Confira os 13 ramos do Direito em forte ascensão no Brasil
5 minutos de leitura
20 de julho de 2018

Confira os 13 ramos do Direito em forte ascensão no Brasil

ramos do Direito em forte ascensão no Brasil

Frequentemente, o curso de Direito aparece entre os mais concorridos nos vestibulares de todo o país, devido não somente a alguns ramos de atuação que estão em forte ascensão, mas também por causa da remuneração, cujos valores podem ultrapassar os R$ 25 mil no serviço público, por exemplo.

Por mais antiga que seja a profissão, possuir formação em Direito nunca deixou de ser indispensável, uma vez que a sociedade precisa de profissionais competentes para atuar com diferentes contextos e em distintas áreas.

É uma profissão em constante evolução, que tem se inovado, adotado a tecnologia como ferramenta de trabalho e, por isso, tem gerado novas áreas e novas oportunidades. Diante deste cenário, ser Bacharel em Direito é atender e se comprometer com diversos setores da sociedade.

Um forte destaque são as inúmeras áreas de atuação no Direito, além da possibilidade que o profissional tem de se especializar ao longo de sua carreira. Portanto, considerando a importância dessa profissão, este artigo tem o objetivo de elencar as principais áreas do Direito que estão em ascensão no Brasil.

Principais áreas do Direito para atuar

1. Trabalhista

Importante dizer que este profissional precisa ter pós-graduação na área trabalhista, uma qualificação ainda mais necessária devido a reforma da legislação, que entrou em vigor em novembro do ano passado.

Ao escolher a área trabalhista, o profissional irá representar pessoas ou empresas nas disputas entre empregado e empregador. Entre suas atribuições está a realização de audiências, elaboração de peças processuais e prestação de consultoria jurídica.

O que vemos atualmente é a alta procura por especialistas em Direito Trabalhista, devido ao aumento do número de demissões da indústria por causa da retração econômica.

2. Tributária

O Brasil tem uma complexa estrutura tributária e isso contribui para que o Direito Tributário seja um dos ramos do Direito que mais cresce no país.

O advogado tributarista é responsável por garantir que as normas referentes à arrecadação de impostos e obrigações tributárias sejam cumpridas. É importante que esse profissional tenha pós-graduação ou cursos de extensão na área contábil.

3. Recuperação judicial e de crédito 

O advogado especializado em recuperação judicial e de crédito vem sendo cada vez mais procurado por empresas com dificuldades financeiras, em decorrência do cenário econômico desfavorável.

Esse profissional pode ser responsável por litígios que envolvam empresas em fase de recuperação judicial ou atuar em favor dos bancos credores, por exemplo.

4. Compliance e ética 

Com a entrada em vigor da Lei Anticorrupção, as instituições passaram a prestar mais atenção em questões como ética corporativa, auditoria interna e código de conduta. Com isso, a especialização em compliance e ética está entre os principais ramos do Direito.

Outro fator que tem impulsionado a ascensão dessa área do Direito são as inúmeras operações deflagradas no país, como a da Operação Lava Jato, por exemplo.

Quem opta por essa área é capaz de trazer mais transparência às transações e aos processos da companhia, de forma a garantir que tudo esteja dentro da legalidade.

5. Biodireito

O profissional especializado em biodireito, ramo do Direito Público, cuidará das relações jurídicas entre o direito e os avanços tecnológicos ligados à reprodução assistida, fertilização, ao corpo como um todo e à dignidade da pessoa humana.

Foi devido ao avanço biotecnológico que se deu a necessidade de regular este campo, que também está associado à bioética.

6. Direito Digital

Direito Digital,  também conhecido como Direito de Internet, se transformou significativamente após a promulgação do Marco Civil da Internet, há quatro anos.

Trata-se de um ramo do Direito em ascensão devido ao próprio avanço tecnológico, que torna a área desafiadora e sujeita à rápidas mudanças. O tema é tão importante que a graduação em Direito do IPOG possui uma disciplina totalmente destinada ao estudo.

7. Ambiental 

Hoje, as empresas já nascem pensando na sustentabilidade. Devido à agressão desenfreada ao meio ambiente, soluções sustentáveis têm sido pensadas cada vez mais e essa questão abriu espaço para o Direito.

Essa área de atuação é a que mais deve crescer nos próximos anos e oferece ao advogado um campo extenso de trabalho. Além disso, o Direito Ambiental relaciona áreas como a de Ciências Sociais, Antropologia, Biologia, Geologia, Engenharia e Direito Internacional.

