Mercado em ascensão: saiba mais sobre a área de Computação Forense
6 minutos de leitura
04 de outubro de 2018

Mercado em ascensão: saiba mais sobre a área de Computação Forense

Quantas notícias por semana você lê sobre fraudes que envolvem dispositivos digitais? Estamos rodeados de informações sobre crimes cibernéticos. Uma epidemia que assola a cada dia mais a rede mundial de computadores, fazendo crescer significativamente o mercado de computação forense.

As técnicas da computação forense são recorridas para solucionar esses atos ilícitos principalmente no que envolve a coleta e análise de dados para investigação.

A área possui uma série de metodologias para que essas análises sejam utilizadas como provas de um crime em um processo judicial.

O coordenador do curso de pós-graduação em Computação Forense e Perícia Digital do IPOG, José Walber Pinheiro, afirma que o setor está em ascensão no Brasil e possui um campo amplo para exercer a profissão de perito digital.

“Novas oportunidades surgem constantemente e existem poucos profissionais especializados no mercado de computação forense para a alta demanda de trabalho”, ressalta o especialista.

Aumento do uso de dispositivos móveis

As tecnologias têm causado uma mudança radical na vida da sociedade, seja no ambiente profissional ou pessoal. Passamos cada dia mais a depender de serviços que estão apoiados em computadores ou celulares, ou seja, tudo que envolve o meio online.

Dessa forma, podemos considerar que um dos principais impactos do avanço da informática em nossas vidas tem sido o crescente uso dos dispositivos móveis, que estão se tornando cada vez mais onipresentes.

Essas ferramentas que fazem filmagens, que tem GPS, rastreiam os seus batimentos cardíacos ou mensuram o quanto você anda têm inúmeras vantagens e trazem um conforto muito grande ao usuário. Porém, é preciso tomar cuidado com as informações que são depositadas neles.

Com essa capacidade de se comunicar em rede, muitos equipamentos não se resumem apenas em armazenar seus dados em mídias locais. Surge aí a importância de analisar o que está na memória principal do dispositivo, bem como o que ele depositou em sistemas de armazenamentos distantes.

Hoje, qualquer comprometimento no sistema online pode causar grandes prejuízos e um dos desafios da tecnologia é estar atenta aos sistemas que são vulneráveis a diversos tipos de crimes cibernéticos, roubos de identidades e senhas, invasão de privacidade, fraudes bancárias e uma infinidade de conflitos virtuais que tem se tornado cada vez mais comum, e é aí que entra a Computação Forense.

O que é Computação Forense?

A Computação Forense visa obter informações por meio da análise de dados de um computador ou sistema, rede ou qualquer dispositivo de armazenamento que seja alvo de investigação por crimes cibernéticos.

Ela é muito utilizada para desvendar transgressões virtuais, roubos de identidade, crimes financeiros, agindo na busca de informações que não são vistas a olho nu, utilizando-se de técnicas especiais para rastrear informações.

A Computação Forense está em pleno desenvolvimento em um mundo cada vez mais online. Caso não haja o cuidado com a segurança da informação, o risco de o usuário ou uma empresa ter todas as informações do seu dia a dia comprometidas é muito grande.

setor empresarial ficou à mercê desses riscos, e não somente pelos possíveis ataques de um hacker que se aproveita das falhas de segurança de um sistema, mas até mesmo por parte de um funcionário mal-intencionado.

E quando se trata das organizações, com certeza o prejuízo pode ser bem maior. Por isso, Walber orienta que as instituições devem agir de forma preventiva e evitar transtornos no ambiente virtual. De acordo com o especialista, essa ação começa com um trabalho educativo com os colaboradores.

É fundamental que a empresa desenvolva suas políticas, inclusive no uso das redes. Walber reforça que não basta ter as regras dizendo como deve ser, mas é bom que o funcionário entenda o porquê deve agir assim. “Quando as pessoas entendem o motivo das regras, fica muito mais fácil cumpri-las”, orienta o especialista.

Além de orientar os seus colaboradores, as empresas precisam se atentar a algumas dicas para manter a segurança do seu negócio tendo a tecnologia como aliada:

DICA 1: Atualize-se com as tendências de mercado e com os riscos de todos os sistemas tecnológicos

As pessoas tendem a olhar para o lado romântico e positivo da tecnologia e as vezes negligenciam a todo aparato e cuidado que precisam ser tomados com ela.

DICA 2: Mantenha sua equipe sincronizada com os procedimentos de segurança

Se as pessoas entenderem as ferramentas que elas usam no dia a dia e tiverem treinadas em como usá-las, isso vai diminuir os riscos de ocorrer problemas virtuais por falta de informação do colaborador.

DICA 3: Invista em segurança da informação

A área de segurança da informação é responsável por garantir que os dados da sua empresa fiquem protegidos, evitar ataques maliciosos nos sites ou sistemas, definir níveis de segurança de rede, controles de acesso, entre outras frentes.

