Reduza o custo final da sua obra com 7 hábitos simples
3 minutos de leitura
17 de novembro de 2017

Reduza o custo final da sua obra com 7 hábitos simples

A construção civil é um dos ramos de negócio em que mais há desperdício. Basta andar pelas ruas para vermos caçambas abarrotadas de entulhos de obras. O assunto também é recorrente nas notícias divulgadas pela imprensa. Só que é preciso lembrar que onde há desperdício, há também dinheiro indo embora. Por isso é importante pensarmos sobre o assunto.

A construção civil nacional tem, em média, perda de 5%. Isso sem considerarmos o mercado informal, responsável por mais da metade das construções. Pode até parecer um percentual pequeno, no entanto, é preciso lembrar que o custo de uma obra envolve sempre bastante dinheiro. Logo, o impacto pode incomodar e merecer bem mais atenção do que se imagina.

Segundo o coordenador do MBA Gerenciamento de Obras, Qualidade e Desempenho da Construção do IPOG, Flávio Sohler, algumas obras chegam a apresentar uma perda de até 20%. Em outras palavras, isso significa que 1/5 do que foi gasto com materiais, foi direto para o lixo. “É preciso ter processos que racionalizem essa utilização e minimizem o desperdício”, alerta Sohler.

E para te ajudar a combater esse desperdício, nós separamos algumas dicas para você. Repare que a maioria se refere a hábitos simples no canteiro de obras, mas que podem significar muito no custo final. Confira!

1)    Sempre faça um projeto da obra

Pode ser um esboço ou algo mais completo. O que importa é ter um projeto e clareza sobre o que irá ser feito. Isso facilita o orçamento e evita gastos com materiais desnecessários.

2)    Tenha sempre em mãos uma lista de compras

Jamais saia para comprar algo ou peça para que alguém compre sem fornecer a programação, o que deve ser comprado. A regra é a mesma que a gente utiliza quando vai fazer as compras do mês para nossa casa. Se não tiver lista, acaba comprando mais do que deveria! A presença de um profissional para definir o que deve ser comprado é fundamental!

ebook 7 erros cometidos na implantação de um sistema de gestão da qualidade na construção civil

3)    Não compre todos os materiais de uma vez

A grande quantidade pode levar ao desperdício. Estabeleça etapas.

4)    Organize o canteiro de obras

Mantenha tudo sempre limpo e evite mudanças. O deslocamento do material também gera desperdício. Por isso, logo no início já defina espaços para corredores e para depósitos de materiais próximo aos locais em que serão utilizados.

5)    Calcule bem a espessura das vigas de acordo com as de alvenaria

Isso evita o preenchimento seja feito com argamassa.

6)    Considere a possibilidade de ter uma central de montagem para manuseio do aço

Essa medida tem contribuído para reduzir os custos e melhorar o padrão de qualidade. Isso porque para trabalhar com aço, é necessária uma série de etapas que vão desde o recebimento no canteiro até a montagem.

7)    Cuidado com a argamassa

A argamassa para revestimento é um dos mais frequentes fatores de desperdício nas obras, desde as péssimas condições de estocagem e de preparação, até a aplicação.

Para encerrar nossas dicas, pedimos um conselho para o coordenador do MBA do IPOG, Flávio Sohler:

DICA DO ESPECIALISTA IPOG:

Esteja atento à compatibilização dos projetos arquitetônico e estrutural. “Ao fazer uma sala em que serão utilizados azulejos 80X80, o correto será projetar um cômodo com medidas múltiplas de 80cm. Assim, não será necessário cortar nenhum azulejo, evitando o desperdício”, explica o especialista. Por isso, engenheiros e arquitetos precisam estar alinhados, além de buscarem ampliar seus conhecimentos. Porque podem até parecer passos óbvios, mas acredite: muita gente não faz!


Artigos relacionados

Estande de negócios: que imagem a empresa transmite em um evento? Antes de falarmos sobre 'Estande de Negócios', você sabia que a etimologia da palavra 'feira' vem do latim feria, que significa "dia santo".  Este dia, era destinado, pelos nossos antepassados, à organização de festas para promover a interação social, necessár...
Tudo sobre Pós-graduação em Gerenciamento de Obras: em 7 min! A realização de uma obra, seja ela de engenharia civil ou arquitetônica, exige não apenas um estudo da viabilidade do projeto, mas também um esforço para garantir que tudo se materialize no tempo proposto e dentro do orçamento que foi estipulado, de modo a alc...
Novos desafios: Com especialização em Gestão da Manutenção Tatiana assume Liderança O desempenho ímpar da engenheira de computação, Tatiana da Silva Araújo, detectado em nove anos de dedicação à empresa Oi Telecomunicações a levou a assumir uma posição de liderança, em uma área diferente de atuação. Foram nove anos dedicados ao planejament...

Sobre Flavio Augusto Settimi Sohler

Pós-Doutor em Engenharia Civil-TUHH (Alemanha) e LNEC (Portugal); Cursou doutorado em engenharia civil na UFRGS; Doutor em Psicologia Organizacional pela PUC-GO; Mestre em Engenharia de Produção pela PUC-RJ; Pós-Graduado em Análise de Sistemas-PUC-RJ e Project Finance-USP; Graduado em engenharia civil pela PUC-RJ. Coordenador e Professor no IPOG no MBA Gestão de Projetos em Engenharias e Arquitetura; MBA Gerenciamento de Obras, Qualidade e Desempenho da Construção; MBA Projeto, Execução e Desempenho de Estruturas e Fundações; MBA em Negócios Imobiliários & Inteligência de Mercado

Comentários