Professor do IPOG ganha prêmio de Arquitetura. Confira
4 minutos de leitura
13 de setembro de 2017

Professor do IPOG ganha prêmio de Arquitetura

Oliveira Jr, Professor do IPOG na Pós-Graduação Master em Arquitetura & Lighting,  Arquiteto e Urbanista, foi um dos vencedores do Concurso Nacional de Habitação de Interesse Social, realizado pela Companhia de Desenvolvimento da Habitação do Distrito Federal (Codhab-DF).

O objetivo do concurso era selecionar projetos de habitação unifamiliar econômica e casa sobreposta com um, dois e três dormitórios para que fossem replicadas no Distrito Federal.

O Escritório 7S34W Arquitetura, coordenado pelo professor Oliveira Jr, ficou em 2º lugar na Categoria “unidades com dois dormitórios e possibilidade de expansão para mais um”.

Saiba mais sobre este Concurso Nacional de Arquitetura

Dentre 88 projetos inscritos, foram selecionados três ganhadores por categoria. A comissão julgadora era formada por representantes do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB/DF), do Conselho de Arquitetos e Urbanistas do Brasil (CAU/BR), do Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (CODHAB-DF), do Secretaria de Estado de Gestão do Território e Habitação (SEGETH) e de um arquiteto contratado por meio do Edital de Concorrência 01/2016 promovido pela Companhia.

Critérios

Entre os critérios analisados nos projetos estavam: conceito e inovação, adequação às normas, clareza, funcionalidade e atendimento ao programa de necessidades, além das propostas mínimas para as instalações elétrica, hidrossanitárias, telefônica e TV, bem como, sustentabilidade socioambiental; exequibilidade, economia e viabilidade técnico-construtiva; soluções passivas de conforto térmico e eficiência energética; contextualização urbana; acessibilidade e adequação social, aspectos éticos, plásticos e estéticos.

Prêmio

O primeiro colocado de cada grupo recebeu um prêmio no valor de R$ 10 mil e o segundo colocado, R$ 5 mil. Além disso, os três vencedores serão contratados pela Coadhab-DF, por R$ 93,1 mil, cada, para que desenvolvam o projeto executivo de arquitetura e complementares para até 200 replicações.

Entrevista com o professor

Confira uma entrevista com o professor, Arquiteto e Urbanista Oliveira Jr sobre como foi participar do concurso sendo um dos autores do projeto de arquitetura da equipe de João Pessoa (PB).

1) Qual a importância de um concurso como esse em relação ao que temos observado no espaço urbano?

Os concursos público de projetos de arquitetura são considerados como a modalidade de licitação pública de serviços mais eficaz, por envolver uma significativa variedade de possibilidades de propostas elaboradas por diferentes equipes de profissionais com o objetivo de eleger a solução mais adequada aos objetivos coletivos da cidade.

2) Como foi este trabalho de concepção do projeto? 

O trabalho foi uma experiência desafiadora, pois envolve um limite temporal muito exíguo e um nível de exigência bastante elevado.

Para atingir os objetivos definidos pelo termo de referência do edital é imprescindível elaborar um planejamento, organizar o cronograma, montar uma equipe multidisciplinar e dividi-la de acordo com as habilidades de cada um.

No segundo momento, foram definidos os papéis e as devidas atribuições de cada um. O maior desafio consiste em reunir todas as informações, técnicas, legais e teóricas, para elaborar uma síntese e as diretrizes que pudessem nortear a solução arquitetônica.

O objeto de intervenção tratava-se de um conjunto de residências de interesse social e o foco da proposta era criar um diálogo entre as edificações e a cidade, entre os espaços públicos e o privado de forma que as trocas sociais pudessem promover a vivacidade urbana tão desejada e a sustentabilidade socioeconômica dos lugares que seriam criados.

O maior obstáculo foi aprender sobre a lógica socio-espacial das famílias de baixa renda, obter e interpretar a legislação do Distrito Federal, conhecer a cultura construtiva e as restrições tecnológicas.

3) Como se sente diante deste reconhecimento?

Nós engendramos um esforço enorme para atingir o nosso objetivo que era dar uma contribuição à discussão sobre os projetos de habitações de interesse social no Brasil e entregar o projeto no prazo estipulado pelo edital.

Realizar um projeto de qualidade era a nossa principal meta.

Figurar entre as equipes premiadas é importante porque coloca o Nordeste e a Paraíba no circuito da boa produção arquitetônica nacional.

4) Havia algo de particular nestes projetos solicitados?

Um detalhe em particular nos evocou uma maior atenção. Por não haver uma área definida onde o projeto seria implantado tivemos que estudar as diversas possibilidades de implantação da edificação no lote para que a distribuição dos cômodos da casa usufruíssem do melhor conforto térmico.

5) Qual a importância de pensar estes tipos de projetos na Arquitetura?

No Brasil, mais de 80% das construções são realizadas sem a orientação de um arquiteto. Debruçar-se e aprofundar os conhecimentos sobre esta temática é fundamental para qualificar as nossas cidades e para abrir novas oportunidades de mercado.

Confira os envolvidos neste projeto arquitetônico:

Ficha Técnica:

Autores
Oliveira Júnior
Thálita Zavaski
Bruna Pontes
Giuseppe Branquinho
Raphael Albuquerque
Renata Caiaffo
Thyago Ramon
Colaboradores
João Tatrai
Emmanuel Dantas
Consultores
Jean Fechine
Laudelino Pedrosa
Riccelly Lacerda
Liana Lacerda
Rômulo Polari
Acadêmicos
Diego Montenegro
Rita Gurjão
Sarah Lima
Sizinandes Barros

Confira a lista completa de vencedores aqui.

( foto: Projeto da Equipe do Professor IPOG)

 


Artigos relacionados

Alunas IPOG projetam ambiente na Morar Mais em Goiânia Quem for à Mostra Morar Mais por Menos deste ano em Goiânia, vai encontrar 27 ambientes distribuídos por 1300 m². Os espaços foram desenvolvidos por 47 profissionais (arquitetos, designers de interiores e paisagistas).Entre esses ambientes está o Lounge Ca...
Arquitetura: dicas para conquistar clientes Relacionar-se com o cliente é um desafio para o profissional de qualquer área do mercado. Fidelizá-lo em um mundo com cada vez mais opções tornou-se estratégia de sobrevivência. Portanto, é importante estar antenado que, de fato, a conquista começa desde o pri...
Professor do IPOG lançará livro baseado em MBA de engenharia Em sua segunda obra na área da engenharia civil somente neste ano, o professor Flávio Augusto Settini Sohler está confiante no sucesso do seu mais novo livro: Projeto, Execução e Desempenho de Estruturas e Fundações, com data de lançamento prevista para novemb...

Sobre Oliveira Jr

Professor na Pós-Graduação IPOG Master em Arquitetura e Lighting, Arquiteto e Urbanista (1991) e mestre em Engenharia Urbana (2006) pela Universidade Federal da Paraíba. Coordena o escritório de arquitetura 7S34W onde desenvolve projetos desde a escala do edifício à escala da cidade.

Comentários