Analista de inteligência de mercado: conheça a profissão
4 minutos de leitura
22 de agosto de 2022

Analista de inteligência de mercado: a profissão da alta capacidade analítica

Analista de inteligência de mercado trabalhando em frente ao computador

Você sabe o que faz um analista de inteligência de mercado?

Hoje, as empresas lidam com números e dados o tempo todo. No entanto, o sucesso dessas organizações depende da coleta, análise e interpretação de todas essas informações. Só assim é possível obter insights que permitam tornar o negócio escalável.

É aí que entra o analista de inteligência e sua importância para as empresas.

Portanto, especializar-se nessa área se consolida como uma necessidade para quem busca maior destaque e valorização profissional.

Neste artigo, o IPOG mostra como é o dia a dia dessa profissão, as atribuições ao cargo e como se capacitar para atuar nessa área em crescimento exponencial.

O que é inteligência de mercado ou marketing intelligence?

O termo marketing intelligence (ou inteligência de mercado) se refere à coleta e à análise de dados externos, a fim de desenvolver estratégias e guiar decisões importantes nas empresas.

No entanto, o termo não se refere apenas ao monitoramento dos concorrentes. O foco de quem trabalha na área é tentar entender o que acontece fora da porta da empresa para aumentar o potencial competitivo do negócio.

O termo foi usado pela primeira vez em 1958 pelo pesquisador e cientista da computação Hans Peter Luhn. Na ocasião, ele escreveu o artigo “A business intelligence system” e usou a expressão para se referir a tecnologias do pós-guerra.

Contudo, o conceito da forma que é utilizado atualmente se tornou popular apenas na década de 1980. O termo designava o potencial do uso de dados na tomada de decisões estratégicas. Porém, a área de marketing intelligence ficou mais complexa com a noção de Big Data, com dados em variedade e volume e velocidade crescentes, passando a dar novo sentido à expressão.

O que faz o analista de inteligência de mercado?

O analista de inteligência de mercado pode executar diversas funções dentro das empresas. Além de praticar o monitoramento dos concorrentes, o profissional do setor precisa ter uma visão geral do mercado para que as empresas se posicionem de maneira competitiva.

Nesse contexto, os dados servem para orientar os gestores no sentido da tomada de decisões mais assertivas. Com isso, o profissional contribui para melhorar a experiência dos clientes e antecipar tendências de mercado.

O analista de inteligência de mercado pode executar diversas funções nas organizações, como:

  • entender como o produto ou serviço é enxergado pelo mercado e pelos clientes;
  • detectar os diferenciais dos produtos ou serviços;
  • conhecer o perfil dos clientes;
  • identificar as tendências e os desafios do setor;
  • saber se os preços cobrados estão compatíveis com o mercado;
  • acompanhar o crescimento e as estratégias dos concorrentes;
  • criar relatórios sobre as classificações da empresa.

Novo perfil do profissional

O profissional desse setor deve desenvolver habilidades como o pensamento analítico, a comunicação assertiva e a autogestão.

Assim, o analista de inteligência de mercado conseguirá realizar todo o mapeamento, a segmentação e o estudo de mercado para identificar oportunidades e riscos para as organizações.

Áreas de atuação do analista de inteligência de mercado

Quem trabalha com inteligência de mercado pode realizar atividades como monitoramento de mídia, benchmarking e análise de dados. Nesse sentido, o profissional especialista nessa área beneficia os times de produto e de marketing, a equipe de vendas e o customer success das empresas.

Ou seja, a profissão de analista de inteligência é interdisciplinar e essencial para que a empresa lance produtos e serviços com estratégia.

Além do mais, é possível atuar de forma conjunta com a inteligência comercial. Por meio da pesquisa de mercado, é possível identificar potenciais clientes e preparar lista de contatos para a prospecção.

É importante ainda para as empresas contarem com analistas de mercado que investiguem modelos comerciais que são aplicados no setor. Dessa forma, os profissionais também podem ajudar as organizações a testar novos canais e a melhorar as estratégias.

