Neuropedagogia: o que é e por que cursar a pós IPOG
4 minutos de leitura
21 de outubro de 2021

Neuropedagogia: conheça a Pós-graduação em Neurociência do IPOG

Neuropedagogia: o que é e por que cursar a pós IPOG

Ao longo do tempo, várias áreas do saber, como a Psicologia, a Sociologia e a Neurologia, ajudaram a ampliar conceitos como inteligência e cognição. Nesse terreno, surgiu também a neuropedagogia.

Os espaços atuais de educação lidam desde as últimas décadas com a noção de diferentes tipos de inteligências, que implicam diferentes skills e processos de apreensão de informações. Quando aprimoradas essas capacidades, geram-se vantagens no âmbito profissional e satisfação pessoal.

Contudo, os processos de ensino-aprendizagem e as novas metodologias visam preparar de forma mais eficiente as pessoas, em especial as crianças em idade escolar, para um mundo cada vez mais dinâmico, que pede a resolução de problemas complexos e a mobilização de hard e soft skills de maneira integrada.

Nesse contexto, a neurociência e, mais especificamente, a neuropedagogia, têm contribuído de forma singular para entender o funcionamento do psicológico da aprendizagem, oferecendo soluções para dificuldades.

Graças aos conhecimentos sólidos e vantajosos da neurociência e da neuropedagogia, muitos professores, psicólogos e gestores que desejam desenvolver times estão apostando na especialização nessa área. Para entender melhor essa tendência, elaboramos este artigo. Boa leitura!

O que é a neuropedagogia?

A neuropedagogia é uma área que estuda a aprendizagem humana com base no conhecimento sobre processos neurais ou cerebrais, com vistas à otimização máxima do desenvolvimento humano.

Com base em seu caráter interdisciplinar, a neuropedagogia possibilita entender o sistema nervoso e os diversos estágios para adquirir as habilidades cognitivas e psicoemocionais que fundamentam o processo de aprendizagem.

Qual é a importância da neuropedagogia no ensino?

Em linhas gerais, a neuropedagogia deve contribuir para solucionar os problemas e as dificuldades no processo de aprendizagem.

Para isso, por meio do conhecimento sobre o cérebro humano, espera-se que o docente seja capaz de estruturar a melhor jornada e abordagem de aprendizagem, considerando as características psicofisiológicas e neuropsicológicas dos estudantes, bem como a importância das interações sociais nesse processo.

Dessa maneira, é possível criar as melhores condições  não somente para o desenvolvimento de competências mas também para a administração do comportamento dos estudantes, já que se compreende de forma ampla o funcionamento dos seus estados mentais e sensoriais.

Na prática, o conhecimento em neuropedagogia tem dado origem a técnicas de ensino mais lúdicas, interativas e personalizadas.

Capacitação em Neurociência: uma tendência

A neurociência é um conceito que foi criado na década de 1970, apesar de os estudos sobre o cérebro serem muito antigos. Atualmente, ela tem crescido muito devido às contribuições para diversas áreas.

A neurociência estuda o cérebro, a medula espinhal e os nervos periféricos e, por isso, é capaz de oferecer compreensão sobre uma variedade de aspectos do corpo e da existência humana, como as funções psicomotoras, a memória, o desenvolvimento da linguagem, de hábitos, as mudanças neurológicas etc.

Um dos conceitos mais conhecidos nesse campo é o da neuroplasticidade, que se refere à capacidade de o cérebro se adaptar e reorganizar, de forma estrutural e funcional, diante da exposição a novas experiências e estímulos.

Quanto mais jovem, mais plasticidade e capacidade de readaptação. É esse conhecimento que fundamenta, por exemplo, a compreensão de que interferências no desenvolvimento linguístico de uma criança podem comprometer a habilidade de proficiência na linguagem.