Investir recursos com essa finalidade vai economizar muito tempo e dinheiro para a sua empresa. Uma política de segurança da informação evita, por exemplo, o roubo ou o extravio de dados, o que é extremamente importante para quem lida com informações sigilosas de clientes, como empresas contábeis ou escritórios de advocacia.

DICA 4: Tenha auxílio de um bom profissional

O profissional mais adequado para cuidar dessa área é aquele que está antenado com as mudanças tecnológicas e como isso pode impactar a computação forense e a segurança da informação.

Como funciona a Computação Forense?

Para você entender melhor como funciona a computação forense, listramos algumas informações  importantes:

Capacitação

Os profissionais dessa área são capacitados para recuperar uma diversidade de informações que ficam alojadas em sistemas. Por exemplo, recuperar dados excluídos de um computador, celular ou tablet, mesmo que eles já tenham sido formatados e utilizados por outra pessoa;

Investigação

Essa área de investigação também é capacitada para obter dados de um GPS de celular, o que é imprescindível para descobrir a localização de um suspeito ou vítima na hora de um crime. Isso acaba ajudando na reconstrução dos fatos e na resolução de diversos casos;

Veracidade

O profissional especialista na área também é capaz de descobrir se uma evidência foi adulterada ou não. Por exemplo, por meio de filmagens de câmeras de segurança, eles conseguem saber se houve alterações de data e horário para beneficiar algum envolvido no caso. Com isso, a veracidade das informações ajuda na resolução de diversos crimes;

Prevenção

É por meio destes profissionais que também é possível descobrir falhas nos sistemas e prevenir ataques ou vazamento de informações, sendo de extrema importância para empresas, sejam elas grandes ou pequenas;

Mercado de Computação Forense: Áreas de atuação

E você que se interessa por essa área, sabe o que deve fazer para atuar no mercado de computação forense e se destacar profissionalmente? É o que vamos pontuar aqui para você.

Para atuar na área, o profissional precisa ter:

  • Curso superior em Tecnologia da Informaçãoou áreas afins;
  • Ser especialista no setor;
  • Ter conhecimentos em ferramentas digitais específicas;
  • Entender sobre arquitetura de sistemas operacionais;
  • Aprender técnicas investigativas;
  • Possuir embasamento jurídico;
  • Ser habilitado para fazer perícia.

Os principais setores da Computação Forense que você pode atuar são:

Perito Criminal

Para se tornar um perito criminal, o profissional precisa ingressar na carreira pública como policial civil ou federal para realizar investigações, produzir laudos e supervisionar perícias juntamente com os órgãos competentes.

Perito Judicial

O especialista é nomeado pelo juiz para atuar em algum processo. É um cargo de confiança e geralmente trabalha como profissional liberal.

Assistente Técnico Judicial

O profissional atua junto a um advogado ou perito judicial e oferece a assessoria técnica e científica do caso, por meio de investigações, análises e produções de laudos.

Perito Extrajudicial, Investigador, Consultor

O trabalho geralmente é solicitado pela área corporativa para a investigação de fraudes internas.

A Computação Forense tem muito a contribuir com as corporações policiais, com o judiciário e as empresas. O perito precisa ser especializado e ter capacidade de se basear em evidências para explicar como o crime em alguma mídia digital aconteceu e provar isso juridicamente.

Diante disso, surge à necessidade de profissionais éticos com forte senso de confiabilidade, aptos a colaborar com autoridades na apuração e investigação de delitos cometidos na internet.

Cada vez mais os casos forenses estão relacionados com informações em dispositivos digitais.  É um mercado com carreira crescente no Brasil e no mundo, por isso, buscar conhecimento para atuar nesse setor é mais que fundamental, é um diferencial para o seu sucesso profissional.

Quer se tornar um especialista nessa área? Conheça o curso de pós-graduação em Computação Forense e Perícia Digital  do IPOG e se prepare para obter uma boa colocação no mercado.

 


Artigos relacionados

IAFS 2017: principais contribuições do evento para a área de Ciências Forenses O 21º Encontro Trienal da Associação Internacional de Ciências Forenses (IAFS) aconteceu de 21 a 25 de agosto, em Toronto, Canadá. Quer saber como foi o evento e as e as principais contribuições para a área das ciências forenses? Então você precisa ler esse ar...
Os impactos do avanço tecnológico, robôs e inteligência artificial nos modelos de trabalho A cada dia novos recursos tecnológicos surgem para provar que o homem, além de criador, é também o adaptador desses avanços.  Ao mesmo tempo em que facilitam à dinâmica e processo de trabalho, podem substituir algumas atividades que, não distante, necessitavam...
Genética Forense: conheça como é realizada a investigação criminal por exames de DNA As tecnologias forenses crescem em passos consideráveis ​ e a cada vez mais podem oferecem resultados mais precisos. Como é o caso da Genética Forense, conhecida também como DNA Forense, um dos métodos forenses mais confiáveis do mundo. A ciência aliada à i...

Sobre Walber Pinheiro

Doutorando em Ciências da Informação pela Universidade Fernando Pessoa em Porto (Portugal) e coordenador do curso de Computação Forense e Perícia Digital do IPOG.

Comentários