Empreender: entenda como montar um super time
5 minutos de leitura
02 de outubro de 2017

Como montar um supertime para empreender

Ideias brilhantes sempre foram fruto de pessoas brilhantes que conseguiram executar um insight inicial, e através do percurso empreendedor foram encontrando o caminho até esse grande negócio. O fato é que apenas equipes de elite são capazes de fazer isso. Geralmente as pessoas que querem empreender em primeira viagem não entendem a importância dessa questão até começarem a sofrer muito e ver que faltam pessoas diferenciadas ao seu lado para ajudar a cruzar as barreiras e enquanto a ampulheta de tempo, energia e dinheiro está correndo.

Abaixo segue um Guia para te ajudar em cada etapa e cuidados que você dever.

“A excelência de grandes negócios é reflexo da equipe, não da ideia.”

O que você tem a oferecer para empreender

É preciso ter muito claro o que você pode ofertar às pessoas para trazê-las a equipe. Essa por sinal é sempre a primeira pergunta que as pessoas farão quando receberem o convite. Talvez até tenham vergonha de serem tão diretas, mas sairão com esse questionamento. Portanto, ter claro o que você tem para negociar facilita para você conseguir saber até onde pode e deve ir nas negociações.

DINHEIRO – é fator numero um, claro que geralmente a galera que está começando tem muito pouco, beirando o quase nada de grana para oferecer. Então é fundamental deixar claro o quanto pode pagar de salário, se existe um salário fixo com bônus. As pessoas quando vão para Startups sabem que salários são menores que o mercado, mas na expectativa que no futuro isso poderá se reverter se o negócio engrenar. Portanto, elas vão querer entender um pouco a projeção disso.

PARTICIPAÇÃO – é a maior moeda que as Startups têm, pois a pessoa entra na participação e isso significa sociedade, vocês estarão junto na boa e na ruim. Os humanos só pensam na boa, mas muitas vezes a coisa não vai bem e estarão juntas na ruim. Muitas pessoas com participação têm probabilidade maior de gerar grandes conflitos. Lembrando também que isso gera algumas questões complexas na hora de saída, ou se alguém fizer bobagem. Portanto é imprescindível ter muito cuidado a quem se oferece a porcentagem de participação e as responsabilidades que essa pessoa tem.

CURRÍCULO – jovens que estão em início de carreira, ainda na faculdade, querem muito aprender boas práticas que possam adotar, e colocar mencionar no currículo para auxiliar nesta jornada inicial. Além de carta de recomendação e coisas assim que lhe ajudem a valorizar sua história profissional, podem ser interessantes para ingressarem na equipe.

ESTRUTURA – algumas pessoas não têm estrutura para trabalhar e aceitam dispor do seu conhecimento e energia em troca de poderem usufruir do lugar. É um pouco mais difícil essa, pois as pessoas tendem a não terem tanto tempo e energia para dispor ao seu negócio, pois estão com foco em outros planos, mas ainda assim pode ser uma alternativa.

NÃO ESQUEÇA QUE TODAS AS PESSOAS QUE ENTRAM PRECISAM SABER;

O que irão fazer;
Quais as responsabilidades;
Como serão cobradas;
Como poderão evoluir;
O que não podem fazer.
QUEM VOCÊ PRECISA:

MERCADO – quando alguém entende com profundidade do mercado, a chance de criar algo que realmente tenha necessidade é muito maior. Sem contar que saberá analisar o que está acontecendo, aproveitar oportunidades e abrir portas para o negócio.

DESENVOLVIMENTO – você vai ter que criar algo, seja o serviço ou produto, alguém precisa ser capaz de entregar isso aos clientes.

BUSINESS – é muito comum as pessoas perceberem oportunidades no mercado, mas não sabem como fazer disto um negócio. Como construir um modelo e fazer a roda girar. Pessoas que entendem disso potencializam a criação de uma empresa.

