links maliciosos e tem o objetivo de captar informações, como dados pessoais, senhas de cartões bancários, números de documentos por meio de mensagens, sites e outra plataforma de inserção de informações.

Com o grande volume de casos relacionados ao vazamento de dados no ambiente corporativo, as companhias têm conseguido identificar crimes eletrônicos e punir os responsáveis pelas fraudes por meio de técnicas da Computação Forense. As ferramentas utilizadas na Comutação Forense permitem a coleta e análises de dados em meios digitais para investigação e identificam os criminosos responsáveis pelo delito.

A procura por especialistas da Computação Forense para atuar no setor empresarial tem crescido. “As companhias estão preocupadas com o aumento de crimes cibernéticos e estão investindo em equipes para detectar e investigar um ataque de modo ágil”, afirma o coordenador do curso de pós-graduação em Computação Forense e Perícia Digital do IPOG, José Walber Pinheiro.

Processo de investigação

A primeira etapa do processo é coletar e isolar o equipamento que será analisado. Após isso, utiliza-se ferramentas com tecnologia forense para extrair todos os dados e registros presentes no armazenamento do dispositivo. Todos os dados captados são preservados e duplicados para outro equipamento.

A partir daí, a análise e cruzamento das informações e acessos serão realizadas. Com as análises e laudos prontos, a empresa consegue acionar a justiça para tomar as providências necessárias contra o infrator.

Devido o aumento de crimes na internet, a computação forense é tendência no ramo empresarial, visto que, todo o sistema está integrado a computadores, servidores, celulares, tablets e nuvens. “Para investigar fraudes cometidas no ambiente virtual, o perito digital precisa ter formação especializada, técnica e legal”, complementa José Walber.

Dicas de proteção

Para proteger e prevenir ataques de hackers ao sistema é preciso investir na segurança da informação da empresa, estabelecer uma política eficaz de acessos, fazer backups e monitoramento diário, instalar um excelente antivírus e promover ações de conscientização para os colaboradores sobre a forma correta de utilizar as tecnologias do local de trabalho.

Sobre Walber Pinheiro

Doutorando em Ciências da Informação pela Universidade Fernando Pessoa em Porto (Portugal) e coordenador do curso de Computação Forense e Perícia Digital do IPOG.

Comentários