Nutrição e Suplementação esportiva: um leque de oportunidades
4 minutos de leitura
05 de outubro de 2021

Suplementação esportiva: crescente uso de suplementos é oportunidade para nutricionistas

Nutrição e Suplementação esportiva: um leque de oportunidades

Um tema que vem à tona com frequência é o uso de suplementação esportiva pelos atletas e a adoção de substâncias, ambas visando à melhoria da performance.

No entanto, se os suplementos esportivos são vistos com bons olhos e incentivados por contribuírem para uma nutrição adequada, o mesmo não pode ser dito de algumas substâncias medicamentosas consideradas ilegais. São exibidos na mídia frequentes casos de doping em atletas.

Em 2018, o Comitê Olímpico Internacional (COI) publicou uma declaração de consenso sobre suplementação esportiva em atletas de alta performance, na qual reconhecem a colaboração da nutrição para o resultado dos atletas, ressaltando que os suplementos podem integrar os programas nutricionais.

Neste artigo, entenda melhor o cenário atual de suplementação no esporte, a importância de contar com um nutricionista e como é a atuação desse profissional na área esportiva. Boa leitura!

O crescente uso de suplementos para a prática esportiva

O Brasil é uma das nações com grande crescimento no segmento de suplementação esportiva. Um dos maiores mercados fitness no mundo.

Segundo levantamento da Associação Brasileira de Empresas de Produtos Nutricionais (Abenutri), no ano de 2018, só o segmento de Sports Nutrition teve um faturamento de aproximadamente R$ 2,24 bilhões, um crescimento de 12% em comparação ao ano anterior.

De olho nesse cenário, naquele mesmo ano, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou o documento “Perguntas e Respostas sobre Suplementos Alimentares“, um novo marco regulatório com informações atualizadas, regras sobre composição, rotulagem e outros aspectos.

A suplementação esportiva é utilizada por atletas de alta performance em busca de mais eficiência e prevenção contra lesões há bastante tempo.

Além disso, a crescente valorização da cultura de bem-estar associada a uma alimentação saudável e prática de exercícios, de forma leve a moderada, especialmente nas academias, impulsionou o consumo de suplementos de forma expressiva.

É o que mostra a pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos Para Fins Especiais e Congêneres (Abiad), que mostrou que a adoção de suplementos alimentares, vitaminas e minerais, por exemplo, cresceu notadamente por causa da pandemia de covid-19.

De acordo com esse levantamento conduzido em várias capitais brasileiras, 63% dos entrevistados apontaram a melhora da imunidade como razão para o aumento da busca por suplementação.

O problema é que muitos brasileiros adotam esse hábito sem acompanhamento de um nutricionista ou profissional com capacitação comprovada na área – prática arriscada, pois somente esses profissionais têm o conhecimento adequado sobre o tema, evitando riscos à saúde.

A importância do nutricionista para suplementação esportiva

O profissional especializado em nutrição é fundamental para recomendar suplementação esportiva.

É ele quem vai determinar os tipos e as doses ideais para cada pessoa, considerando dieta, objetivo do treinamento, modalidade esportiva, composição corporal ou ainda diante de um caso específico, como desequilíbrio de nutrientes.

Os tipos de suplementos nutricionais para atletas estão divididos em grupos e têm diferentes funcionalidades.

  • Pré-treinos
  • Termogênicos
  • Energéticos
  • Proteicos
  • Compensadores
  • Repositores

Graças à sua formação, o nutricionista é capaz de indicar com precisão aminoácidos para restauração muscular, antioxidantes para limpeza do organismo, proteínas de origem animal ou vegetal para aumento da massa muscular, proteção contra lesões e até mesmo fitoterápicos para melhorar inflamações.

Suplementos consumidos sem auxílio profissional podem causar danos em órgãos, não contribuir de maneira alguma para o objetivo esperado ou ainda ter efeito inverso, diminuindo a performance.

Assim, é evidente que cautela é fundamental no processo de nutrição esportiva com suplementos. Todo o processo deve ser conduzido de maneira personalizada e no momento certo.

Carreira e atuação do nutricionista esportivo

A suplementação esportiva nas suas diferentes formas (bebidas, shakes, whey protein, alimentos, fórmulas etc.) traz contribuições diretas e indiretas para a alta performance esportiva. Esses benefícios estão cientificamente documentados e reconhecidos por órgãos de saúde e esportivos.

