Normas internacionais de contabilidade (IFRS). Você está preparado?
2 minutos de leitura
27 de setembro de 2016

Normas internacionais de contabilidade (IFRS). Você está preparado?

IPOG, Normas internacionais de contabilidade

Passados oito anos da promulgação da Lei nº 11.638/07,  que ocasionou uma revolução nas normas de contabilidade no Brasil e deu início ao processo de convergência com as normas internacionais de contabilidade (IFRS), o que se pode notar, com base nos debates e em discussões com colegas da profissão e de mercado, é que, de forma geral, ainda há a necessidade de ampliar o conhecimento e a aplicação dos pronunciamentos contábeis emitidos pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), que tem como objetivo o alinhamento com as normas internacionais de contabilidade.

Muitos contadores, executivos e usuários das demonstrações contábeis ainda não dominam com profundidade os principais assuntos e impactos que essas normas produzem nos demonstrativos contábeis e na avaliação econômica/financeira das empresas.

Os profissionais que dominarem os conhecimentos necessários para atender o que há de mais contemporâneo no mundo da contabilidade, terão uma vantagem competitiva importante para alcançar sucesso na carreira de contador.

Mesmo atravessando uma crise econômica relevante o Brasil, continuará atraindo o interesse de investidores nacionais e internacionais  que necessitam como ferramenta de avaliação demonstrações contábeis convergentes com as normas internacionais de contabilidade, bem como demandarão profissionais de contabilidade qualificados.

Ao mesmo tempo em que essas regras impõem desafios aos contadores e usuários das demonstrações contábeis, certamente as empresas também terão que se preparar, pois entre outras questões suas operações, seus processos e seus sistemas operacionais devem ser revistos, para adaptação aos pronunciamentos contábeis e ao dinamismo de mudanças nas normas contábeis, tais como:

  • os novos pronunciamentos sobre o reconhecimento de receita,
  • arrendamento mercantil,
  • e mensuração de instrumentos financeiros.

E quais são os benefícios de tudo isso?

Para as empresas, maior transparência, acesso mais fácil a linhas de crédito nacionais e internacionais, menor custo de captação, possibilidade de novas parcerias e uma maior e melhor visibilidade.

Aos profissionais, maior qualificação, valorização perante o mercado e vantagens competitivas para crescimento profissional.

As fichas estão na mesa, e como este não é um processo fácil, pois vários paradigmas devem ser quebrados, cabe principalmente a cada profissional preparador ou usuário das demonstrações contábeis continuar a corrida para atingir o conhecimento pleno das práticas contábeis adotadas no Brasil e em mais de 120 países.

Ficou interessado neste assunto? Confira o nosso MBA em Contabilidade, Auditoria & Gestão Tributária e saiba como ter sucesso profissional na área contábil!

Artigos relacionados

Tecnologia na Contabilidade: Reflexões sobre a profissão e o setor No último dia 22 de setembro, comemoramos o Dia do Contador. Portanto, é uma oportunidade ímpar para que se gere uma reflexão sobre a importância desta profissão e do empreendedorismo na Contabilidade. Nos últimos anos, o contador passou de um simples prest...
Por que ser um analista SPED? Você sabe os impactos e as consequências do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED)? Implantado em 2008, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre o sistema da Receita Federal brasileira que prevê a facilitação na entrega de documentos contábeis e fisca...
Saiba como fazer a Classificação Fiscal de Mercadorias Se há uma dúvida que causa muita preocupação em empresários e profissionais de contabilidade trata-se da correta classificação fiscal de mercadorias. De fato, sabemos que a inteligência humana foi a grande responsável pela criação de milhares de produtos qu...

Sobre Assessoria de Comunicação

Equipe de produção de conteúdo.

Comentários