Destaque para o fato de esse ramo abranger todas as outras áreas do Direito, como:

  • Direito Constitucional
  • Direito Administrativo
  • Direito Civil
  • Direito Processual
  • Direito Penal
  • Direito do Trabalho

8. Contencioso Civil

O profissional especializado nesse ramo do Direito trabalha diretamente com processos jurídicos, com a resolução de questões legais nas esferas judiciais ou arbitrais.

Devido aos problemas financeiros enfrentados pelo Brasil nos últimos três anos, houve um aumento de processos judiciais na esfera cível em decorrência do crescimento de conflitos e cobranças.

9. Advogado Eleitoral

2018 é ano eleitoral e, como podemos acompanhar, as eleições serão acirradas visto os acontecimentos políticos dos últimos três anos. Além disso, as condenações de políticos em decorrência das investigações contra a corrupção, novas leis (Ficha Limpa) e o número de partidos tornam o Direito Eleitoral uma área em ascensão.

O profissional atuante nesta área trabalhará antes, durante e depois das eleições, preparando, acompanhando e garantindo ao candidato atuações consonantes com a lei.

10. Jurídico

Sem dúvidas, o Brasil tem apresentado avanços na retomada econômica, o que interfere no mercado, obviamente, e cobra dos gerentes jurídicos atuações mais estratégicas nas organizações.

Nesse sentido, o gerente jurídico generalista também é um ramo em ascensão no Brasil. Esse profissional trabalhará em prol da gestão do departamento jurídico das empresas, respondendo pelo atendimento das áreas internas e pelas demandas estratégicas. O profissional pode se especializar por meio de cursos, como o MBA em Gestão Jurídica.

11. Arbitragem

O profissional que escolhe atuar nesta área do Direito representa clientes na Câmara Arbitral trabalhando pela condução do litígio. A arbitragem é uma alternativa para quem não quer resolver suas questões no Poder Judiciário, o que implica em menos burocracia e custos mais baratos.

Empresas também têm recorrido à Câmara Arbitral, até mesmo porque os árbitros são escolhidos pelos próprios litigantes.

12. Relações Institucionais

O advogado de relações institucionais acompanha as questões regulatórias, legislativas e políticas, bem como políticas públicas, pois são pontos que interferem na economia e nas organizações. Nesse sentido, esse profissional atua como porta-voz dos interesses empresariais diante do setor público.

13. Direito Médico

Assim como já mencionamos aqui no blog, o direito médico é uma área em expansão e atende as demandas judiciais no campo da saúde. O profissional que trabalha nesta área do Direito lida diretamente com questões jurídicos-legais, tantos dos profissionais da saúde, como médicos e enfermeiros, bem como dos pacientes que utilizam serviços.

Com o intuito de profissionalizar pessoas para que estas compreendam o fenômeno da judicialização da saúde, o IPOG trabalha hoje com a oferta da especialização Direito Médico & Proteção Jurídica Aplicada à Saúde. Uma alternativa para quem deseja se especializar nesta área.

Você já está atuando em algum desses ramos ou tem o objetivo de atuar um dia? Compartilhe conosco nos comentários! No mais, continue por dentro das principais áreas do Direito e invista na sua qualificação e atualização.

 


Artigos relacionados

Conheça Anne: economista que encontrou no Direito a oportunidade de mudar de carreira aos 41 anos Você já se imaginou jogando tudo para o alto e recomeçando a sua trajetória profissional? Mudar de carreira aos 41 anos de idade? É, pode ser que, para muitos, essa reviravolta não seja tão atraente nesse faixa etária da vida, mas não há porquê tornar isto um ...
Gestão Jurídica: um novo horizonte para milhões de bacharéis em Direito Nos Estados Unidos, os escritórios de advocacia já funcionam como verdadeiras empresas, com gestão especializada para atender as particularidades do exercício da profissão, desde 1970. Enquanto isso, aqui no Brasil, a gestão jurídica profissionalizada acontece...
Inovação, criatividade e empreendedorismo aplicados ao Direito Engana-se quem analisa a área do direito de forma estática e sem abertura ao novo. Assim como as demais carreiras, o exercício judicial tem evoluído consideravelmente na última década, e usufruído das inovações proporcionadas pela evolução tecnológica e dos me...

Sobre Nivaldo Santos

É Professor e coordenador da graduação de Direito do IPOG; Graduado em Direito pela UFG; mestrado em História das Sociedades Agrárias, pela UFG; doutorado em Direito pela PUC de São Paulo; e pós-doutorado pela PUC de Minas Gerais.

Comentários