Mercado de trabalho para analistas de inteligência

Os analistas de inteligência podem atuar em diversos tipos de empresas, desde startups a organizações mais consolidadas. Independentemente do porte das companhias, o profissional oferece a possibilidade de olhar para fora das empresas e obter insights valiosos.

Sendo assim, o mercado de trabalho para esse tipo de profissional está em crescimento, principalmente diante do desenvolvimento de tecnologias para a geração e análise de dados.

Qual é a média salarial de um analista de marketing intelligence?

O analista de marketing intelligence terá remunerações que variam conforme o porte da empresa, da localidade e o nível de experiência profissional.

De acordo com portais de vagas, o salário do profissional no início da carreira varia entre R$ 3.400 e R$ 6.200. Já o analista sênior pode ganhar de R$ 8.400 a R$ 15 mil por mês.

Como se tornar um analista de inteligência de mercado?

Para se tornar um analista de inteligência de mercado, os profissionais podem ter formação em áreas como administração, estatística, ciência de dados e marketing.

No entanto, o mercado demanda pré-requisitos como nível intermediário de inglês e uma pós-graduação. Além do mais, uma especialização voltada para assuntos como Big Data e Digital Analytics é capaz de aprofundar os seus conhecimentos e valorizar o seu currículo.

Competências essenciais para um analista de mercado

Nessa perspectiva, quem deseja atuar com marketing intelligence pode desenvolver diversas habilidades, entre elas:

  • capacidade analítica;
  • agilidade na tomada de decisões;
  • inovação;
  • planejamento;
  • solução de problemas;
  • criatividade;
  • resiliência para enfrentar desafios;
  • flexibilidade.

Conheça o IPOG

O Instituto de Pós-graduação e Graduação (IPOG) é uma instituição de ensino que tem o propósito de formar profissionais com perfis sólidos para o mercado de trabalho. Assim, já fez parte da formação de mais de 100 mil estudantes de graduação, pós-graduação e cursos de curta duração.

Atualmente, são mais de 25 mil alunos ativos. Uma prova da qualidade de ensino da instituição é a aprovação do corpo discente. O índice de satisfação entre os alunos chega a 97,14%.

Já o corpo docente é formado por mestres e doutores com vasta experiência em suas áreas de atuação e metodologia específica.

MBA em Inteligência Empresarial Orientada a Dados

O MBA remoto Inteligência Empresarial orientada a Dados do IPOG foi idealizado para atender às demandas gerenciais de forma inovadora e alinhada com as boas práticas do mercado.

Durante o curso, o estudante adquire conhecimentos de tecnologias e processos tecnicamente viáveis para quaisquer modelos de negócio e profissionalmente desejáveis para atuar em seus contextos de forma proativa e equilibrada.

Conheça mais sobre esse e outros cursos oferecidos pelo IPOG em nosso site.

Venha começar uma história de sucesso com a gente!

Gostou deste artigo? Leia também outros conteúdos em nosso blog:

Artigos relacionados

Saiba como fazer uma boa entrevista de emprego e se destacar! Quando recebemos aquela tão esperada ligação agendando uma entrevista de emprego, é natural ficarmos ansiosos. Afinal, após vencer a fase de espera, começamos a nos preocupar em demonstrar valor para nos destacar frente aos concorrentes e chamar a atenção d...
5 dicas para ser um bom líder em Gestão de Logística e Produção Você já parou para pensar o quanto um(a) líder é fundamental dentro de uma empresa? Em tempos de constantes transformações, desempenhar uma função de liderança é um desafio e tanto. Isso porque é preciso trabalhar com toda uma equipe, estimula-la e buscar resu...
Conheça o In Company: a educação corporativa do IPOG "Nosso crescimento depende de competitividade, inovação, habilidades e produtividade... E estas, por sua vez, dependem da educação de nosso povo."  A frase dita pela ex-primeira-ministra da Austrália, Julia Gillard, embora se refira à importância da f...

Sobre Assessoria de Comunicação

Equipe de produção de conteúdo.

Comentários