Normas internacionais de contabilidade (IFRS). Você está preparado?
2 minutos de leitura
27 de setembro de 2016

Normas internacionais de contabilidade (IFRS). Você está preparado?

IPOG, Normas internacionais de contabilidade

Passados oito anos da promulgação da Lei nº 11.638/07,  que ocasionou uma revolução nas normas de contabilidade no Brasil e deu início ao processo de convergência com as normas internacionais de contabilidade (IFRS), o que se pode notar, com base nos debates e em discussões com colegas da profissão e de mercado, é que, de forma geral, ainda há a necessidade de ampliar o conhecimento e a aplicação dos pronunciamentos contábeis emitidos pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), que tem como objetivo o alinhamento com as normas internacionais de contabilidade. Muitos contadores, executivos e usuários das demonstrações contábeis ainda não dominam com profundidade os principais assuntos e impactos que essas normas produzem nos demonstrativos contábeis e na avaliação econômica/financeira das empresas.

Os profissionais que dominarem os conhecimentos necessários para atender o que há de mais contemporâneo no mundo da contabilidade, terão uma vantagem competitiva importante para alcançar sucesso na carreira de contador. Mesmo atravessando uma crise econômica relevante o Brasil, continuará atraindo o interesse de investidores nacionais e internacionais  que necessitam como ferramenta de avaliação demonstrações contábeis convergentes com as normas internacionais de contabilidade, bem como demandarão profissionais de contabilidade qualificados.

Ao mesmo tempo em que essas regras impõem desafios aos contadores e usuários das demonstrações contábeis, certamente as empresas também terão que se preparar, pois entre outras questões suas operações, seus processos e seus sistemas operacionais devem ser revistos, para adaptação aos pronunciamentos contábeis e ao dinamismo de mudanças nas normas contábeis, tais como os novos pronunciamentos sobre o reconhecimento de receita, arrendamento mercantil e mensuração de instrumentos financeiros.

E quais são os benefícios de tudo isso?

Para as empresas, maior transparência, acesso mais fácil a linhas de crédito nacionais e internacionais, menor custo de captação, possibilidade de novas parcerias e uma maior e melhor visibilidade.

Aos profissionais, maior qualificação, valorização perante o mercado e vantagens competitivas para crescimento profissional.

As fichas estão na mesa, e como este não é um processo fácil, pois vários paradigmas devem ser quebrados, cabe principalmente a cada profissional preparador ou usuário das demonstrações contábeis continuar a corrida para atingir o conhecimento pleno das práticas contábeis adotadas no Brasil e em mais de 120 países.


Artigos relacionados

Finanças Corporativas: atenção para o reenquadramento tributário Enquanto o orçamento doméstico se apresenta como uma verdadeira montanha russa no decorrer do ano, com altos e baixos de acordo com as contas a pagar, as empresas que ficam atentas ao planejamento financeiro conseguem se organizar com maior facilidade. O empre...
Atenção contribuintes: a Declaração do Imposto de Renda 2018 começa em 1º de março! O Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF) é um tributo obrigatório que deverá ser declarado por quem recebeu rendimentos assalariados acima de R$ 28.559,70 em 2017. E o contribuinte que se enquadra neste perfil precisa estar atento aos prazos, uma vez...
Conheça o crescimento profissional de Solanne Sandes na contabilidade Diante de uma variedade de profissões disponíveis no mercado, escolher a que realmente tem a ver com o nosso perfil não é uma tarefa fácil. Mas para Solanne Clenia, tomar essa decisão nunca foi uma dificuldade. Formada em Ciências Contábeis pela Universidade E...

Sobre Assessoria de Comunicação

Equipe de produção de conteúdo.

Comentários