Assim, os profissionais que detêm formação sólida no campo dos recursos nutricionais têm sido integrados a times de academias, consultórios, spas, empresas de produtos nutricionais, eventos, centros esportivos e outros ramos do mercado, revelando essa área de atuação cheia de possibilidades.

Entretanto, faltam profissionais realmente qualificados para preencher as melhores posições, e é por isso que muitos nutricionistas e médicos do esporte recorrem a cursos de especialização para fortalecer o perfil profissional e se destacar nos processos seletivos.

Nos cursos de pós-graduação os alunos têm a oportunidade de aprofundar e atualizar os conhecimentos sobre nutrição, bioquímica dos alimentos, programas de dietas alinhadas à prática de atividade físicas, diversos tipos de modalidades esportivas, treinamentos, seja para atletas ou amadores.

É uma maneira de ter mais assertividade e criar prescrições que façam diferença na prática de esportes e melhorem a qualidade de vida das pessoas.

Conheça o nosso curso de especialização em Nutrição Clínica, Estética, Esportiva e Prescrição de Fitoterápicos

O IPOG, instituição de ensino superior com 20 anos de experiência, tem um curso de pós-graduação em Nutrição Clínica, Estética, Esportiva e Prescrição de Fitoterápicos.

Trata-se de uma formação completa, que capacita e amplia o leque de possibilidades de atuação para nutricionistas, médicos, farmacêuticos, biomédicos, enfermeiros, educadores físicos, fisioterapeutas e demais profissionais da saúde. São quatro eixos para desenvolver uma visão 360º sobre nutrientes e fitoquímicos.

Nesse curso, os profissionais estudam disciplinas como fisiologia do exercício aplicada à clínica, prescrição de nutricosméticos e fitoterápicos na estética, avaliação nutricional e suplementação esportiva, terapia nutricional e fitoterapia na prescrição para compulsão alimentar e gerenciamento do peso e muito mais.

Se você quer ter mais expertise, dar um upgrade na carreira, melhorar o currículo por meio de uma especialização, antes de escolher onde estudar, fale conosco e descubra as vantagens de estudar no IPOG.

Gostou deste artigo sobre suplementação esportiva? Confira mais três títulos que podem interessar:

Conheça o IPOG – Instituto de Pós-graduação e Graduação

Uma instituição de ensino com nome e reconhecimento no mercado, que faz total diferença no currículo.

O IPOG – Instituto de Pós-graduação e Graduação – oferece diversos cursos de ensino superior e tem em seu quadro de docentes professores de excelência e renome no mercado. A proposta é um ensino humanizado que estimula o desenvolvimento das potencialidades de cada aluno.  

O IPOG está presente em todos os estados do país e no Distrito Federal e conta com quase 20 anos de experiência em formar grandes profissionais.

A satisfação do aluno se tornou a sua marca registrada: o índice chega a 97,14% em todo o país. Os projetos pedagógicos realizados na instituição são diferentes dos já existentes no mercado, o que fez com que a instituição alcançasse o status que tem hoje.

Artigos relacionados

Terapia nutricional com fitoterápicos: tudo sobre a especialização Doenças e circunstâncias diversas podem gerar desequilíbrio e deficiência de nutrientes essenciais ao corpo humano. Assim, para que haja restabelecimento da saúde e mesmo a prevenção de complicações é que existe a terapia nutricional.  Em linhas gerai...
Qual a posição da justiça sobre a concessão de medicamentos de alto custo? A concessão de medicamentos de alto custo não disponíveis na lista do Sistema Único de Saúde (SUS) deliberada por ordem judicial reflete no aumento exorbitante de custos com a saúde. De acordo com o Ministério da Saúde, em 2016, as ações judiciais relacionadas...
Quais as normas para criação e utilização de aplicativos para a discussão de casos clínicos entre mé... É evidente que a comunicação online, ubíqua e social na palma da mão e nas pontas dos dedos se tornou uma necessidade e facilitou as relações profissionais. Hoje existem diversos aplicativos que facilitam a relação, discussão, troca de informações, fotos e cas...

Sobre Assessoria de Comunicação

Equipe de produção de conteúdo.

Comentários