O que faz um neuropsicólogo e onde ele pode trabalhar?
5 minutos de leitura
10 de Maio de 2022

Neuropsicólogo: entenda as áreas de atuação e a demanda do mercado de trabalho

Neuropsicólogo: entenda as áreas de atuação e a demanda do mercado de trabalho

O neuropsicólogo é o profissional no campo da psicologia com experiência especial na ciência das relações cérebro-comportamentais.

Esse profissional atua na avaliação, no diagnóstico, no tratamento e/ou na reabilitação de pacientes ao longo da vida com condições neurológicas, médicas, de desenvolvimento neurológico e psiquiátricas, bem como outros distúrbios cognitivos e transtornos de aprendizagem.

Os neuropsicólogos são muito importantes para a área da saúde, o que torna a profissão bastante visada para alunos graduados em psicologia.

Neste artigo, você vai entender como está o mercado de trabalho para essa área, além de detalhar em quais áreas o profissional em neuropsicologia pode atuar.

O mercado de trabalho para a área de neuropsicologia

O mercado de trabalho para o neuropsicólogo é amplo e cresce cada vez mais no Brasil.

Isso porque é crescente a quantidade de pessoas que vêm se conscientizando acerca da necessidade da avaliação de questões neurológicas para entender o impacto gerado no comportamento e desempenho humano.

Neurologistas, psicólogos clínicos e outros profissionais costumam recorrer à neuropsicologia quando necessitam de mais informações em relação ao comportamento cognitivo de um paciente.

Essa importância trouxe visibilidade para a profissão e, por consequência, maior demanda por profissionais qualificados e com entendimento profundo a respeito das questões neurológicas.

Uma das maiores demandas do profissional está em clínicas, consultórios e hospitais, com foco no processo de avaliação e reabilitação.

Por envolver aspectos primordiais do funcionamento do ser humano, essa é uma área indicada pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP) como uma das 11 especialidades que um psicólogo pode escolher.

Por que fazer uma especialização em neuropsicologia?

O constante crescimento e desenvolvimento da área de neuropsicologia ocasiona uma demanda por profissionais habilitados e altamente qualificados para atuar nesse setor em expansão.

Em um cenário empregatício tão concorrido, é necessário encontrar as melhores oportunidades para quem se capacita para atender as demandas atuais do mercado de trabalho.

Dessa forma, um curso de especialização em neuropsicologia agrega ao profissional mais conhecimento técnico e, consequentemente, mais possibilidades de alcançar os melhores cargos, com salários atrativos.

Além disso, uma especialização busca garantir que o profissional se atualize com as últimas novidades e tendências que contemplam as técnicas cognitivas e comportamentais.

Vale destacar que a neuropsicologia é a especialidade da psicologia que mais cresce no Brasil, frente à grande procura de pacientes por esse serviço em consultórios, hospitais, escolas e demais instituições.

A neuropsicologia, hoje, é parte fundamental para o fechamento de diagnósticos médicos, assim como para a estruturação de um programa de reabilitação mais efetivo.

Você tem dúvidas em quais áreas atuar ao se especializar em neuropsicologia? Continue a leitura.

Áreas de atuação do profissional de neuropsicologia

Ter uma pós-graduação em neuropsicologia proporciona ao aluno campos variados de atuação, afinal, além do domínio de um tema, a área tem um grande leque de oportunidades.

A neuropsicologia clínica busca identificar e tratar lesões ou doenças relacionadas ao cérebro que causam déficits cognitivos e psicológicos.

Uma dúvida comum é se esse profissional pode receitar medicamentos. O trabalho do neuropsicólogo é sempre multidisciplinar e, por isso, não cabe ao psicólogo realizar a prescrição de medicamentos.

Mas o neuropsicólogo é médico? Visto que esse profissional não fecha diagnósticos, ele não é médico. Porém, trabalha lado a lado com esses profissionais.

A reabilitação de pacientes é a segunda área de atuação mais procurada entre os neuropsicólogos brasileiros. O profissional aplica estratégias e exercícios para estimular a neurogênese e a reorganização sináptica neuronal em pacientes que apresentam déficits ou perda de funções cerebrais.

Esse trabalho, geralmente, é aplicado em clínicas especializadas em reabilitação neurológica e neuroplasticidade.

A terceira área de atuação para o neuropsicólogo é o acadêmico. Assim, o profissional pode atuar com pesquisa científica e como docente em instituições de ensino.

No campo da pesquisa, a neuropsicologia experimental analisa como o comportamento e a cognição humana são influenciados pelo funcionamento do cérebro.

Além dessas possibilidades, o neuropsicólogo poderá atuar em:

  • farmácias;
  • academias;
  • emissão de laudos neuropsicológicos;
  • diagnóstico diferencial de desordens mentais;
  • desenvolvimento e elaboração de materiais e instrumentos que irão auxiliar no diagnóstico;
  • pesquisa;
  • instituições de ensino. 

Se você deseja atuar como neuropsicólogo, conheça, a seguir, a pós-graduação remota ofertada pelo IPOG.

Conheça a pós-graduação em Neuropsicologia do IPOG

Uma instituição de ensino com nome e reconhecimento no mercado faz a total diferença no currículo.

