3 minutos de leitura
25 de maio de 2017

IPOG na InterFORENSICS: confira as principais atrações do primeiro dia do congresso

Nesta semana, de 23 a 25 de maio, a capital do Brasil recebe o maior evento integrado de Ciências Forenses da América Latina, a InterFORENSICS – Conferência Internacional de Ciências Forenses. E o IPOG está presente nesse grande congresso para acompanhar o que há de mais atual em métodos e técnicas de investigação, no Brasil e no mundo, na área das ciências forenses.

O congresso é realizado pela Academia Brasileira de Ciências Forenses e pela Sociedade Brasileira de Ciências Forenses e reúne diversos profissionais dos diversos campos de atuação do setor, como peritos criminais, médicos-legistas, policiais civis e federais, juízes, membros do Ministério Público, defensores públicos, advogados, pesquisadores e estudantes.

O primeiro dia da InterFORENSICS foi um sucesso.  Mais de 1.100 pessoas participaram do evento. A programação do congresso contou com a apresentação de trabalhos, simpósios e workshops de várias temáticas.

Os participantes do evento também tiveram a oportunidade de conferir mais de 35 palestras, ministradas por profissionais nacionais e internacionais, de temas como: Documentoscopia; Genética Forense; Informática Forense (ICyber); Multimídia Forense (ICMedia); Justiça e Sociedade; Medicina, Odontologia, Antropologia e Comportamental Forenses; Perícias Externas; Perícias Financeiras (ICFinancialCrimes); Perícias em Meio Ambiente e Engenharia Legal e Química e Toxicologia Forense (ENQFOR).

Vários professores e alunos do IPOG de todo o Brasil estão participando do congresso. A aluna do curso Perícia Criminal e Ciências Forenses da unidade de Florianópolis, Daniela Pacheco, está muito otimista com o evento. “Eu estou amando o curso. A perícia criminal foi algo que simplesmente me fascinou pela busca contínua da verdade. É muito gratificante participar da InterFORENSICS para adquirir aperfeiçoamento intelectual”, ressalta a estudante.

O coordenador do curso de pós-graduação em Computação Forense e Perícia Digital do IPOG, José Walber Pinheiro, também está participando do congresso e contou para nós a sua expectativa com a InterFORENSICS e também apresentou os principais desafios da ciência forense no Brasil. Confira na entrevista abaixo:

Quais são suas expectativas para esses três dias de evento?

Esse congresso é fantástico. Temos a oportunidade de ter contato com profissionais que estão fazendo uma ótima produção acadêmica no mundo inteiro. Também podemos rever bons amigos e fomentar a criminalista e as ciências forenses no Brasil, tanto na parte dos alunos e profissionais presentes e no âmbito acadêmico. A expectativa é que tenhamos um crescimento muito grande da visão um pouco mais social da ciência forense.

O IPOG é uma das maiores instituições de especialização na área de ciências forenses do Brasil. A participação do IPOG nesse evento dessa magnitude é muito importante. É um diferencial acadêmico que promove o fortalecimento da marca nessa área.

Qual a importância desse evento para o mercado e para a área de atuação dos profissionais envolvidos?

O congresso tem algumas funções básicas. Uma delas é a integração entre a área científica e a atuação direta dos peritos com a área de pesquisa.

A criminalista está muito voltada para crimes e para dentro das polícias. Tentamos mostrar com a pós-graduação que essa área tem que sair da polícia e ir para estrutura da sociedade. Se nós observarmos, na Europa, por exemplo, a ciência forense está mais voltada para área social e não para a área policial.

O intuito do congresso é fazer com que as pessoas estudem e pesquisem a área de ciências forenses para conseguirmos ter uma percepção penal um pouco mais humana. A partir do momento que a sociedade entende melhor os seus direitos, e que temos profissionais preparados para atender essas novas demandas, vamos ter uma melhoria na qualidade da percepção penal do Brasil.

Quais são principais desafios das ciências forenses no Brasil?

É um desafio cultural. Precisamos integrar as universidades, faculdades e especializações que trabalham com ciências forenses no meio jurídico. Hoje existe uma distância muito grande entre essas instituições. A partir do momento que isso culturalmente ficar estabelecido e integrado, vamos ter uma mudança muito boa e uma melhoria na qualidade em todas as áreas envolvidas.

Continue de olho em nosso blog para acompanhar as principais novidades da InterFORENSICS.

Sobre Assessoria de Comunicação

Equipe de produção de conteúdo.

Comentários