OS PRÓXIMOS PASSOS:

A evolução do negócio em breve vai começar a exigir pessoas com habilidades mais especificas geralmente os próximos a entrar são:

MARKETING – quando o produto/serviço tem aceitabilidade surge a necessidade aparecer, no entanto também começasse a se notar o quão caótico e difícil está ser visto meio a tantas ofertas. Um profissional que sabe encontrar os caminhos nessa estrada é importantíssimo.

ANÁLISE – muitas vezes algumas pessoas de BUSINESS ou DESENVOLVIMENTO até podem saber fazer análises, mas em breve será necessário alguém que complemente com mais profundidade para que possa interpretar o que está acontecendo com os indicadores e gerar decisões mais precisas.

VENDA – é o que faz a empresa sobreviver, com o negócio girando a entrada e saída de dinheiro começará a ser uma constante e o capital é importante para que o crescimento possa existir, pessoas pensando apenas em gerar receita é parte indispensável.

FINANÇAS – Muitas vezes serviços e produtos mais simples, de valor agregado baixo têm mais entradas e saídas o que precisa de uma atenção maior nas transações. No entanto, até aqueles com valor maior e giro menor, também têm suas complexidades de credito, debito, inadimplência, e gerencialmente os salários, pró-labore e um monte de coisas que ter alguém cuidando disso começa a ser um alivio e estratégico.

Claro que muita dessas pessoas podem ser terceirizadas, mas geralmente os empreendedores no inicio tendem a ir colocando pessoas dentro da empresa, que tenham a cara dela e ajudem a construí-la.

Quais crenças são vitais?

Você está lendo isso justamente por compreender que ideias geniais são construídas apenas por equipes geniais, portanto, para conseguir construir isso é fundamental saber o que é vital nessa equipe?

São pessoas voltadas a resultado ou a missão? São pessoas ambiciosas ou com desejos mais simples?

Quais características complementariam seu negócio?

As crenças são aquilo que vocês têm e precisam que as demais pessoas também tenham. No entanto, existem habilidades e características que podem ser muito interessantes agregarem a equipe porque ela não tem.

Vocês tem o perfil mais sonhador e precisa de alguém pé no chão para ajudar a não permitir que ousem tanto planos. Vocês são muito organizados, mas falta iniciativa. É muito bom perceber que tipo de habilidade equilibraria as coisas.

Até onde você almeja chegar?

Este Guia vai lhe ajudar muito na hora de olhar para as pessoas que estão com você ou que deve buscar no mercado. Claro que são pessoas e por causa disso tem grandes chances de dar errado, departamentos gigantes às vezes de multinacionais, com super especialistas e softwares as vezes erram nas contratações. Mas, que isso não sirva de justificativa para não levar a sério como a situação merece. Teríamos muito menos fracassos no empreendedorismo se as pessoas levassem mais a sério a construção das equipes.

Espero que você dê ainda mais atenção a isso e construa um time de elite para o seu negócio!
Agora que você tem um guia em mãos de como montar sua equipe, que tal saber como desenvolver sua ideia empreendedora.

 


Artigos relacionados

9 características de empreendedores de sucesso: qual delas você tem? O coordenador do MBA Empreendedorismo e Inovação do IPOG, Joe Weider, conduziu uma jornada empreendedora na capital goiana, e nós claro acompanhamos tudo para trazer para você os melhores momentos. Durante sua palestra, Joe fez um balanço sobre as principais c...
Entenda quais são os 4 principais erros de RH Se existe um departamento que tem necessitado se renovar a cada dia, sem dúvida, é o famoso RH! Quem diria que o setor das organizações que mais esteve relacionado com gente durante todo o tempo, também precisasse repensar sua maneira de lidar com o ser humano...
Biometria: quais os métodos mais seguros para a identificação em uma investigação criminal? A biometria é muito utilizada em todo mundo para identificação pessoal em diversas atividades. Seja para investigações criminais, registro em documentos pessoais, acessar locais, votar, realizar transações financeiras, entre outras funções para a identificação...

Sobre Bruno Perin

Graduado em Administração, empreendedor serial, investidor, palestrante, escritor e professor do MBA Empreendedorismo e Inovação do IPOG.

Comentários