Nesse sentido, o IPOG – Instituto de Pós-graduação e Graduação – oferece diversos cursos de ensino superior e tem em seu quadro de docentes professores de excelência e renome no mercado. A proposta é um ensino humanizado que estimule o desenvolvimento das potencialidades de cada aluno.

Os alunos da pós-graduação remota em Neuropsicologia do IPOG são qualificados para obter uma visão crítica e conhecimento aprofundado sobre técnicas, instrumentos neuropsicológicos e avaliações comportamentais.

Além disso, o profissional adquire ética e técnica para avaliar pessoas, com consciência e responsabilidade profissional, capaz de colocar em prática os diferenciais técnicos do neuropsicólogo.

A pós-graduação em Neuropsicologia do IPOG é voltada para psicólogos formados.

Conheça o coordenador da pós

A coordenação do curso de Neuropsicologia está a cargo do profissional Fernando José Silveira (CRP 04/26848), cuja formação contempla os títulos:

  • graduação em Psicologia e especialização em Neuropsicologia pelo CEPSIC – HCFMUSP;
  • mestre e doutor em Psicologia pela Universidade São Francisco/SP, com área de concentração em Avaliação Psicológica, bolsista pela Capes;
  • diretor clínico e psicoterapeuta na Clínica Luria – Espaço Terapêutico, Desenvolvimento e Pesquisa, atuando na avaliação neuropsicológica e estimulação de indivíduos com atraso no desenvolvimento, no tratamento do Transtorno do Espectro Autista (TEA), nos transtornos de aprendizagem e alterações comportamentais;
  • supervisor de estágio profissional em Neuropsicologia;
  • autor do “Turma da Luria: Guia Prático de Intervenção Infantil”, pela Editora Vetor.

Grade curricular do curso

O aluno da pós-graduação em Neuropsicologia do IPOG terá formação completa, por meio de uma grade curricular pensada para preparar o futuro neuropsicólogo para ser um profissional ético, competente e apto para o mercado de trabalho.

A grade curricular do curso é formada pelas seguintes componentes:

1) Neuropsicologia: perspectivas e fundamentação psicométrica

2) Bases neuroanatômicas e neurofisiológicas do Sistema Nervoso Central (SNC)

3) Neuropsicofarmacologia

4) Avaliação neuropsicológica das funções executivas (+ 12 horas complementares)

5) Neuropsicologia do desenvolvimento infantil

6) Neuropsicologia do envelhecimento

7) Avaliação neuropsicológica da atenção

8) Avaliação neuropsicológica da linguagem

9) Avaliação neuropsicológica dos transtornos de aprendizagem

10) Avaliação neuropsicológica das praxias 

11) Avaliação neuropsicológica da memória 

12) Avaliação neuropsicológica da inteligência 

13) Avaliação neuropsicológica dos transtornos psiquiátricos

14) Reabilitação e intervenção neuropsicológica infantil

15) Reabilitação e intervenção neuropsicológica do adulto e idoso

16) Supervisão clínica I

17) Supervisão clínica II

18) Supervisão clínica III

Diferenciais

O IPOG acredita na formação crítico-reflexiva com foco na execução prática da teoria. Por isso, seu maior diferencial é a aplicabilidade do conteúdo aprendido em sala na rotina do trabalho.

Por esse motivo, o corpo docente da instituição é formado por professores mestres e doutores com ampla experiência de mercado e, portanto, com conhecimento de como opera a lógica mercadológica da área de neuropsicologia.

Além disso, o IPOG oferece:

  • ensino que contempla diversas fontes do saber, possibilitando que o profissional atue em diversos contextos;
  • conteúdo atualizado de acordo com os estudos e as pesquisas mais recentes sobre os assuntos abordados;
  • infraestrutura e suporte online completo para proporcionar o máximo de aproveitamento dos conteúdos;
  • reconhecimento nacional.

Entre em contato conosco

Se você está pensando em fazer uma pós-graduação em Neuropsicologia, escolher uma das melhores instituições de ensino do país faz toda a diferença para a sua carreira profissional.

Acesse a página do curso, preencha o formulário e fale com um dos nossos consultores para entender melhor como funciona a pós-graduação e as vantagens do IPOG.

Conheça a pós-graduação em Neuropsicologia

Para mais informações sobre os cursos da instituição, entre em contato conosco.

Se você gostou deste conteúdo sobre a atuação do neuropsicólogo, veja também estes posts:

Artigos relacionados

Infecção hospitalar: orientações importantes para profissionais da saúde A infecção hospitalar possui um alto índice de mortalidade no Brasil. Segundo a Associação Nacional de Biossegurança (Anbio ), em média, 100 mil pessoas morrem por ano devido a contaminação por  infecção hospitalar. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) ...
Conheça mais sobre a especialização em Avaliação Psicológica: ética e técnica em avaliar pessoas... O processo de investigação do perfil humano, a Avaliação Psicológica, é fundamental para que profissionais da área de saúde possam diagnosticar e preparar o melhor atendimento para cada indivíduo. Essa técnica que compreende algumas atividades, entre elas tes...
Conheça os principais direitos do consumidor nos planos de saúde Esse é um assunto muito sensível e complexo para os brasileiros, visto que são muitos os casos de consumidores que estão insatisfeitos com o atendimento, valor das mensalidades, exclusão de coberturas e a negação de tratamentos mais complexos e caros dos plano...

Sobre Assessoria de Comunicação

Equipe de produção de conteúdo.

Comentários