Vejamos alguns campos aos quais profissionais de neurociência têm trazido importantes contribuições:

Medicina e saúde

Existem diversas enfermidades de ordem neurológica. Graças à neurociência é possível compreender o funcionamento e implicações dessas doenças no âmbito do sistema nervoso e buscar tratamentos mais eficazes para os pacientes. A ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica) é uma das doenças estudadas pela neurociência.

Vendas e marketing

No mundo empresarial, ao tornar possível uma compressão mais assertiva sobre como o comportamento humano funciona em uma dimensão emocional e fisiológica às influências, as áreas de vendas e marketing podem se orientar de forma mais assertiva para gerar resultados. O neuromarketing e a PNL são exemplos disso.

Estresse

Com os estudos das neurociências, houve um melhor entendimento sobre o funcionamento do estresse, tanto do ponto de vista mental quanto físico. Quais substâncias fazem parte dos episódios no organismo, como cada pessoa reage e quais são as maneiras de reduzir os impactos desse evento no corpo.

Liderança

As neurociências no seu diálogo com a psicologia e a compreensão do comportamento humano podem auxiliar no desenvolvimento de habilidades de liderança. Podem ser aprendidas melhores maneiras de influenciar e se comunicar com as equipes, mas também como ensinar e desenvolvê-las de forma eficiente.

Neuropedagogia na especialização do IPOG

O IPOG, instituição com quase duas décadas de existência e ampla experiência na formação de especialistas em todo Brasil, criou o MBA em Neurociência e Psicologia Positiva no desenvolvimento humano. Essa capacitação de nível superior tem um módulo exclusivamente dedicado à neuropedagogia.

A estrutura dessa pós-graduação oferece um amplo espectro de formação para que profissionais possam adquirir um sólido repertório no campo da neurociência e utilizá-lo para o desenvolvimento humano de diversos públicos e em diferentes cenários.

O resultado é um profissional com perfil sólido, com uma visão aprofundada da neurociência em diálogo com diferentes campos, apto a atuar em diferentes empresas e organizações de forma estratégica e com domínio de várias técnicas.

Algumas disciplinas da formação curricular*

* Entre em contato para conhecer todas as disciplinas/módulos.

O curso está disponível na modalidade com aulas remotas, ao vivo e online, ideal para quem não quer perder tempo e não abre mão da comodidade de estudar de casa ou do trabalho.

Além de proporcionar um excelente networking com alunos de diferentes áreas,  esse MBA conta com um time de docentes especialistas, mestres e doutores com ampla trajetória acadêmica e experiência de mercado, preparando os estudantes para os desafios reais do dia a dia.

Se você deseja dar um upgrade na carreira com um curso de neurociência e neuropedagogia, antes de tomar uma decisão sobre onde estudar, fale conosco e descubra todas as vantagens de ser estudante do IPOG.

Gostou deste artigo sobre neuropedagogia? Confira três títulos que podem interessar:

Artigos relacionados

Vantagens de uma pós-graduação em um mercado de trabalho pós-pandemia Se antes da pandemia do novo coronavírus as vantagens de uma pós-graduação já eram evidentes o suficiente para alavancar o número de matrículas e tornar uma prática corrente iniciar essa formação logo após a graduação, no cenário pós-pandemia essas tendências...
Mercado em ascensão para o perito judicial. Conheça as oportunidades No Brasil hoje, segundo o último dado apresentado pelo Conselho Nacional de Justiça, encontram-se em tramitação 99 milhões de processos. Esse volume está em plena ascensão, principalmente porque em época de crise econômica o número de processos tende a aumenta...
Líderes não motivam ninguém! Os líderes costumam ser muito cobrados em relação à motivação da equipe. A busca por resultados exige destes gestores que eles sejam capazes de sempre garantir um alto nível de engajamento entre os colaboradores. No entanto, será mesmo que a motivação parte d...

Sobre Assessoria de Comunicação

Equipe de produção de conteúdo.

Comentários